ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Austrália poderá ter que importar leite se a crise na área láctea continuar

Os produtores de leite alertaram em uma pesquisa do Senado que a Austrália poderá em breve precisar importar leite da Nova Zelândia e outros países se a crise da indústria de lácteos não for resolvida. Um grupo voluntário, Farmer Power, pediu uma tarifa de A$ 0,50 (US$ 0,38) por litro para ajudar os produtores que estão lutando contra as políticas de preços dos principais supermercados e esquemas de pagamento iniciados pelos processadores Murray Goulburn e Fonterra.

O produtor de leite, Alex Symons, disse ao comitê do Senado em Canberra que a situação é tão ruim que talvez ele desista da produção em breve. A situação estava ruim há anos, mas nos últimos cinco meses, piorou muito. Symons disse que o aumento do preço no supermercado de um litro de leite de A$ 1 a A$ 1,50 (US$ 0,76 a US$ 1,14) levaria os preços aos níveis dos anos oitenta. “Não é um grande pedido”, disse ele, desmentindo as afirmações de que os consumidores não queriam pagar preços maiores se isso significasse ajudar os produtores. A medida permitiria que a maioria dos produtores ficassem em uma situação de break even (sem perdas nem ganhos). “Não estamos falando sobre tornar as pessoas milionárias. Isso é sobre salvar pessoas. Nós levantamos da cama às 5 da manhã e dizemos, ‘ótimo, vamos perder mais mil dólares hoje'. Nós nos tornamos voluntários”.

O imposto também significaria que os produtores não teriam que continuar financiando o Dairy Australia e o dinheiro poderia ser coletado para empréstimos para ajudar outros produtores a comprar sua primeira propriedade. Symons disse que não havia confiança na indústria e que nos últimos cinco ou seis meses, a maioria das pessoas com 25 a 35 anos que compraram rebanhos de vacas tinham deixado a atividade.

Uma estação ruim e a necessidade de feno significa terminar com um uma dívida de A$ 70.000 (US$ 53.389,7) no banco. Ficar para outro ano significaria aumentar sua dívida em A$ 130.000 (US$ 99,152,3). O grupo disse que os produtores não precisam de mais empréstimos e entrar em mais dívidas. “Colocar isso em cartão de crédito não é a resposta”, disse o vice-presidente, Alex Robertson.

Outro produtor, Darryl Cordona, disse que a Austrália em breve importará leite, incluindo da Nova Zelândia. “Eu acho que isso acontecerá nos próximos dois anos se continuar sem mudanças”. Anteriormente, o diretor executivo da Australian Dairy Farmers, John McQueen, disse que não vê os consumidores ou o parlamento concordando com uma tarifa de A$ 0,50 (US$ 0,38).

Oficiais do departamento de agricultura disseram ao comitê que 44 negócios rurais tinham empréstimos aprovados, com 170 solicitações. Eles disseram que o governo não considera uma tarifa temporária ao leite, mas expressou preocupações com os consumidores pararem de comprar leite se passar a custar mais.

Leia também:

Produtores de leite australianos descartam milhares de litros de leite

As informações são do The Guardian, traduzidas pela Equipe MilkPoint.


 

0

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.