ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Alexandre Guerra, do Sindilat: "o encaminhamento da Lei do Leite é uma vitória de todos"

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 12/05/2016

1 MIN DE LEITURA

0
0
O Secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, Ernani Polo, espera que, dentro de alguns dias, seja publicado no Diário Oficial do Estado o decreto que regulamenta a Lei do Leite. O texto final foi remetido nesta quarta-feira (11/5) pela Secretaria da Agricultura (Seapi) à Casa Civil, informou Polo, durante lançamento da Fenasul 2016, no Galpão Crioulo do Palácio Piratini.

Resultado de trabalho realizado junto com as entidades do setor, entre elas o Sindilat, a matéria estabelece responsabilidade e critérios para a produção, transporte e processamento de produtos lácteos no Rio Grande do Sul. Segundo o presidente do Sindilat, Alexandre Guerra, o encaminhamento é uma vitória de todos, "uma vez que materializa diversos pedidos dos laticínios, entre eles a liberação para o transvase do leite".

O café da manhã de lançamento da exposição reuniu autoridades, lideranças do agronegócio e imprensa. Na ocasião, o presidente da Gadolando, Marcos Tang, destacou a força da exposição mesmo em um momento de crise como o atual. “Faremos a feira com muita teimosia. Sabemos que as exposições mundialmente tendem a ter redução no número de animais inscritos e aumento da qualidade. Quem vai é porque está com o animal pronto”, disse.

Entre as principais novidades desta edição, pontuou Tang, está o Concurso de Sólidos, que terá apoio do Sindilat e está sendo organizado pela Seapi, Ufrgs e Embrapa. O sindicato aportará R$ 10 mil para premiação dos três primeiros colocados nas categorias Vaca Jovem e Vaca Adulta. Segundo Tang, é importante que os criadores usem a informação sobre capacidade de produção de sólidos (gordura e proteína) dos animais para seleção genética. “É uma ferramenta que deve ser muito usada, está disponível e é valorizada pela indústria”, acrescentou.

Em sua manifestação, o governador do Estado, José Ivo Sartori, disse que o momento é de trabalhar juntos para o avanço do setor e pela realização de uma grande Fenasul. “Sem trabalho não acontece nada. Estamos no segundo lugar no ranking nacional e queremos trabalhar mais para chegar no primeiro”, pontuou referindo-se à produção gaúcha que perde apenas para a de Minas Gerais. Valorizando a atividade, o governador lembrou que o leite é fonte de renda fixa para milhares de famílias gaúchas e classificou a a regulamentação da Lei do Leite como “um passo importante” em busca da excelência. 

Leia também:

Lei do leite: acordo fechado para a implementação no Rio Grande do Sul

As informações são do Sindilat.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint