ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Agronegócio é responsável por 42,5% das exportações brasileiras em julho

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 10/08/2004

1 MIN DE LEITURA

0
0
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, divulgou ontem, durante palestra no seminário internacional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Brasília, os novos recordes de exportação e saldo comercial positivo do agronegócio brasileiro nos primeiros sete meses deste ano.

Puxadas pelo bom desempenho do complexo soja, carnes, café, açúcar e álcool, madeiras, lácteos e algodão, as vendas externas do setor alcançaram US$ 3,75 bilhões em julho, um aumento de 44,5% em relação a igual período de 2003.

Recorde histórico para o mês de julho, o superávit comercial de US$ 3,36 bilhões (51,5% superior a 2003) foi o segundo maior desde 1989, quando se iniciou a série estatística. "Esse desempenho tem permitido o saldo positivo da balança brasileira como um todo. O agronegócio, mais uma vez, alavanca os demais setores com seu saldo comercial", afirma Rodrigues. "É possível prever um superávit superior a US$ 30 bilhões até o fim do ano", diz. O saldo ficou acima de US$ 3 bilhões pelo terceiro mês consecutivo.

Os dados da Secretaria de Produção e Comercialização do Mapa mostram que o agronegócio foi responsável por 42,5% das exportações globais do Brasil em julho. De janeiro a julho, as exportações do setor somaram US$ 22,25 bilhões, um resultado 37,2% acima do registrado no mesmo período de 2003. O saldo comercial positivo somou US$ 19,45 bilhões, um acréscimo de 44% sobre os US$ 13,5 bilhões do ano passado.

Nestes sete primeiros meses do ano, destacaram-se as exportações do complexo soja (+47%), carnes (+63%), madeiras (+52,5%), lácteos (+60%), café (28,5%), açúcar e álcool (+56,5%) e cereais, farinhas e preparações (+266%). No acumulado dos últimos 12 meses, entre agosto de 2003 e julho de 2004, as exportações somaram US$ 36,67 bilhões (+27,5%) e o superávit, US$ 31,8 bilhões (+31,2%). Pela segunda vez, vendas externas e saldo comercial do agronegócio ultrapassaram essas cifras em 12 meses.

Houve crescimento das exportações para todos os continentes e blocos econômicos. Vendeu-se mais para União Européia (+51%); Ásia (+44%); Nafta, à exceção do México, (+27,7%); Oriente Médio (+43%); Europa Oriental (+48,7%); África (+63,5%); e Mercosul (+17%). Em termos de países de destino, registre-se o crescimento de 130% nas exportações para a Espanha; Irã (87%); Reino Unido (73,5%); Rússia (49,7%).

Fonte: Mapa, adaptado por Equipe MilkPoint

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint