Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Reino Unido: produtores de leite fazem protesto por preços nos supermercados

postado em 07/08/2015

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Os produtores de leite do Reino Unido estão protestando nos supermercados por causa do preço que esses pagam pelo seu leite. Os produtores limparam as prateleiras dos supermercados comprando leite em grandes volumes e distribuindo de graça nos últimos dias. Eles alegam que estão recebendo menos que seus custos para produzir o leite e alguns deixaram a atividade por causa da redução dos preços. Os supermercados disseram que não há ligação entre o preço do leite nas prateleiras e o que os produtores recebem.

O produtor de leite de West Midlands, Michael Oakes, da União Nacional de Produtores Rurais (NFU), Michael Oakes, disse: “Chegamos a um ponto onde temos um preço insustentável pelo nosso leite. Estou recebendo 24 centavos de libra (37,39 centavos de dólar) por litro e está custando a mim 28 centavos de libra (43,62 centavos de dólar) para produzir. Então, nós pensamos em ir junto aos varejistas, comprar o leite e distribuir aos consumidores, explicando porque”.

O presidente do comitê de leite da NFU da Escócia, Graeme Kilpatrick, disse: “Eu recebo muitos telefonemas de produtores de leite afetados. Minha família está na produção rural por várias gerações e a atual crise teve um importante impacto em nosso fluxo de caixa”.



Os protestos foram realizados em vários supermercados, como Sainsbury's, Tesco e Asda, entre outros, em diversas regiões do Reino Unido.

O produtor de leite, Bryce Cunningham, que ajudou a organizar protestos na Escócia, disse que a atual situação é “extremamente difícil”. “No momento, estamos recebendo 15 centavos de libra (23,37 centavos de dólar) por litro de leite que produzimos. Está custando 24 centavos de libra (37,39 centavos de dólar) por litro produzir esse leite”.

Um porta-voz da rede Sainsbury disse que o preço varejista não está relacionado ao preço que o supermercado paga aos produtores. “Nossos preços são competitivos para nossos clientes, enquanto também pagamos aos nossos dedicados produtores de leite um preço justo que os protege contra os mercados voláteis”.

O diretor comercial do Morrisons Group, Darren Blackhurst, disse: “Tentamos repassar os menores preços aos nossos clientes onde é possível. Reconhecemos, entretanto que, devido à menor demanda global, isso tem criado um excesso de oferta de leite britânico, criando condições difíceis para muitos produtores de leite no momento”.

A Asda disse que o preço que os produtores recebem é determinado independentemente e que não há ligação entre os preços no varejo e os preços ao produtor.

O diretor de alimentos e sustentabilidade do Consórcio Varejista Britanico, Andrew Opie, disse que as lojas não são as culpadas. “O mercado global no momento está com um excesso de oferta, não estamos vendo um aumento na demanda que poderíamos esperar de locais como China e Índia, que estão crescendo rapidamente. Então, até que haja esse aumento, haverá problemas. Porém, é absolutamente errado olhar para os varejistas. Os varejistas estão na verdade fazendo a coisa certa – eles estão pagando os melhores preços -, mas essas são condições globais fora de seu controle”.

A organização britânica de lácteos, AHDB Dairy, disse que o preço médio ao produtor no Reino Unido está em 24,06 centavos de libra (37,48 centavos de dólar) por litro em maio, uma redução de um quarto durante os últimos 12 meses.

A reportagem é da BBC, traduzida pela Equipe MilkPoint.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint Indústria, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade