ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
VOLTAR
Criação de bezerras ou comprar vacas adultas?? (99) SEGUIR TÓPICO
THOMAZ JASSO NETO

ARARAQUARA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/01/2009

Boa tarde
Estou pensando em voltar para a atividade leiteira e, para isso pretendo adquirir algumas bezerras 7/8 para ir adaptando a propriedade e os funcionários, pois estamos mais voltados a agricultura (cana e amendoim). Desse modo, pergunto aos experientes companheiros se é melhor criar novilhas ou comprar vacas em produção?? Qual o valor atual de bezerras ou novilhas 7/8 holândes??
ANIMALE LABORATÓRIO DE ANÁLISES VETERINÁRIAS

VAZANTE - MINAS GERAIS

EM 20/01/2009

Caro Thomás, não sei se entendi bem, mas se a realidade é a adaptação das estruturas e rotinas da propriedade (e funcionários), acredito que seja melhor adquirir as novilhas, já que a rotina de vacas em produção exigirá mais de seus funcionários no início.
MARIO CARLO VARGAS PARETO

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 13/05/2009

O leite é apenas mais um produto da vaca, e como tal, sua produção tem que ser encarada de um ponto de vista industrial. Não adianta só pensar em produzir leite, tem que se fazer uma pesquiza de mercado, são muitas as perguntas que devem ser respondidas: quanto pagam pelo leite na sua região, o clima da região exige um animal rustico de dupla aptidão ou permite o uso de animais especializados, a cooperativa da tua região apanha leite em natura no latão ou somente leite resfriado em tanque, qual o tamanho de plantel que sua propriedade comporta, qual o volume de produção mínimo para que a exploração se torne economicamente viavel, ordenha manual ou mecanica, com ou sem bezerro ao pé, vai engordar ou abater os machos, e principalmente quanto tempo vai levar até que sua produção seja suficiente para tornar o negócio economicamente viável e, se voce tem capital para bancar o investimento por este período.

Quando voce for consultar um técnico em pecuária leitera, tenha sempre em mente que esses proficionais foram doutrinados pelas industrias de laticínios. Todos eles seguem a cartilha do maior volume de produção possível, pois este é o interesse das industrias. Poucos serão capazes de te informar todos os custos envolvidos.

Se o teu interesse é aproveitar parte da área da tua propriedade, com caracteristica inadequada para lavoura, lembre-se que o cultivo de capim também é uma forma de lavoura.

Se tua intenção é ter mais um produto que deixe um dinheirinho todo mes, e ainda forneça alimento para sua família e funcionários, comece com uma meia dúzia de animais descartados, mas de boa origem e condições, para ir treinando seus funcionários e adaptando suas instalações para o novo produto.

Pessoalmente, não acredito em raça pura, mas na misturinha que se faz em casa. Leite é apenas mais um dos subprodutos mal remunerados da vaca, aquele dinheirinho que entra todo mês, e que por ajudar nas despesas, nunca economizamos, já o bezerro é o investimento a longo prazo. É a poupança que permite a realização de novos projetos.
CARLOS DAROZ

HORTOLÂNDIA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/11/2018

parabens Mario Carlo, é exatamente assim que funciona, sem grandes esperanças e perspectivas, essa é a realidade.
ANTONIO CARVALHO

CAMPOS DO JORDÃO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 14/05/2009

Nem todos tem resultados iguais, as vezes para alguns o resultado é muito bom, para outros péssimo, não hé regras. Sugiro que se tem vontade faça sua própria avaliação começando devagar, adquirindo algumas vacas em lactação e outras para procriação quando estas interromperem a lactação assim não terá interrupção de fornecimento. Acho muito importante começar nesta época pois muitos compradores de leite fazem "cota" no inverno, quem não produz no inverno "paga" para o comprador levar seu leite no verão, informe-se melhor, compre qualidade com bom preço e não esqueça que tem que ter um reprodutor à altura de suas matrizes. Boa sorte.
HUMBERTO JOSE FABRICIO

TUPARENDI - RIO GRANDE DO SUL

EM 14/05/2009

Olá Thomaz.
Trabalho com recria e comercialização de gado leiteiro, especialmente da raça holandes pb. Você pode optar pela aquisição de algumas vacas descartes de outra propriedade, mas de bom padrão racial, no sentido de treinar seus colaboradores, mas não abra mão da aquisição de alguns exemplares novilhas com prenhes confirmada da raça holandes PCOC, para iniciar um tambo com animais jovens e de padrao racial bom, pois te digo, que para manter um animal ruim na sua propriedade o custo é o mesmo que a manutenção de um bom animal, que vai te deixar uma muito boa decendencia e uma maior longevidade. O custo de aquisição de um bom animal se dilui ao longo dos anos e a prole que este animal te deixa é um enorme beneficio para todo o futuro da tua propriedade.
Humberto 55.9974.1474
RENATO BOMFIM FREITAS

VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/05/2009

Olá Thomaz,
Sua opção pelas 7/8 é correta.
Sua opção pelas bezerras é errada, cfe. motivos abaixo:
a-Alto custo na recria e custeio por conta de outra atividade.
b-Investimento com retorno a longo prazo.
Caso faça opção por novilhas 7/8, faltando poucos dias para dar cria,
sua opção será acertada cfe. abaixo:
a-Custeio com a própria atividade.
b-Evolução do rebanho imediata.
c-Ganho em genética.
As ordens,

Renato
Produtor de leite a mais de 20 anos (mais de 1.000 litros/dia).
ADAUTO

CUIABÁ - MATO GROSSO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/06/2009


Prezado Thomaz


As principais vantagens em criar bezerras seriam: a)Para aqueles que adotam a inseminação artificial, há oportunidade de, pela escolha criteriosa de sêmen, obter animais melhores que aqueles que poderiam ser comprados na região; b) Diminuir as chances de trazer doenças para o rebanho; c) Maximizar a utilização de possíveis sobras de áreas, alimentos, instalações e mão de obra disponíveis na fazenda.

A vantagem de comprar novilhas é que o produtor se especializa em leite, não tendo sua atenção e recursos desviados para outras categorias animais.

Esta decisão dependerá do preço e da facilidade de se encontrar boas novilhas na região.

Retirado da circular técnica 84 da embrapa.


Espero ter ajudado.

abs
SEBASTIÃO POUBEL

RIO DE JANEIRO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/06/2009

Caro amigo, è bom ver alguém pedindo opinião, pois a chance de errar é menor. Acho que deveria comprar novilhas com prenhês recente, para iniciar sua produção no ano que vem, mais ou menos entre março e abril, início da entressafra. nesse intervalo de tempo daria para preparar a sua estrutura de comida e instalações.
QQ coisa que precisar estamos à disposição. Boa sorte.
Sebastião Poubel
LUCIANO DI CARLO BOTELHO DIAS

OURO PRETO DO OESTE - RONDÔNIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/06/2009

olá thomas, sou produtor de leite e gado de corte em ouro preto do oeste,rondonia,en toda minha vida no meio rural já esperimentei de tudo,já tive vacas nelore para cria,já fiz recria e emgoradade machos comprados,onde a dificuldade e com a reposição,já fui produtor de café e etc....mas hoje estou dedicando exclusivamente em produzir leite e recriar e engordar os machos provinientes da desmama do meu curral,comecei com vacas medias regime a pasto com suplementação no cocho e no periodo do inverno com rações concentradas,fui ao longo dos anos melhorando minha produção e a genetica de minhas vacas,sempre com touros de boa qualidade,trabalhei co girolando onde aucansei media de 7 a 8 litros a pasto hoje quero um 3/4 de holandes,não coloco P.O. por que o clima e muito quente,hoje tiro leite com ordenhadeira mecanica,que facilita muito o manejo,sem muito esforço.repondendo sua duvida; acho que se vc quer voutar para a atividade,que esta em alta,deve começar com vacas boas a pasto,com o custo baixo e que responde bem ao trato,vacas de auta lactação e pura ilusão o lucro fica todo em ração,e muito trabalho e pouco lucro,o bruto e auto e o liquido e baixo tem que produzir muito para ver retorno e o investimento em vacas de auta lactação e muito auta,começe com vacas de 7 a 8 litros a pasto so com suplementação e trato so no inverno,aqui em minha propriedade estou produzindo hoje 230 litros com expectativas de ir para 300lts que coresponde 9000l mês com o preço de hoje cotado a 68 centavos já da para manter as despesas da propriedade pagar funcionario, e da familha, os bezerros machos e a poupança onde eu engordo e mando para o abate. boa sorte e entre com cara e coragem porque ainda o leite e o melhor negocio na propriedade.
MILLENA MARTINS

EM 28/10/2018

no caso qual e a raça que vc esta mexendo agora Luciano?
MARIO CARLO VARGAS PARETO

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/06/2009

Thomas,

Até o presente momento, a resposta do Luciano é a que mais sentido faz. Se sua propriedade é em qualquer outro lugar, que não seja o sul, ou determinados locais do sudeste do Brasil, criar qualquer coisa mais apurada que 3/4 é suicídio empresarial, teu dinheiro vai se esvair em suplementação e produtos veterinários.

Mas antes de pensar em quanto leite voce quer produzir, voce tem que chegar a conta de quanto leite voce precisa produzir para tornar a operação rentável, e quanto sua propriedade pode produzir, e qual a taxa e o prazo de retorno do seu investimento.

Partindo desta informação, voce podera avaliar o quanto, e no que pode investir.

Não se deixe levar por promessas de vendedor, com equipamentos mirabolantes e superfluos. Primeiro procure saber quem vai comprar seu leite, quanto paga, e a frequencia que vai a sua propriedade para pegar o leite. Isso vai determinar o tamanho do tanque resfriador que voce vai precisar. Se voce não tem grana para o tanque, procure seus vizinhos, talvez voce consiga organizar uma cooperativa e comprar o equipamento em sociedade.

Hoje em dia estamos produzindo mais de 300 litros por dia, usando uma ordenhadeira de balde ao pé, com bezerro ao pé, numa seringa de cordoalha improvisada permanentemente no curral de apartação de gado de corte. Normalmente são duas pessoas trabalhando nisso, mas da forma como foi montado, em dias de sufoco, uma pessoa sozinha dá conta do serviço.

Já tentei gir puro, gadinho custozo e bezerro sem valor comercial, já comprei descarte de 7/8 prá passar raiva com os melindres por causa do calor do centro-oeste. Hoje estou inseminando minhas melhores nelores com semen de holandes P&B, mas no futuro vou usar semen de holandes V&B, pois quero diminuir os problemas de insolação da pelagem preta.

A cria do macho cruzado nelore/holandes tem mais valor comercial para o corte, e as femeas são mantidas para produção de leite até a proproção de 3/4, quando voltam a ser fecundadas em monta natural pelos touros da fazenda. Todos os produtos desta monta são para venda, seja para quem queira engordar ou fazer linguiça.

Entretanto, o que dá certo para mim, pode não funcionar para voce. Portanto, faça bem as suas contas.
ADAUTO

CUIABÁ - MATO GROSSO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/06/2009




Ah, e complementando a minha opinião e a minha resposta, além da raça citada e de suas variantes, existe também outra raça com que vc pode iniciar sua criação que é a jersey, por sua rusticidade e produção tbém, e com certeza não perderia em nada a utilizando em vez da girolando.
É só pesquisar aqui mesmo no milkpoint.

abs
VARLON SANTOS PORTO

CARIACICA - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/06/2009

olá MARIO, qual a media de produção de suas nelores?????? se é que entendi bem. grato.............
MARIO CARLO VARGAS PARETO

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/06/2009

Primeiro vamos por partes, somos criadores de gado de corte, e nos últimos 18 anos nos dedicamos ao melhoramento genético, seja com inseminação artificial ou com aquisição de novos touros. Neste processo selecionamos as melhores matrizes, de acordo com sua produção de bezerros. Percebemos que as melhores crias, eram fruto de vacas com boa condição de úbere, nada daquela nelore que mas parecia uma egua, mas também nenhuma holandesa.
Nossa propriedade foi reduzida pela metade, graças a desapropriação para construção de uma hidrelétrica. Consequentemente, partimos para aproveitar até o berro das vacas. Primeiro uma ordenha baratinha com nossa mistura local e algumas descartadas compradas na região. Depois com a inseminação de nossas melhores matrizes com semen de holandes. Como nosso plantel é misturado, não temos dados estatisticos de cada animal. Nosso interesse é ter animais que produzam crias para o mercado de recria e engorda, que deixem um mínimo de 10 litros na ordenha, e não nos causem prejuizo na veterinária.
GUILHERME ALVES DE MELLO FRANCO

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/07/2009

Prezado Thomaz: A par de todas as opiniões acima externadas, entendo eu que você não deve começar comprando bezerras e novilhas. Seja qual for a sua composição racial, uma bezerra ou uma novilha é sempre um "tiro no escuro", ainda que de boa procedência e grau de sangue apurado.O melhor é ter um início voltado para uma produção, ainda que baixa, o que vai demonstrar os rumos melhores a serem trilhados em sua caminhada futura. Sugiro a você que adquira vacas de, pelo menos, três crias, que é a fase em que a sua produtividade já está consolidada, de preferência, de pessoas conhecidas ou das quais se possa verificar o manejo, a produção, as condições sanitárias de cada animal. Não se apegue muito à produtividade de cada indivíduo, embora aconselho a não comprar animais abaixo de dez quilos de leite/dia, em regime inicial de pasto. Não sei qual é a sua região mas, em tese, até dez quilos, o animal tem que retirar do pasto, somente valendo a pena a suplementação em montantes produtivos maiores. Sem saber aonde você está sitiado, não ouso declinar qual a composição racial ideal para sua propriedade, mas, como tenho debatido com constância, sou adepto do confinamento, que deixa topografia e clima adversos fora do "free stall" e as produções são sempre competitivas, muito embora reconheça que sua implantação é um pouco elevada nos custos. Minha preferência pelo Gado Holandês é fato, porque inexiste raça mais produtiva em termos de leite no mundo. Um último conselho: defina, o quanto antes, o seu objetivo - se for mexer com gado de leite, adquira gado de leite. Se corte, gado de corte. Esta conversa de dupla aptidão é como um carro "flex": não funciona bem em nenhuma das formas de combustível. A tal "raça girolando" (não é uma raça, é um animal mestiço de gir e de holandês), o puro sintético, é pura enganação, já que o que manda é o grau de holandês no sangue do animal. O Jersey, boa opção, mas alerto, como criador e selecionador, também, desta raça, que come igual a uma Holandêsa, já que seu metabolismo é mais acelerado e, portanto, se alimenta mais vezes que esta. No final, a diferença de consumo é quase nula. Lembro, também, que a vaca produz o que come e, por óbvio, para produzir muito, come muito, seja de qual raça for.
Espero ter contribuído.
Sucesso e um grande abraço,

GUILHERME ALVES DE MELLO FRANCO
FAZENDA SESMARIA - OLARIA - MG
= A GENÉTICA DO LEITE =
MAIS DE CINQUENTA ANOS PRODUZINDO QUALIDADE
SELEÇÃO DE GADO HOLANDÊS
SELEÇÃO DE GADO JERSEY
FILIADA À ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE GADO HOLANDÊS DE MINAS GERAIS (AFIXO: S.E.S.G.A.)
FILIADA À ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE GADO JERSEY DE MINAS GERAIS (AFIXO: SESMARIA)
REBANHOS CEM POR CENTO REGISTRADOS
VENDA PERMANENTE DE ANIMAIS

HOLANDÊS: A RAÇA QUE MAIS PRODUZ LEITE NO MUNDO!!!
HOLANDÊS DA SESMARIA: VOCÊ AINDA VAI TER UM!!!

JERSEY: UM LEITE MUITO SÓLIDO!!!
JERSEY DA SESMARIA: A SOLIDEZ DO SEU LEITE!!!
MARIO CARLO VARGAS PARETO

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/07/2009

Podem até dizer que não entendo nada de gado, mas comparar dupla aptidão a carro flex, haja paciência.
Primeiro, de tecnologia automotiva eu entendo, e posso afirmar que carros flex atualmente fabricados, não podem ser comparados as adaptações do tempo do Proalcool. A tecnologia de mapeamento digital de injeção e ignição evoluiu tanto, que adapta o motor a consumir qualquer proporção de mistura. O problema está na forma como a maioria dos motoristas conduz um veiculo. Carro com motor grande tem inércia no volante do motor, que permite a condução em baixo giro. Um bom exemplo disso é o motor de seis cilindros em linha da Chevrolet. Os carros modernos com motores pequenos de quatro cilindros, tem pouca inércia e exigem regimes de giro mais alto, se sair da faixa de potência o motor fica fraco e consome mais combustível.
Segundo, Girolando não é gado de dupla aptidão, mas se é para fazer misturinha, use um raça que te produza um bezerro rústico e bom de engorda, pois ainda que voce não tenha espaço para isso, tem mercado comprador.
Raças especializadas em leite são produto de desenvolvimento genético, patrocinado por fabricantes de produtos lacteos, cujo interesse é tornar o pecuarista em empregado mal remunerado e sem as garantias trabalhistas.
Não deixe a industria do leite transformar o pecuarista naquilo que a industria do frango, transformou os avicultores.
VARLON SANTOS PORTO

CARIACICA - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/07/2009

tá ficando bom heinnnnnnnnnnn..........
GUILHERME ALVES DE MELLO FRANCO

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 05/08/2009

Prezado Carlo: Desculpe, mas minha intenção foi a de, apenas e tão somente, dar um exemplo e, não, discutir mecânica, que não é minha praia (não entendo nada). Então, apago o exemplo e vou para o futebol: girolando é como um jogador que joga em todas as posições - não executa bem nenhuma delas. Por outro lado, discordo de você em vários aspectos - 1) girolando não é raça, mas, sim, cruzamento. 2) estes animais, se comparados com as raças leiteiras especializadas (Holandês e Jersey), não conseguem acompanhar suas produções. 3) A engenharia genética não criou um animal novo, apenas desenvolveu os que já existiam (holandês e jersey), em suas características mais marcantes.No caso do girolando, os animais são criados "em laboratório", não existiam na natureza e não exisitiriam sem a ação direta do homem. 4) Apesar de você não concordar que o girolando é um animal de dupla aptidão, acentua que sua vantagem é o bezerro que, se não for utilizado para reprodução, serve ao frigorífico. Isto não é dupla aptidão? Um bezerro holandês não interessa ao frigorífico, só como reprodutor (isto é especialização). Desculpe-me, de carro nada entendo, mas de vacas leiteiras, alguma coisa eu aprendi.
Um abraço,

GUILHERME ALVES DE MELLO FRANCO
FAZENDA SESMARIA - OLARIA - MG
=A GENÉTICA DO LEITE=
MAIS DE CINQUENTA ANOS PRODUZINDO QUALIDADE
SELEÇÃO DE GADO HOLANDÊS
SELEÇÃO DE GADO JERSEY
REBANHOS CEM POR CENTO REGISTRADOS
SEJ JOHN

VALENÇA - RIO DE JANEIRO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 25/08/2009

Mario Carlo: concordo com vc em grande parte - o melhor gado/raça e/ou cruzamento é a quele que é viável e traz lucro dentro de uma série de fatores econômicos, técnicos e etc.
Pelo que vc descreve, no seu lugar estaria fazendo algo similar, talvez experimentaria o tabapua e o Indubrasil no lugar do nelore, de repente teria vacas com melhor aptidão leiteira ainda e temperamento...
Quanto as raças especializadas. É o ideal. Quando se tem clima, mercado, qualidade de mão de obra, alimentos com custo iteressante e capital de giro e escala de produção...
Vai depender de muita coisa.
No Brasil, com as dimensões que apresenta e diversidade é preciso ter bom senso, flexibilidade, e muito critério para otimizar resultados - cada caso é um caso : pequeno produtor com infra familiar, produtores médios, empresariais, mistos (leite e recria)...
Girolando é um sintético (na minha opinião não é raça ainda - pode vir a ser um dia...), e como diversos outros sintéticos é extremamente importante para a pecuária tropical, leite a pasto de baixo custo.
Tenho tido experiência com Jirsey (ou Girsey) - 5/8-3/8 e tmb apresenta um ótimo resultado similar ao Girolando.
E nào duvido nada que um tri-cross bem conduzido com Girolando, ou Girsey asociado a Pitangueiras e/ou SRB / Norueguesa / guernsey / pardo e etc.
Não é so na N zelândia que muitos produtores estão percebendo que a heterose funciona muito bem resultando em lucros maiores, dependendo dasituação/localização do produtor.
Leia o artigo do produtor americano de leite a pasto nessa ultima Balde Branco...
Ou informe-se sobre o manejo e estratégia do pessoal da Fonterra da NZ...que alias ja estão no Brasil no interior da Bahia com o hol/jersey (o Kiwi)...
Obviamenete, o Hol PB é imbatível, e nas condições ideais - PO é o ideal, apesar da fármacia que vc terá como suporte e do extremo cuidado na genética, alimentação e mão de obra qualificada para evitar os inúmeros problemas que a raça vem observando pelo mundo...novos critérios de seleção na Holanda, Canada, Suécia, França e Nova zelândia estão corrigindo esses problemas.
Pessoalmente acredito que é possível mater um mix de graus de sangue/raça no rebanho buscando o máximo de eficiência - capacidade de produção, rusticidade, longevidade, precocidade, genética e aproveitamento de produtos secundários - recria de bezerros, descarte de animais e etc.
Pelo menos no Brasil onde ainda é arriscado e caro financiamento e/ou aquisição de maquinários, equipamentose investimentos em inra-estrutura....e o mercado não possui salvaguardas para garantir preços minimos ao produtor...
Dispor de opções estratégicas para garantir a viabilidade econômica é sempre uma boa garantia.
MARIO CARLO VARGAS PARETO

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/08/2009

Prezado John, pouco tenho a acrescentar a sua carta, senão pequenas explicações. Nosso selecionamento de nelores sempre foi voltado para animais mansos e de boa lactação, que consequentemente já são animais cuja predisposição genética tambem foi procurada na formação do Indubrasil e do Tabapuã. Ademais, não é nossa intenção abandonar a seleção do nelore, e neste caso em particular, sou forçado a concordar com os defensores de seleção de raça, que é melhor conhecer bem uma dos componentes do seu rebanho, que misturando sem parametros.
O processo de desapropriação pelo qual estamos passando ainda não chegou ao fim, mas antes mesmo do lago da represa se formar, já começaram as alterações nas pastagens, pois a construtora está drenando as várzeas para evitar infiltrações no paredão da barragem. Portanto, rusticidade é nossa maior preocupação. Não podemos ir além de 3/4 de HPB, e a produção dessas femeas tem que ser vendidas.
Provavelmente faremos experiencia com o holandes vermelho ou o sueco, para produzir animais sem pelagem preta. O Jersey até nos atenderia no tocante a pelagem e a excelente qualidade do leite produzido, mas esbarramos na questão do porte desta raça, que infelizmente não impressiona no gancho do frigorífico.
Quero aproveitar o momento, para me desculpar com todos os colegas que porventura tenham se sentido insultados ou menosprezados em seus esforços para sobreviver na cadeia produtiva do leite. Esta não foi minha intenção, mas sempre aproveitarei todo espaço de discussão para alertar para o perigo constante que é produzir num pais em que as salvaguardas, com bem disse o John, não existem para o produtor rural, mas acrecento que estão presentes na influência de lobistas sobre o congresso e ministérios, para defender o interesse comercial dos demais membros da cadeia produtiva do leite e derivados.
Os senhores não queiram saber oque é um processo de desapropriação. Vêr toda a sua APP e parte da reserva legal ser derrubada, as árvores picotadas e a madeira roubada debaixo do nariz. Por telefone ser informado que puseram fogo na madeira e nas árvores que não conseguiram ou quizeram levar, que os soldados da florestal só apareceram no dia seguinte, e perguntaram ao funcionário se o patrão fuma. Mas pior que perceber a sombra da confraria, é não conseguir órgão de imprensa que divulgue as queimadas e demais crimes ambientais cometidos em nome do PAC.
YARA OLIVEIRA RODRIGUES

UNAÍ - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/04/2012

caro amigo, estou precisando de comprar 10 vacas jersey leiteira de segunda cria com 20a25kilos de leite dia a pasto irrrigado com condiçoes de leiloes estou situado no noroeste de minas em uma chapada a 980metros de altitude com clima muito vareavel sol muito quente e vento constante frio onde possso encontrar esse gado para comprar e oque vc me diz da ideia? tenho capim andropogom braquearia e um mulato2 oqual quero irrigar qual a suplementaçao para nao haver queda na produçao de leite pq o nosso ph de solo é altissimo exigindo 4e meia tonelada de calcario dolomitico por hectare pois irei tirar o leite com ordenha mecanica abraços.
5000 caracteres restantes
REGRAS DO FÓRUM