ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Sistemas de Pastejo Rotacionado

POR MARCO AURÉLIO FACTORI

NOTÍCIAS AGRIPOINT

EM 11/05/2016

2 MIN DE LEITURA

2
0
Sistemas produtivos baseados em pastagens necessitam ser bem conduzidos, levando-se em consideração, principalmente, o manejo. Um pasto mal manejado implica no aumento dos custos investidos e direcionados, inviabilizando o sistema. Sem dúvida alguma, a utilização do sistema rotacionado de pastagens proporciona grande variabilidade ao sistema somando benefícios ao produto final em termos de produtividade e qualidade do mesmo.

Tratando especificamente de pastejo em sistema de lotação rotacionada, podemos inferir que nada mais é que dividir a área em piquetes. Para tanto, o número de piquetes será em função do período de descanso (PD), que varia de acordo com a espécie forrageira utilizada e do período de ocupação (PO), que pode ser obtido pela equação: Número de piquetes = (PD/PO) + 1. O período de ocupação deve ser com menor duração possível, podendo variar de 1 a 8 dias garantindo assim melhor rebrota das plantas e facilitando o controle da lotação da pastagem.

Como descrito, o período de ocupação está mais relacionado com a espécie animal e o objetivo desta, do que outra coisa. Certamente que períodos de ocupação de um dia seriam o ideal, pois a forrageira ao ser consumida (pastejada) já começa a rebrotar e desta forma, se o animal voltar a pastejá-la, irá com certeza prejudicar sua rebrota prejudicando o pastejo do ciclo posterior. Chamamos de ciclo de pastejo, o tempo que o animal demora para voltar a pastejar o mesmo piquete dentro do sistema de piquetes os quais ele se encontra.

Ainda, manter um dia de ocupação, garante que o animal que está pastejando (principalmente gado de leite) se alimente de uma forragem de mesmo valor nutricional. Ou ainda, explicando de outra forma, se o animal permanecer mais dias no mesmo piquete, em um dia ele comerá somente folha (de maior qualidade, maior proteína) e no outro, poderá comer além da folha, o colmo da forragem de menor valor proteico. Para gado de corte isto não é primordial podendo utilizar mais que um dia de ocupação.

Com absoluta certeza, nos sistemas de produção intensiva, o sistema de pastejo com lotação rotacionada é o mais indicado, por garantir maior uniformidade e eficiência de pastejo, buscando maior eficiência dentro do sistema produtivo.

Para quem quiser saber mais sobre o assunto, no dia 23/05 será lançado no EducaPoint o curso online “Sistema de lotação rotacionada de pastagem: manejo e aplicação” com o professor Marco Aurélio Factori.

Clique aqui para garantir sua vaga neste treinamento!

Temos condições especiais para grupos a partir de 5 pessoas, entre em contato para saber mais.

Contato:
contato@educapoint.com.br
(19)3432-2199
Whatsapp (19) 99817- 4082

MARCO AURÉLIO FACTORI

Consultor, Factori Treinamentos e Assessoria Zootécnica.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCO AURÉLIO FACTORI

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 30/05/2016

Prezado Wellington



No seu caso pode ser utilizado a suplementação e divisão de pastagem, assim irá obter melhores índices. Estou ministrando um curso on line por aqui mesmo.. caso haja interesse entre no site e faça o curso assim poderá entender melhor a sua situação. Att. Marco Aurélio Factori
WELLINGTON

AURORA - CEARÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 23/05/2016

Tenho uma pequena área com 5 piquetes, aproximadamente com 3 tarefas cada piquete e a pastagem usada é o andropogo e capim corrente. Mantenho uma pequena criação de 20 bois, que entra com idade entre 10 à 15 meses e permanece até saída pra corte.Gostaria de saber o que posso fazer para aumentar minha produção e a qualidade da pastagem, sobretudo é importante lembrara que minha região não tem um bom volume de chuvas para pode investir em outra forragem  e portanto fico com o tempo limitado em apenas 7 meses de forragens  verde para fazer a engordar, entre janeiro à julho. O que faço para manter gado de corte por mais tempo no pasto sem perder peso, tendo em vista que o período de agoste até dezembro o preço é muito melhor aqui na minha região. Desde já agradeço a todos que pelo espaço,
MilkPoint AgriPoint