FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Laticínios Sabor da Serra planeja crescimento e investe no redesign da marca

RAQUEL MARIA CURY RODRIGUES

EM 12/09/2016

3 MIN DE LEITURA

4
0
sabor da serra A evolução de uma empresa se dá à medida que ela ganha experiência de mercado, investe em maquinário, aprimora sua produção e o seu mix de produtos. Nestes últimos 23 anos, a Sabor da Serra, localizada em Lima Duarte/MG e especializada na produção de laticínios, vem passando por esta evolução empresarial.

A empresa foi fundada em 1993 pelos irmãos Romero de Paula Valle e Heliton Ronaldo de Paula Valle. Robson de Paula Valle, filho de Romero, começou junto com eles em 1997 e se tornou sócio, trabalhando em todos os setores. Em 2008, passou a ser o gestor da empresa. Romero sempre cuidou da área fabril, Heliton da área comercial e Robson da parte administrativa e financeira, tendo formação em administração de empresas com pós-graduação em marketing e finanças.

                 
Heliton, Robson e Romero 

“Sempre agimos de comum acordo entre os sócios. O início das operações começou com o leite que meu pai tirava na fazenda - em torno de 700 litros ao dia. O negócio foi dando certo, ele começou a comprar dos vizinhos suas produções e iniciou assim a primeira linha de leite. Após o ano de 1997, começamos a traçar metas maiores de produção. Hoje trabalhamos com 38.000 litros/leite ao dia. Meu pai sempre produziu leite com qualidade e quis realizar um sonho de produzir queijos também com qualidade”, relatou Robson.

Para alcançar essa quantidade de leite, a Sabor da Serra trabalha em conjunto com outros produtores e se preocupa muito com a melhoria constante da qualidade. A empresa conta com técnicos de campo focados na compra e realiza vários exames no laboratório da empresa. O laboratório da Embrapa Juiz de Fora/MG também é utilizado para a realização das análises. “Nós adotamos critérios de qualidade para o pagamento do leite. Captamos de 300 produtores rurais nas regiões de Lima Duarte, Olaria, Santana, Pedro Teixeira, Santa Bárbara, Rio Preto, Bias Fortes e Juiz de Fora. A localidade mais distante fica à 70 km da empresa”, completou Robson.

A Sabor da Serra comercializa vários tipos de queijos (muçarela, prato, minas padrão, minas frescal, parmesão, tipo reino, tipo caccio cavalo, ricota, creme de leite, queijo coalho e provolone), requeijão (cremoso [copo e pote], culinário bisnaga e culinário balde) e manteiga (pote, caixinha e barra).

A empresa também trabalha com alguns produtos terceirizados - utilizando outro parque fabril, mas mantendo seus profissionais acompanhando o processo, os conceitos e as formulações. Os produtos terceirizados são o leite UHT, o achocolatado em embalagens de 200 ml, queijos finos (como gorgonzola, brie, camembert), a massa para fondue e outros tipos de queijos (gruyere, emmental e gouda). Segundo Robson, a Sabor da Serra possui um portfólio completo. “Sempre tivemos como objetivo produzir produtos de alta qualidade e isso nos traz realizações. A meta é colocar na mesa dos nossos consumidores produtos de primeira e sermos reconhecidos por isso”.

sabor da serra - lácteos

Atualmente a Sabor da Serra produz por mês 70 toneladas de requeijão, 60 toneladas de queijos, 10 toneladas de manteiga e 300.000 mil litros de leite UHT.

Para os próximos anos, a indústria tem planos de voar mais alto e conquistar novos mercados e, para ganhar o espaço que deseja - não apenas em Belo Horizonte, mas em todo o Brasil - a Sabor da Serra investiu na reformulação da sua identidade visual. A proposta é ter um visual mais moderno e limpo, para se sobressair em relação às marcas já consolidadas. O novo logotipo ilustra a produção de leite – a principal matéria-prima da empresa.

A marca procura acompanhar o que tem de melhor no mercado sem perder as características artesanais dos seus produtos. “Desde o início mantemos o foco na produção artesanal. Adquirimos alguns equipamentos mais modernos para atingir nossos objetivos e aumentar a produção e a qualidade, mas sem perder a característica da produção artesanal, pois consideramos esse quesito um diferencial”, apontou o gestor. De acordo com ele, a empresa está em uma curva ascendente de crescimento, abrindo novas áreas de atuação. “Devido a isso, não tivemos perda nas vendas com a crise. Às vezes cai a venda em algum lugar ou de algum produto específico, mas esse fato é compensado com o acréscimo de venda de outro item. No geral, podemos considerar que nossa venda está dentro do esperado quando pensamos no nosso plano de crescimento”.

A marca atua nas regiões mineiras da Zona da Mata, Campos das Vertentes e Sul do Estado. No Rio de Janeiro, na região Serrana e no Sul Fluminense. “Iniciamos recentemente na Grande Belo Horizonte. O desafio de abrir novos mercados nos move a produzir produtos de qualidade e assim desbravar novas áreas, atendendo novas demandas”, explicou Robson. 

RAQUEL MARIA CURY RODRIGUES

Zootecnista pela FMVZ/UNESP de Botucatu e Coordenadora de Conteúdo do MilkPoint.

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SERGIO A. MENDONÇA

EM 24/09/2018

Fiquei conhecendo o requeijão cremoso Sabor da Serra bisnaga no supermercado Preço Baixo perto da minha casa em Campos dos Goytacazes. Comprei um para experimentar e gostei. Agora ficou eleito o requeijão da minha casa. Ainda não tive oportunidade de testar outros produtos da Sabor da Serra, mas não vou desistir de procurá-los. Gostaria de experimentar o queijo tipo minas, porem fora da embalagem plástica frescal. Até a presente data o que mais agrada ao meu paladar é o "GODAN" grande que é vendido para cortes aos clientes, sem a presença de soro magro. Sou mineiro de São João del Rei e entendo de queijos.
Parabéns pela qualidade e sabor.
ELIZETH CUNHA VALLE

EM 20/09/2016

Ontem nos despedimos do Romero, o grande idealizador desta ideia que deu certo. Junto com Heliton, começou uma história de sucesso, que hoje é revigorada pelos filhos, numa grande empresa familiar. Como cunhada, fico orgulhosa pelo talento e, principalmente, pela humanidade do Romero. Em seu velório, seus funcionários, em massa, estavam presentes e choraram juntos conosco a perda deste grande homem. Ele não viveu muito anos, partindo aos 64, mas, em intensidade, foi um centenário.  Dizem que um homem não morre se deixar filhos, plantar uma árvore e escreveu um livro. Romero deixou dois filhos, plantou milhares de árvores e um dos capítulos de seu lindo livro se chama "Sabor da Serra". Ele nunca morrerá!
ANTÔNIO CARLOS DE SOUZA LIMA JR.

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 14/09/2016

Caros Heliton, Robson e Romero,



É um prazer ver a história que os meus vizinhos e amigos estão escrevendo com a Sabor da Serra.

Parabéns!

A. Carlos
PEDRO AURELIO VILLANI

JUIZ DE FORA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 13/09/2016

Parabens e sucessos, conheço o trabalho e determinação do Heliton Valle desde o inicio dos trabalhos.
MilkPoint AgriPoint