FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Rebanhos com maior CCS no tanque apresentam maior risco de ocorrência de resíduos de antibióticos no leite

POR MARCOS VEIGA SANTOS

MARCOS VEIGA DOS SANTOS

EM 09/02/2001

2 MIN DE LEITURA

2
0
Marcos Veiga dos Santos

O leite com presença de resíduos de antibióticos (ATB) tem se tornado uma grande preocupação em termos de saúde pública para os consumidores e, por outro lado, pode levar a sérios prejuízos na indústria de derivados lácteos fermentados. De forma resumida, os resíduos de ATB no leite podem causar reações de hipersensibilidade (alergia severa), assim como podem, potencialmente, levar ao aparecimento de resistência bacteriana e, mas raramente, podem atuar como agentes cancerígenos. A presença destes resíduos no leite reduz a eficiência da produção de queijos e iogurtes, pois estes inibem o crescimento das culturas lácteas empregadas na fabricação.

Para avaliar se a qualidade do leite pode influenciar a presença de resíduos de ATB no leite, foi feito um grande estudo numa cooperativa norte-americana durante 4 anos e que avaliou cerca de 6500 fazendas leiteiras, nas quais foram monitoradas a contagem de células somáticas (CCS) do rebanho, a contagem bacteriana total (CBT) e a ocorrência de resíduos de ATB no leite.

Os resultados deste estudo apenas confirmaram o conceito existente de que à medida que há aumento da CCS do rebanho, que significa maior ocorrência de mastite subclínica, maior é a probabilidade de serem encontrados resíduos de ATB no leite. Esta probabilidade é cerca de 5 vezes maior nos rebanhos com CCS > 750.000 células/ml que nos rebanhos com baixa CCS, uma vez que em rebanhos com alta CCS umas das medidas utilizadas para a redução da incidência de mastite é justamente o uso de tratamento com ATB, sendo que muitas vezes não são observados os períodos de carência para descarte do leite, o que resulta na presença de resíduos de ATB no leite.

Um ponto importante a ser destacado é que à medida que são fixados limites máximos legais para a CCS no leite, como é o caso do Brasil com o PNMQL (Programa Nacional de Melhoria da Qualidade do Leite), pode ocorrer até um aumento temporário dos casos de resíduos de ATB no leite, pois alguns produtores com maior CCS irão aumentar o uso de tratamentos com ATB para a mastite, buscando reduzir a CCS do rebanho.

Outro aspecto importante é que o estudo identificou um comportamento sazonal da ocorrência dos resíduos de ATB no leite, acompanhando a variação sazonal da ocorrência da mastite. Podemos esperar, desta forma, que no Brasil possa ocorrer maior incidência de resíduos de ATB no leite nos meses de verão, nos quais há aumento da prevalência da mastite.

Uma das lições que podemos tirar deste estudo é que a CCS passa a ter cada vez mais importância para avaliar a qualidade do leite e, desta forma, é de fundamental importância conhecermos como produzir leite com baixa CCS. Por outro lado, podemos apontar que programas de controle de mastite, que preconizam medidas preventivas contra a doença e que buscam reduzir a CCS, podem ter, além de outras vantagens, o aumento da segurança do leite através da redução do risco da presença de resíduos de ATB.

********


fonte: JAVMA, 217:541-545, 2000.

MARCOS VEIGA SANTOS

Professor Associado da FMVZ-USP

Qualileite/FMVZ-USP
Laboratório de Pesquisa em Qualidade do Leite
Endereço: Rua Duque de Caxias Norte, 225
Departamento de Nutrição e Produção Animal-VNP
Pirassununga-SP 13635-900
19 3565 4260

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCOS VEIGA SANTOS

PIRASSUNUNGA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 10/09/2015

Prezado Evaldo,



Se foi identificado resíduo de antibiótico no leite, é possivel que alguma vaca em tratamento (intramamário ou injetável) não tenha sido respeitado o período de carência. Não posso afirmar se foi ou não o funcionário que deixou de descartar o leite, mas a presença de resíduos de antibióitico indica que deve ter ocorrido problemas de identificação, superdosagem, uso de medicamento sem indicação para vacas em lactação, entre outras possiveis causas.



Atenciosamente, Marcos Veiga
EVALDO GUEDES OLIVEIRA

QUADRA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 09/09/2015

tenho uma leiteria no interior de sp e o lacticinio descontou tres centavos por litro de leite  fornecido dentro de um mes somando um total de 14 mil litros referente esse ATB. isso quer dizer que meu retireiro esta aplicando remedio contra mastite e nao esta descartando o leite?
MilkPoint AgriPoint