FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Importância do iodo livre nas soluções para a desinfecção de tetos a base de iodo

POR MARCOS VEIGA SANTOS

MARCOS VEIGA DOS SANTOS

EM 14/02/2003

1
0
As soluções a base de iodo são as mais empregadas para produtos usados para pós-dipping (desinfecção dos tetos após a ordenha) em todo o mundo. Esta prática teve seu início na década de 60, sendo desde então empregada com sucesso como medida de controle da mastite contagiosa de vacas leiteiras.

A maioria dos produtos desinfetantes a base de iodo são soluções de iodophor, que nada mais são do que soluções de iodo complexado ou solubilizado por um agente surfactante não-iônico. De forma geral, os principais produtos a base de iodo apresentam 0,5% a 1% de iodo disponível, visto que menores concentrações apresentavam problemas de estabilidade. Após a década de 80, inovações tecnológicas permitiram o aparecimento de produtos com níveis menores de iodo e mesmo assim apresentando eficácia comprovada.

A ampla preferência pelo uso do iodo como desinfetante para tetos se deve em grande parte a reunião de várias características desejáveis que este produto possui: amplo espectro de ação, excelente estabilidade, baixa toxicidade à pele do teto e do ordenhador, não ocorrência de resíduos no leite, além de alta eficácia como agente germicida. No entanto, quando se avalia a eficácia de produtos comerciais à base de iodo com o uso de protocolos padronizados e aceitos internacionalmente, verifica-se grande variação dos resultados da eficácia destes produtos comerciais, com várias formulações. Um curioso resultado destes testes realizados é que a eficácia não apresentou correlação com o nível de iodo titulável dos produtos testados, ainda que outras características listadas a seguir afetam diretamente a eficiência: iodo livre, pH, capacidade de umidecimento, viscosidade, solvente, tipo e concentração de emoliente e concentração do agente complexado do iodo.

Analisando todas estas variáveis que afetam a eficácia dos produtos comerciais, verificou-se que o nível de iodo livre é uma das características mais críticas. Conceitualmente, o iodo livre é definido como iodo não complexado. Caracteristicamente, o iodo somente é solúvel em água até a concentração de 300 ppm (0,03%) e uma maior solubilidade é conseguida através de complexação do iodo com um surfactante não-iônico, como a polivinilpirrolidona ou por um solvente como o álcool. Desta forma, nas soluções de iodo temos um equilíbrio entre o iodo livre e o iodo complexado, sendo que ao longo da vida útil do produto, a concentração de iodo livre diminui em função de vários aspectos: reação com surfactantes e emolientes, decomposição para iodeto e iodato e a migração através de recipientes plásticos.

A importância do conceito de iodo livre já foi demonstrada em estudos utilizando-se protocolos experimentais recomendados pelo NMC (EUA), confirmando que quando formulados adequadamente, os produtos com altos níveis de iodo livre não causam problemas de irritação nos tetos e apresentam maior eficácia que os produtos convencionais.

Tabela 1- Resultados da redução dos microorganismos causadores de mastite com protocolos do NMC.



Fonte: Anais do 2o Congresso Panamericano de Qualidade do Leite e Controle de Mastite, Ribeirão Preto. 2002.

MARCOS VEIGA SANTOS

Professor Associado da FMVZ-USP

Qualileite/FMVZ-USP
Laboratório de Pesquisa em Qualidade do Leite
Endereço: Rua Duque de Caxias Norte, 225
Departamento de Nutrição e Produção Animal-VNP
Pirassununga-SP 13635-900
19 3565 4260

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ROGER NILO DE PAULA

ARAPONGAS - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 23/08/2008

Sou estudante de medicina veterinária e estava pesquisando a importância do Iodo para a produção e saúde animal. Esse artigo ja está bom. Obrigado.