FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Efeito do uso prolongado de BST em vacas leiteiras

POR MARCOS VEIGA SANTOS

MARCOS VEIGA DOS SANTOS

EM 13/07/2001

2 MIN DE LEITURA

3
1
Um dos dados avaliados no estudo foi a ocorrência de mastite clínica entre animais tratados e não tratados com BST. Os resultados revelaram que o uso do BST não teve efeito no total de casos de mastite clínica e na duração dos casos, assim como na taxa de risco das vacas em desenvolverem um caso de mastite clínica. Estes resultados foram observados tanto em primíparas como em multíparas, o que pode indicar que em condições de campo o uso de BST em primíparas não teve efeito sobre a ocorrência de mastite.

Por outro lado, foi comprovado pelo estudo que vacas tratadas com BST apresentaram maior uso de medicamentos para tratamentos de problemas de saúde, com exceção da mastite. De acordo com os dados apresentados pelos autores, o uso maior de medicamentos para os animais tratados com o BST ocorreu principalmente devido a problemas de casco e de locomoção, uma vez que os animais que receberam BST apresentaram maior ocorrência de problemas de casco quando comparados com animais não tratados.

Um dos principais conceitos de produção animal é aquele que estabelece que a saúde e o bem estar dos animais domésticos têm uma relação direta e indireta com a sua eficiência produtiva. Desta forma, para que os animais apresentem um alto desempenho em termos de produção de leite, um fator de reconhecida importância é a manutenção da saúde destes animais. De acordo com os resultados apresentados, mesmo considerando que os rebanhos eram muito bem manejados, os animais tratados com BST apresentaram produção de leite maior e com ocorrência de problemas de mastite em níveis semelhantes aos dos animais não tratados.

Um dado importante que não foi mencionado neste estudo foi a contagem de células somáticas (CCS) de animais tratados e não tratados com BST. Os autores apenas destacam que os rebanhos apresentavam CCS menor que 300.000 células/ml, o que indica apenas um valor médio do rebanho inteiro. No entanto, podemos estabelecer que quanto maior a produção de leite maior o desafio da glândula mamária em relação a mastite que pode ser avaliada pela CCS dos animais.

A informação de maior importância e significado sobre o uso do BST em relação a saúde dos animais é que o uso desta tecnologia deve ser acompanhado de uma melhoria geral no nível de manejo da fazenda, destacando-se tanto o manejo nutricional, reprodutivo e sanitário, de forma a possibilitar que os animais expressem a sua capacidade produtiva sem prejuízo da sua saúde. Qualquer outra técnica ou prática de manejo que tem por objetivo aumentar a produção de leite pode trazer aumento dos índices de mastite, uma vez que o animal e a glândula mamária estarão sob um desafio maior, e conseqüentemente, maiores deverão ser os cuidados e o nível de manejo.

Fonte: J.Dairy Sci. 84:1098-1108, 2001.

MARCOS VEIGA SANTOS

Professor Associado da FMVZ-USP

Qualileite/FMVZ-USP
Laboratório de Pesquisa em Qualidade do Leite
Endereço: Rua Duque de Caxias Norte, 225
Departamento de Nutrição e Produção Animal-VNP
Pirassununga-SP 13635-900
19 3565 4260

3

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

BIAGIO FERNANDES

CALDAS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 28/05/2020

Queria comprar como quê faço
CARLOS BRITO

CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 26/07/2018

No semiárido baiano, o uso do BST vem crescendo muito, criadores querendo aumentar a produção leiteira.
ARARI TORTOLERO ARAUJO LOURENÇO

PARAGUAÇU PAULISTA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 16/10/2004

Gostaria de saber o que é BST.

<b>Resposta MilkPoint:</b>

BST é somatotropina bovina recombinante, o hormônio do crescimento, naturalmente presente no animal e que, no caso, é sintetizado artificialmente e injetado a cada 14 dias, com efeitos consideráveis na produção de leite. No país, há dois produtos comerciais no mercado: Lactotropin, da Elanco, e Boostin, da Schering-Plough Coopers.

MilkPoint AgriPoint