FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Sazonalidade da taxa de ovulação e de concepção após protocolo de inseminação artificial em tempo fixo em vacas leiteiras mestiças

Por R.M. Santos, C.F. Barbosa, N. Bortoletto, M. Melo Junior, I.M. Queiroz, J.O. Jacomini

Resumo apresentado no CBRA 2009, realizado em junho de 2009 em Belo Horizonte, MG.

Introdução

A eficiência reprodutiva é um dos fatores que mais contribui para melhorar o desempenho e a lucratividade dos rebanhos leiteiros. A sincronização da ovulação e a inseminação artificial em tempo fixo (IATF) têm sido usadas em bovinos visando tornar o manejo reprodutivo mais eficiente, corrigindo os problemas de falha de detecção de cio. Porém diferentes formas de estresse podem levar à falha da ovulação, um fator importante a ser considerado ao se avaliar causas de infertilidade em rebanhos leiteiros (LOPEZ-GATIUS et al., 2005). O objetivo foi avaliar os efeitos da variação sazonal na taxa de ovulação e de concepção ao protocolo de IATF.

Material e Métodos

Vacas leiterias mestiças da Fazenda Experimental do Glória, da Universidade Federal de Uberlândia, foram submetidas ao seguinte protocolo (n=196): Dia 0 - aplicação de 2mg de cipionato de estradiol (ECP) + inserção de dispositivo intravaginal de progesterona (CIDR); Dia 7 - aplicação de 12,5mg de Dinoprost; Dia 9 - retirada do CIDR e aplicação de 1mg de ECP. As vacas que manifestaram cio foram inseminadas 12 horas após e as demais foram inseminadas 48 horas depois da aplicação do ECP. Reutilizou-se cada CIDR por até 2 vezes. A taxa de ovulação ao protocolo foi avaliada pela presença de corpo lúteo (CL) ao exame de ultrassom, entre 7 e 14 dias após a inseminação.

Resultados e Discussão

A taxa de ovulação foi de 90,3%, semelhante aos resultados obtidos por Demétrio et al. (2007) em vacas Holandesas puras. Não foi detectado efeito da estação do ano na taxa de ovulação, diferindo dos resultados encontrados por Lopez-Gatius et al. (2005), que observaram falhas de ovulação de 3,4% em estações com temperaturas ambientais até 25°C e 12,4% quando as temperaturas foram superiores a 25°C. Foi detectado efeito da estação do ano (P<0,05) na taxa de concepção. A concepção foi maior nos meses de outono/inverno (42,55%) e menor nos meses de primavera/verão (25,0%), mostrando que vacas mestiças também sofrem os efeitos negativos do estresse térmico.

Tabela 1. Efeito da estação do ano nas taxas de ovulação e de concepção em vacas mestiças leiteiras tratadas com protocolo de sincronização.



Referências Bibliográficas

Lopez-Gatius, F., Lopez Bejar, M., Fenech, M., Hunter, R.H.F. Ovulation failure and double ovulation in dairy cattle: risks factors and effects. Theriogenology v.63, p.1298 - 1307, 2005.

Demétrio, D.G.B., Santos, R.M., Demétrio, C.G.B., Vasconcelos, J.L.M. Factors Affecting Conception Rates Following Artificial Insemination or Embryo Transfer in Lactating Holstein Cows. J. Dairy Sci., v. 90, p. 5073 - 5082, 2007.

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LUCIANO FABRZIO BARIANI JOSE DE OLIVEIRA

CAMPO GRANDE - MATO GROSSO DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 21/10/2009

Prezados Senhores,

Gostaria de saber se realizamos um flushing nas vacas de leite na IATF, isto ajudará a ovulução, ou seja aumentaremos o indice de concepção? Qual seria a quantidade de concentrados, podemos oferecer para as vaca, e que ingredientes devemos utilizar ou não na formulação na dieta?

Obrigado,

Atenciosamente,

Luciano
JOÃO LUCAS GONÇALVES

NOVA LONDRINA - PARANÁ

EM 03/09/2009

Ricarda,

Uma duvida sobre a IATF. Existem varios protocolos diferentes para vacas mestiças? Devo procurar a ajuda de um especialista antes de iniciar algum protocolo?

Sem mais,

João Lucas
RICARDA MARIA DOS SANTOS

UBERLÂNDIA - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 30/06/2009

Prezado Adauto,
As empresas que comercializam sêmen sexado, o recomendam apenas para novilhas que manifestam cio bem evidente, portanto não é aconselhado usar na IATF.
O mais interessante é utilizar nessas vacas de primeira cria IATF com sêmen convencional.
Muito obrigada pela participação!
Ricarda.
ADAUTO

CUIABÁ - MATO GROSSO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 28/06/2009


Prezados Senhores,


Estou iniciando na atividade leiteira e gostaria de uma opinião, sobre o assunto deste ótimo artigo.

Adquiri 20 novilhas prenhas(parição em outubro) e por dificuldades de mão de obra e observação de cio, me foi sugerido para a próxima gestação utilizar de iatf(com veterinário), mas pretendo utilizar sêmem sexado, visando aumentar o plantel mais rapidamente.

Gostaria de saber se o custo benefício compensa, já que li que neste caso a tx de concepção é mais baixa.


att

Adauto
MilkPoint AgriPoint