ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Efeito do estresse térmico na taxa de ovulação e sincronização no protocolo Ovsynch

POR JOSÉ LUIZ MORAES VASCONCELOS

JOSÉ LUIZ M.VASCONCELOS E RICARDA MARIA DOS SANTOS

EM 07/07/2000

2 MIN DE LEITURA

0
0
José Luiz Moraes Vasconcelos

Este estudo foi delineado para avaliar se a taxa de sincronização de ovulação após o protocolo Ovsynch é influenciada por estação do ano (inverno x verão), raça (Holandês x Girolanda) e dia da aplicação da PGF2a (dia 6 ou 7 após o primeiro GnRH) e a hipótese deste trabalho é a de que o estresse térmico inibe o crescimento e a função folicular, diminuindo a taxa de sincronização.

Foram utilizadas 159 vacas em lactação de dois rebanhos (um com vacas Holandesas e o outro com vacas Girolandas) em setembro e janeiro, e que receberam a aplicação da PGF2a no dia 6 após o primeiro GnRH no ponto BAI HUI localizado no espaço lombo sacro ou no dia 7, IM (intramuscular).

A taxa de ovulação ao primeiro GnRH foi maior (P<0,05) no inverno do que no verão, com 61,4% e 37,8% para Holandesas e 58,3% e 45,2% para Girolandas, respectivamente. A menor taxa de ovulação no verão foi provavelmente devido à mais rápida perda da capacidade ovulatória pelo folículo dominante durante o verão.

O verão tambem foi mais prejudicial na taxa de sincronização de ovulação em vacas Holandesas (P=0,07; 62,2 vs. 72,7%) do que nas Girolandas (59,5 vs. 63,9%). O maior decréscimo nas Holandesas pode ter sido pela sua maior sensibilidade ao estresse térmico.



Em vacas que ovularam após o primeiro GnRH (n=81), o dia da aplicação da PGF2a não influenciou (P>0,10) a taxa de regressão do CL, com 92% no dia 6 e 100% no dia 7. A aplicação da PGF2a no dia 6 após o primeiro GnRH não foi eficiente estatiscamente em aumentar a taxa de sincronização em comparação à aplicação no dia 7, sendo que 71,6%, 13,5%, e 14,9% das vacas que foram sincronizadas ovularam entre a aplicação do primeiro e segundo GnRH ou não ovularam até 48h após o segundo GnRH, respectivamente; para injeção no dia 7, os valores foram 58,8%, 16,5%, e 24,7%, respectivamente. Por ter diferença numérica na taxa de sincronização de ovulação entre os animais que receberam a aplicação da PGF2a no dia 6 vs dia 7 após o primeiro GnRH do protocolo Ovsynch, temos recomendado a aplicação de dose de bula de PGF2a no dia 6, IM.



Conclui-se que vacas em lactação que recebem o protocolo Ovsynch durante o verão tem menores taxas de ovulação e de sincronização, e que tal fato pode estar associado com aumento da proporção de vacas com três ondas foliculares. Tambem sugerimos a aplicação da PGF2a IM no dia 6 após o primeiro GnRH do protocolo Ovsynch.

fonte: MilkPoint

JOSÉ LUIZ MORAES VASCONCELOS

Médico Veterinário e professor da FMVZ/UNESP, campus de Botucatu

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint