ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Dinâmica folicular e concentração de esteróides e gonadotropinas em vacas em lactação e novilhas

POR JOSÉ LUIZ MORAES VASCONCELOS

JOSÉ LUIZ M.VASCONCELOS E RICARDA MARIA DOS SANTOS

EM 08/08/2002

2 MIN DE LEITURA

0
0
Devido às diferenças em concepção entre vacas e novilhas, e seguindo a mesma linha de raciocínio desenvolvida pelo grupo do Prof. Wiltbank (Diferenças na dinâmica folicular, crescimento luteal e concentração sérica de esteróides entre vacas em lactação e novilhas), o grupo do Prof. Wolfenson, de Israel, avaliou as diferenças no desenvolvimento folicular e concentração de hormônios circulantes entre vacas em lactação e novilhas, visando detectar possíveis fatores hormonais responsáveis por estas diferenças de concepção (Follicular dynamics and concentrations of steroids and gonadotropins in lactating cows and nulliparous heifers. J. Dairy Sci., vol. 84, suppl. 1, 2001, pg. 465).

Vacas holandesas em lactação (n=19) com 77 ± 7 dias em lactação, produzindo 49,0 ± 2,4 kg leite/dia e novilhas (n= 20), com 13,3 ± 0,1 meses de idade, foram examinadas em duas replicatas por um ciclo estral, por ultra-sonografia a cada dois dias e foram colhidas amostras de sangue diariamente.

Quinze vacas (79%) e 14 novilhas (70%) apresentaram duas ondas foliculares, quatro vacas e cinco novilhas apresentaram três ondas foliculares e uma novilha apresentou quatro ondas foliculares.

A duração do ciclo estral foi menor em novilhas do que em vacas, e em animais com duas vs três e quatro ondas/ciclo, ambos em 2,5 dias (P<0,02).

O tamanho dos folículos ovulatórios foi menor em novilhas do que em vacas (13,1 ± 0,3 vs 16,5 ± 0,5 mm; P<0,001).

A emergência do folículo ovulatório ocorreu antecipadamente em novilhas do que em vacas (10,2 ±0,7 vs 12,5 ± 0,5 dias; P<0,01) em animais de duas ondas, porém, foi similar em animais de três ondas (17,1 ± 0,8 dias).

A duração da dominância foi maior em animais com duas ondas do que em animais com três ondas (7,0 ± 0,5 vs. 4,6 ± 0,8 dias, P<0,01), semelhante em vacas e novilhas da replicata 1, porém, menor em novilhas que em vacas na replicata 2 (5,1 ± 1,0 vs 9,1 ± 1,5 dias; P<0,05).

As concentrações de estradiol, próximo ao estro, foram maiores em novilhas do que em vacas, com picos de 10,1 ± 0,7 vs 7,1 ± 0,8 pg/ml (P<0,01).

As concentrações de progesterona foram maiores nas novilhas do que nas vacas do dia 2 ao 16 do ciclo estral (P<0,01).

O pico de LH foi maior e mais amplo em novilhas do que em vacas, com picos de 19,0 ± 4,2 vs 8,6 ± 1,8 ng/ml (P<0,01).

Os momentos dos aumentos das concentrações de FSH corresponderam com as emergências das ondas foliculares em novilhas e vacas.

A concentração basal e o pico de FSH foram de 15 a 20% menores em novilhas do que em vacas (P<0,05).

Estes resultados mostram que existem diferenças na função ovariana e na secreção de gonadotropinas entre novilhas e vacas, sinalizando possíveis explicações para as diferenças em fertilidade entre novilhas e vacas.

JOSÉ LUIZ MORAES VASCONCELOS

Médico Veterinário e professor da FMVZ/UNESP, campus de Botucatu

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint