FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Compra de forragem para silagem: risco ou alternativa para o produtor?

POR COWTECH - CONSULTORIA E PLANEJAMENTO

COWTECH

EM 05/12/2003

4 MIN DE LEITURA

0
0
Planejar e dimensionar corretamente os recursos forrageiros para o futuro parece ser uma tarefa relativamente simples do ponto de vista matemático/agronômico, entretanto, na prática, nem sempre o planejado ocorre, seja o sistema de produção a pasto ou confinamento.

Quando avaliamos sistemas de produção de leite, quanto ao dimensionamento de recursos forrageiros, é comum encontramos nesta época do ano produtores enfrentando problemas de escassez de volumoso, devido a erros no planejamento da safra passada ou problemas oriundos de condições climáticas adversas, como as tardias chuvas do ano passado. Este quadro muitas vezes chega a ser dramático para sistemas confinados, cuja falta de forragem ensilada/conservada promove rupturas e mudanças no regime alimentar dos animais, comprometendo de maneira expressiva a produção diária de leite.

Para ilustrar este tema utilizaremos como exemplo, uma situação real e atual. O caso refere-se a Fazenda Fidenza, situada no município de São Manuel-SP, produtora de leite B, com 100 vacas em lactação em regime de confinamento tipo free-stall. Devido às condições climáticas adversas no segundo semestre do ano passado, houve quebra na produção no plantio de milho para silagem. Conforme a estimativa da assessoria técnica da propriedade, o material ensilado tinha duração prevista até a segunda quinzena de novembro/03. Tal situação obrigou o proprietário a buscar alternativas para alimentação do rebanho em produção. A solução encontrada, para "tapar o buraco" foi a compra de uma roça de sorgo granífero de um agricultor da região que, em função da baixa produtividade estimada do mesmo, por razões econômicas, optou por não colhê-lo. Os dados envolvendo a compra, custos e ensilagem do material são descritos a seguir:

Compra e transporte:

Não existem regras para estipular o preço a ser pago pela roça. A maneira mais racional do ponto de vista da assistência técnica da propriedade foi o pagamento por tonelada. O preço a ser pago por tonelada foi definido, por sua vez, através da distância entre a roça e a fazenda (25 km) e os demais custos envolvidos no processo de ensilagem. Para projeção do preço máximo a ser pago por tonelada comprada, utilizou-se uma silagem de milho de R$55,00/ton de matéria original. Em função do seu valor nutritivo ser inferior a esta silagem, o proprietário da Fidenza partiu do pretexto de um preço final (alvo) entre R$45,00 e R$50,00/ton MO. Os preços negociados foram:

a) compra da roça: R$15,00/ton MO

b) frete: R$55,00/viagem*

*caminhões "toco", graneleiros, com sobrecaixão. O preço por km (R$2,60) foi mais elevado que um frete comum em função da movimentação do mesmo ao longo da roça e estrada de difícil acesso (terra). Foram utilizados 2 caminhões no processo.


Colheita e ensilagem:

Devido ao baixo porte da forrageira, a fazenda optou pelo uso de uma colhedeira de forragem tipo "área total", Siltomac &Reg; modelo 730 (A-10). O trator utilizado foi um Ford 6610, conduzido por funcionário da fazenda. Para manejo da bica e movimentação da carga (arrumação) dentro do caminhão, foi contratado um diarista. No silo, foi usado para compactação outro trator Ford 6610. A área colhida foi de 9 ha em 20 horas de corte (2,22 h/ha) e um custo do conjunto de R$25,00/h.

Desta forma, os custos são apresentados a seguir:

a) colheita: R$55,55/ha

b) compactação: R$13,75/ha (0,55 h/ha)

c) mão de obra (diarista): R$5,55/ha

Os caminhões foram pesados individualmente, a cada viagem, numa granja vizinha, totalizando um volume de 33,33 toneladas de silagem transportada, ou seja, confirmando a baixa expectativa de produção (média de 3,7 ton MO/ha).

Resumo das operações (custos totais):

Compra da roça


R$15,00/ton x 33,33 ton = R$499,95

Transporte (caminhões)

10 viagens x 55,00/viagem = R$550,00

Colheita

R$55,55/ha x 9 ha = R$499,95

Compactação

R$13,75/ha x 9 ha = R$123,75

Mão de obra

R$10,00 x 5 dias = R$50,00

Sendo 33,33 toneladas colhidas, temos a tabela abaixo:


Comentários do autor: a realização de planilhas de custo envolvendo a produção de forragens pode apresentar controvérsias quanto ao custo final/ton do material colhido, em função de diferentes critérios adotados na sua confecção. No exemplo acima, o produtor conseguiu chegar próximo do seu objetivo em termos de custo, de acordo com a sua metodologia. Devemos alertar que a compra de forragem como a situação acima requer muitos cuidados, destacando o custo do transporte e preço de compra da roça. Cabe ressaltar, que o produtor deve sempre estar atento quanto à questão da "oportunidade", que nem sempre ocorre e, muitas vezes, está associada à uma boa dose de sorte. No exemplo acima, a mesma (oportunidade) surgiu e permitiu a compra do sorgo a um preço competitivo. Destacamos, ainda, no exemplo da Fidenza, o elevado custo da colheita em função da baixa produtividade da roça. Se por um lado o preço de compra pôde ser considerado interessante (baixa produtividade), o custo da colheita foi elevado sendo um potencial fator que pode comprometer o custo final do processo. Apesar do pequeno volume de material colhido (33,33 ton), a experiência real da fazenda em questão serve como referência de poss��vel meio não convencional de obtenção de forragem em situações adversas.

Fonte: Dados do autor

COWTECH - CONSULTORIA E PLANEJAMENTO

Espaço para artigos e debates técnicos expostos por especialistas e equipe de consultores.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint