FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Parceria do SINDAN com o MAPA supre necessidades de insumos dos Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária

TEXTO RURAL

EM 12/08/2019

0
0

O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN), entidade de âmbito nacional que reúne os laboratórios veterinários que atuam no Brasil, tem parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), provendo para os Laboratórios Federais de Defesa Agropecuária (LFDA) todos os insumos para realização de análises de vacinas dos programas nacionais de controle e/ou erradicação de doenças, atendendo à determinação do Artigo 53 do Decreto nº 5.053/2004.

“Para cumprir seu compromisso, o SINDAN realiza controles diários, verificando custo e qualidade dos itens fornecidos aos laboratórios oficiais, sempre buscando as melhores marcas, com aquisição direta dos fabricantes e entrega ao LFDA solicitante, permitindo análises fidedignas à qualidade dos produtos testados e comercializados no país”, explica Emilio Salani, vice-presidente executivo do SINDAN.

O LFDA-RS testa as vacinas contra Febre Aftosa e o SINDAN fornece os bovinos para vacinação com os imunógenos a ser testados, a alimentação, os cuidados necessários para sua manutenção e toda a administração da seleção, aquisição e liberação destes animais, assim como os itens utilizados nos testes – agulhas, meios de cultura, reagentes, placas etc.

As vacinas aviárias contra Bronquite Infecciosa, Gumboro e Newcastle, complexadas e combinadas, assim como as vacinas antirrábicas para Herbívoros e Cães e Gatos, são testadas no LFDA-SP. O SINDAN é responsável pela administração e manutenção do biotério, de acordo com o plano de trabalho assinado com o MAPA, garantindo o cuidado e o fornecimento de camundongos e ovos SPF (Specific Pathogen Free) e cobaias para os laboratórios. Mensalmente, os laboratórios solicitam insumos para a realização dos testes, incluindo agulhas, seringas, cepas padrões etc.

Em Pedro Leopoldo, o LFDA-MG testa as vacinas de Brucelose e as Clostridiais (Botulismo – C. botulinum; Carbúnculo – C. chavoei; Enterotoxemia – C. perfringens). O laboratório recebe do SINDAN, mensalmente, coelhos, camundongos e cobaias (as últimas são transportadas do biotério de São Paulo para Minas Gerais, em carros climatizados e específicos para este tipo de transporte).

No início de cada ano, o laboratório oficial de Minas Gerais encaminha ao SINDAN suas listas de insumos para aquisição de meios de cultura (estes, principalmente para os testes de Brucelose), agulhas, seringas, ponteiras, rações e maravalha etc.

“A parceria do SINDAN com o MAPA viabiliza a realização do controle oficial o qual, sendo determinação legal, funciona como “double check” em relação à qualidade dos produtos veterinários, uma vez que fabricantes e importadores realizam testes internos previamente aos oficiais, reafirmando o compromisso do setor com a evolução do status sanitário do país. Assegurar a qualidade de insumos tão importantes para a cadeia de produção de proteínas animais e para o cuidado dos animais de companhia é promover uma relação de confiança entre o setor privado, o setor público e os países com os quais o Brasil mantém relações comerciais, oferecendo um instrumento seguro para o uso do profissional veterinário e para a sociedade”, reforça Emilio Salani.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.