FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Você sabe o que é controle biológico? Conheça esse grande aliado na produção de alimentos saudáveis

POR MARCUS VINICIUS WENDEL JORDAO

DECOY - CONTROLE SEGURO, COM O PODER DA NATUREZA

EM 02/07/2020

4 MIN DE LEITURA

1
15

Atualizado em 02/07/2020

Joaninhas são predadores vorazes de pulgões e podem ser utilizados como agentes de controle biológico.

O que é o controle biológico?

O termo controle biológico pode ser definido basicamente como sendo o uso de organismos vivos para reduzir a densidade populacional e os danos causados por uma praga. Esse conceito está cada vez mais presente no setor agropecuário. Vale ressaltar que os organismos utilizados são inimigos naturais das pragas em questão. Trata-se de uma forma de aproveitar as relações ecológicas já presentes na natureza a favor da cadeia produtiva. No controle biológico, o inimigo natural da praga é produzido em larga escala e introduzido na cultura alvo. Como resultado a praga se torna menos abundante e os danos causados são menos prejudiciais, atingindo níveis abaixo do dano econômico. O controle biológico é um importante contribuinte no manejo integrado de pragas (MIP).

O que é o Manejo Integrado de Pragas ou MIP?

O MIP por sua vez é definido como um sistema ou processo para auxiliar na decisão de escolha e uso de uma ou mais estratégias de controle de pragas, de forma que sejam utilizadas de modo coordenado, para melhorar a eficiência do controle. Esse manejo integrado busca determinar uma relação de custo e benefício, levando em conta o impacto não somente sobre os produtores, mas também na sociedade e meio ambiente. Além do controle biológico, o MIP integra outras técnicas de manejo como o cultivo rotacionado de culturas, plantios consorciados, utilização de armadilhas com feromônios, entre outros.

Quais são os tipos de controle biológico?

O controle biológico pode ser dividido em dois grupos, o macro e o micro, de acordo com os organismos que são utilizados nesse manejo, ou seja, se são utilizados macro organismos (classificados como predadores ou parasitoides), ou microrganismos (patógenos), respectivamente.

Os predadores geralmente são maiores que a praga, e consomem vários indivíduos ao longo de suas vidas. Predadores não costumam ser muito exigentes para se alimentar, podendo ingerir diferentes tipos de presa. Como exemplo podemos citar o uso de joaninhas para controle de pulgões em diversas culturas.

Os parasitoides são conhecidos por viverem e se alimentarem de um hospedeiro, a praga, e causa, na maioria das vezes, a morte dessa praga. Esses parasitoides costumam ter tamanho menor que a praga e são bem exigentes, ou seja, atingem pragas mais específicas, sendo importantes agentes do controle biológico. Um bom exemplo desse controle é o uso de vespas do gênero Trichogramma para controle das lagartas-do-cartucho, uma das principais pragas nas lavouras de milho. As fêmeas dessas vespas colocam seus ovos dentro dos ovos das lagartas, o ovo da vespa eclode e cresce dentro dos ovos das lagartas levando-as à morte.

Já os patógenos, como fungos, bactérias e vírus, são microrganismos que vivem e se multiplicam dentro de uma praga, causando, na maioria das vezes a morte dessa praga. Esses patógenos, além de alta especificidade, têm ação muito rápida e eficaz, principalmente em condições ambientais favoráveis. Essa categoria de controle é a forma mais utilizada de controle biológico no mundo. No Brasil a utilização de patógenos é bem difundida e apresenta exemplos bem conhecidos na nossa agricultura como no controle da Helicoverpa armigera através do Bacillus thuringiensis e também no controle das cigarrinhas pelo fungo Metarhizium anisopliae. Para expandir a utilização desse grupo de microrganismos aliados a Decoy desenvolveu um acaricida biológico à base de fungos para controle do carrapato-do-boi. Mais informações em nosso site (https://www.decoysmart.com/).

Quais são as principais diferenças entre o controle biológico e o químico?

Os produtos de controle biológico têm como princípio ativo organismos vivos que são inimigos naturais das pragas e se beneficiam de interações ecológicas presentes na natureza para a realização do controle populacional das pragas. Já os produtos químicos têm como princípio ativo moléculas sintéticas que intoxicam a praga alvo e dessa forma realizam o seu controle.

Devido a sua composição, os produtos de controle biológicos são atóxicos, sendo seguros para quem realiza o manejo, para as plantações e para os animais domésticos ou selvagens. Além disso, não há desenvolvimento de resistência por parte das pragas, já que a sobrevivência de ambos, pragas e seus inimigos naturais, ocorre na natureza já há bastante tempo por meio de adaptações que equilibram as interações, superando mudanças que possam vir a ocorrer em vantagem a algum dos organismos.

Pelo fato de utilizar seres vivos, os produtos de controle biológico necessitam de alguns cuidados especiais no transporte, armazenamento e principalmente durante as aplicações, visto que muitos microrganismos são sensíveis às alterações ambientais, como umidade e radiação UV, assim essas questões têm que ser levadas em consideração para obtenção de melhores resultados.

 

Referências

BERTI FILHO, E.; MACEDO, L. P. M.. Fundamentos de Controle Biológico de Insetos-praga. Natal: IFRN Editora,103p, 2011. 

CRUZ, I.; MONTEIRO, M. A. R.  Controle biológico da lagarta do cartucho do milho Spodoptera frugiperda utilizando o parasitóide de ovos Trichogramma pretiosum. Sete Lagoas, Embrapa Milho e Sorgo, 4p (Comunicado Técnico 98), 2004.

EILENBERG, J.; HAJEK, A. & LOMER, C. Suggestions for unifying the terminology in biological control. BioControl v. 46, p 387–400,2001.

GASSEN, D. N.  Parasitos, patógenos e predadores de insetos associados à cultura de trigo. Passo Fundo, EMBRAPA/CNPT, Circ. Téc. 1, 86p, 1986.

 

Dúvidas? Entre em contato com a Decoy pelo Box abaixo.

MARCUS VINICIUS WENDEL JORDAO

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOÃO CARLOS

LUCAS DO RIO VERDE - MATO GROSSO - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 03/07/2020

Muito bom! Deveria existir somente esse tipo de controle de qualquer praga!!!
MilkPoint AgriPoint