FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Vacina: protegendo você e seu rebanho

POR ALMIR LUIZ A. V. JR.

DECOY - CONTROLE SEGURO, COM O PODER DA NATUREZA

EM 24/07/2020

3 MIN DE LEITURA

0
2

Atualizado em 24/07/2020

No atual cenário mundial, a notícia mais aguardada pelo governo e a população é a liberação da vacina para a Covid- 19. A vacinação pode permitir que vidas sejam salvas, rotinas do dia-a-dia sejam retomadas gradativamente, além da movimentação da economia. Mas, você pecuarista, já pensou que existe uma ligação direta entre a imunização das pessoas contra o coronavírus e a imunização de seu rebanho? Para que o gado possa se desenvolver no campo com sanidade e performance precisa ser vacinado, certo? Você sabia que para que isso aconteça existe um enorme esforço científico-tecnológico investido ao longo de anos, para seus animais fiquem protegidos? Saúde, bem estar e qualidade de vida dos animais são fatores chave que culminaram na qualidade do produto que é entregue ao consumidor.

O controle biológico de pragas, tema de muitos de nossos artigos e presente no cerne da filosofia da Decoy, é logicamente apenas parte de um todo: o cenário de estratégias que abrangem o cuidado animal. Neste artigo, vamos explorar um outro assunto, que tão importante quanto o manejo das pragas, é também essencial para a saúde animal. Aliás é um assunto essencial para a vida como um todo: a vacinação!

Mas como surgiu a vacina?

Os primeiros registros desta prática se originam de uma técnica milenar chinesa conhecida como variolização, método preventivo que consistia em inocular a varíola benigna em pessoas, para evitar a varíola grave. Porém, foi uma técnica presente também povos da Ásia e África, como Hindus, Egípcios, Persas, Circassianos, Georgianos, Turcos, Árabes (MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2019).

Em meados de 1796 – um médico e naturalista britânico chamado Edward Jenner observou que uma quantidade grande de pessoas da região onde atuava era imune à varíola. Estes pacientes apresentavam sintomas muito leves da doença ou até eram assintomáticos. Jenner atentou-se ao fato de que as vacas da região sofriam comumente de Cowpox (ou Varíola bovina, causada por um vírus que infecta apenas o gado, mas que não é tão mortal quanto à varíola humana), e que todas essas pessoas imunes eram ordenhadoras.

Cismado com essa observação, o médico decidiu fazer uma experiência e comprovou que tais ordenhadoras quando em contato com vacas infectadas pela doença tornavam-se parcialmente imunes ao vírus da varíola humana. Posteriormente, Jenner aplicou em Phipps, menino de 8 anos, um líquido contendo um pouco de pus retirado de uma ordenhadora, que estava recuperando-se da varíola bovina. O jovem Phipps chegou a contrair uma leve infecção benigna, mas se recuperou rápido. Meses depois, o médico aplicou no menino um pus contendo  vírus da varíola humana colhido de uma pessoa recém infectada, que seria capaz de causar a doença. O jovem não adoeceu, pois, a aplicação prévia permitiu que o sistema imunológico do menino pudesse reconhecer o material tratado da varíola e desenvolvesse uma resposta imune. Esta resposta protegeu o organismo da contaminação posterior com pus varioloso.

Assim, Jenner descobriu a vacina – e curiosamente homenageou tal técnica com o nome em latim para o animal vaca (‘vacca’), mas sofreu severas críticas sociais dentro e fora da sociedade médica. Aos poucos a prática começou a ser aceita, culminando na fundação da Sociedade Real Jenneriana para a Extinção da Varíola, em 1802 (RIEDEL, 2005). Ao longo dos anos esta técnica fundamental para a saúde pública foi sendo cada vez mais aperfeiçoada, expandindo conhecimentos das áreas de Virologia Microbiologia e Biotecnologia, crucial para a produção segura, efetiva e em larga escala de vacinas.

Consequentemente, outros campos de estudo ligados à saúde animal usaram como base as pesquisas científicas geradas pelos estudos de Jenner, para fomentar a de vacinação de animais na produção pecuária. O resultado, como podemos ver, nos mostra a importância que a imunização tem para aqueles que prezamos pela saúde e bem estar: nossos familiares, amigos, colegas e para nossa saúde, e para o nosso estimado patrimônio animal que segue forte, sadio e protegido.

 

Referências:

MINISTÉRIO DA SAÚDE (Brasil). Centro cultural da saúde. A História das Vacinas: Uma Técnica Milenar: A Primeira Vacina; Revolução na Ciência; Imunizante Tropical; Novos Avanços. Revista da vacina, Brasil. Disponível em: http://www.ccms.saude.gov.br/revolta/paineis.html. Acesso em: 5 jun. 2020.

RIEDEL, Stefan. Edward Jenner and the history of smallpox and vaccination. In: Baylor University Medical Center Proceedings. Taylor & Francis, p. 21-25. 2005.

 

Dúvidas? Entre em contato com a Decoy pelo box abaixo.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint