ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Laminite: muitas vezes o problema é nutricional

Muitas propriedades lidam com vacas claudicando. Esse problema geralmente ocorre alguns meses após o parto. A sola geralmente se separa do corium e se torna uma sola dupla com hematomas subsolares ocorrendo até o desenvolvimento de úlceras. Este problema precisa ser resolvido rapidamente, através do casqueamento da sola.

As pessoas geralmente pensam que esse problema ocorre devido ao piso de concreto onde as vacas caminham ser muito duro. Às vezes, tapetes de borracha são colocados no chão de concreto para criar uma superfície mais macia, para que as vacas possam andar mais confortavelmente. Porém, a causa desse problema não costuma estar no piso, mas em outro lugar.

40% de todas as vacas sofrem de claudicação e laminite.

Muitas vezes, vacas secas e no final de sua lactação e, especialmente, as novilhas prenhas, são alimentadas de maneira errada.

As novilhas prenhas, com idade entre 14 e 20 meses, geralmente são superalimentadas, recebendo muita energia, fornecidas através de silagem de milho com muito concentrado.

Com isso, o score de sua condição corporal chega até 3,5/4. Na verdade, este grupo de animais só deve receber feno ou palha com pouco concentrado e minerais. Para vacas no final de lactação e vacas secas, esse é frequentemente o mesmo problema, pois quando a produção de leite cai, a energia extra da silagem de milho, muitas vezes com excesso de concentrado, não é usada para produzir leite e se transforma em gordura corporal.

O problema do período próximo ao parto é que novilhas ou vacas comem menos, porque os animais utilizam primeiramente o excesso de gordura corporal. Isso leva a uma falta de energia, o que significa que o casco para de crescer durante esse período. Normalmente, o crescimento do casco é de 3mm por mês. Essa diminuição no crescimento causa o aparecimento de ondas de crescimento. Essas ondas atingem toda a circunferência do casco. Após um caso de laminite, a parede dorsal do casco sofrerá crescimento excessivo. Além disso, a sola torna-se macia e ocorrerão hemorragias.

O casco machucado varia em coloração, de amarelo, a laranja e a vermelho, dependendo da secreção de fluidos dos capilares.

Em casos graves, a sola se separa completamente do corium: uma assim chamada sola dupla (quando isso ocorre geralmente uma nova sola se desenvolve).

Essas solas duplas precisam ser casqueadas; muitas vezes é necessário colocar um taco no dígito saudável para poder aliviar completamente o lado doente para que este possa se curar.

Na maioria dos casos, a locomoção de vacas com laminite será anormal. A vaca geralmente caminha apoiando-se na parte de trás do casco a qual é macia e sensível, o que causa a claudicação. A desvantagem desse dígito acometido pela laminite é que a alteração sofrida no casco não tem volta. Outro problema é que o casco do dígito doente cresce duas vezes mais rápido que um casco saudável. Portanto, essas vacas devem ser casqueadas duas ou três vezes por ano.

Prevenção: sempre forneça feno de fibra longa ou palha para novilhas prenhes e vacas secas (primeiras seis semanas de período seco). Desta forma, esses animais desenvolverão cascos mais duros em função de uma maior quantidade de cálcio depositada no estojo córneo.

Além disso, se acostumarão a comer grande quantidade de alimento grosseiro e terão menos chance de desenvolver laminite. Mudanças repentinas de dietas não são boas e o rúmen tem que se adaptar a toda essa fibra. Não forneça muito concentrado após o parto, pois isso aumenta o risco de acidose e também pode causar laminite. A silagem deteriorada pode causar a liberação de histamina ou toxinas na circulação sanguínea, levando à trombose nos capilares.

Ondas de crescimento do casco:

Vacas com laminite geralmente caminham apoiando a parte de trás do casco a qual é macia e mais sensível:

Para saber mais, entre em contato pelo box abaixo:

CRV LAGOA

A CRV Lagoa é integrante da CRV. Maior central de genética bovina da América Latina, localizada em Sertãozinho (SP), oferece desde 1971 produtos e serviços de melhoramento genético animal, comercializando mais de 2 milhões de doses por ano.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.