FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Como implementar um sistema de monitoramento com sucesso

Muitos fazendeiros ficam intrigados quando escutam falar em monitoramento animal eletrônico. Eles ouvem que funciona, mas ficam na dúvida: será que vai dar certo na minha fazenda? A resposta é: depende de você!

Um sistema de monitoramento de qualidade monitorará as vacas individualmente, desenvolverá uma base de dados de comportamento e sinalizará os animais que necessitam de atenção. Um sistema de monitoramento confiável coletará e analisará os dados e os apresentará em um relatório acessível. Mas colocar em prática o que o relatório aponta é de responsabilidade do proprietário e sua equipe.

Há dois componentes primordiais para alcançar o sucesso com uma solução de monitoramento eletrônico:

  1. Colocar os colares ou brincos de monitoramento nas vacas e atribuir o número de série do transponder para o número de gestão da vaca no computador. Sensores que não estão em vacas não coletarão dados. Sensores que não são atribuídos no computador às vacas que estão vestindo o colar tornam a intervenção quase impossível. Este é um processo contínuo, pois algumas vacas serão descartadas, exigindo certa atenção de gestão para que todos os sensores disponíveis estejam nas vacas.
  2. Garantir a tomada de ação nas vacas a partir do que apontam os relatórios diários. Os relatórios por si não inseminam e nem tratam vacas doentes; quem deve fazer isso é a equipe responsável pela propriedade. Certifique-se de que funcionários específicos sejam responsáveis por usar os relatórios, incluindo finais de semana, feriados e férias. Não há nada mais frustrante do que ter uma vaca morta porque ela não foi atendida quando apareceu pela primeira vez um alerta no relatório de saúde ou uma vaca que não foi inseminada quando a detecção de cio a indicava no relatório de vacas para inseminar.

Apesar da aparente obviedade desses aspectos, o desafio de colocar isso em prática é que são ações que exigem uma mudança na maneira como as coisas sempre foram feitas na propriedade, antes do sistema de monitoramento ser implementado.

Um programa de treinamento passo a passo pode ajudar na transição. No entanto, quando isolamos o fator um, que caracteriza os usuários experientes em monitoramento animal, é a sua abertura para a adoção de novas tecnologias.

O monitoramento animal introduzirá uma variável nova e importante na matriz de tomada de decisão: a opinião das vacas. Uma vez lhes é dado um meio para se comunicar, as vacas vão dizer se estão confortáveis ou não, se elas são bem alimentadas e se gostam de estar na instalação (free-stall, composto ou pasto), entre muitas outras coisas.

Os usuários que escutam suas vacas e fazem as mudanças necessárias observam melhorias mais significativas em seu desempenho. AS VACAS NUNCA MENTEM! Por isso, use o sistema de monitoramento para aprender a entender o que elas sentem e agir para ter uma produção cada vez mais eficiente.

 

Jerônimo Silveira é médico veterinário graduado pela Unoeste, especialistas em Bovinos Cultura de Leite pelo Rehagro e coordenador de território da Allflex Monitoramento.

Para saber mais, entre em contato pelo box abaixo.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.