carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

Novo coordenador da Cati, João Brunelli Junior pretende fortalecer as cadeias produtivas

postado em 05/10/2016

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Com a missão de valorizar a instituição, fortalecer as cadeias produtivas da agricultura paulista e intensificar a integração da extensão rural com as áreas de defesa agropecuária e pesquisa, o engenheiro agrônomo João Brunelli Junior é o novo titular da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Sucedendo José Carlos Rossetti, que desempenhou a função por cinco anos, Brunelli destacou o trabalho de resgate da autoestima da instituição, por meio de uma reflexão sobre o papel do órgão e as expectativas do público atendido. Além de dar continuidade às ações já em execução como o Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado, que se encerra em setembro de 2017, o Levantamento Censitário das Unidades de Produção Agropecuária (Lupa), iniciado em agosto de 2016 e a conclusão do Cadastro Ambiental Rural (CAR), o novo titular da Cati pretende definir novos rumos e focos para atender às demandas do agricultor paulista, priorizando a ação participativa do produtor rural.

A longo prazo, explicou o novo coordenador, a ideia é estruturar operacionalmente a equipe para promover uma gestão e acompanhamento mais próximos do produtor. Brunelli anteriormente atuava como gerente técnico do Microbacias II, projeto estratégico do Governo do Estado realizado em parceria com o Banco Mundial. A função passará a ser exercida por Vivaldo Viganó, do Escritório de Desenvolvimento Rural (EDR) de Limeira, que já atua na equipe de monitoramento e avaliação das propostas de negócio das entidades.

João Brunelli Junior - Cati

Cadeias produtivas

Recebido pelo secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim, no gabinete em São Paulo nesta terça-feira, 4 de outubro, Brunelli destacou o alinhamento das atividades. “Estamos alinhados com o secretário no sentido de promover o fortalecimento das cadeias produtivas, desenhando programas macros nas cadeias da fruticultura, olericultura, pecuária de leite e piscicultura. Por meio do diagnóstico estadual de onde está a produção, o consumo, os fornecedores de insumos, será possível mapear e fazer um trabalho integrado junto às Câmaras Setoriais, às Comissões Técnicas e, operacionalmente, junto às coordenadorias da Pasta para executar as ações”, explicou.

“A Cati é o contato da Secretaria com o seu público-fim, o órgão que consegue captar os anseios do agricultor, tudo o que acontece no campo, primeiro. Precisamos saber da importância de canalizar essas informações, integrando o trabalho com a defesa agropecuária e a pesquisa. Temos a importante missão de organizar essas demandas e trazer para dentro da Secretaria, para transformar em políticas públicas que possam levar o serviço de melhor qualidade, revertendo em benefícios a toda a sociedade”, afirmou Brunelli.

“A Cati é o principal braço da Secretaria da Agricultura no contato com o produtor rural para a transferência de conhecimentos produzidos pelos demais órgãos da Pasta. Queremos agradecer o bom trabalho desempenhado por José Carlos Rossetti, que coordenou com muita responsabilidade a Cati neste período, e destacar o entusiasmo de Brunelli, que assume com muita energia esta nova missão”, cumprimentou o secretário Arnaldo Jardim, ressaltando que o apoio ao produtor paulista é uma das diretrizes do governador Geraldo Alckmin para a Pasta.

Experiência

Formado em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP) e pós-graduado no MBA em Gestão de Agronegócio, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), João Brunelli Junior iniciou suas atividades na Secretaria em 1977, atuando na defesa agropecuária de Andradina com a erradicação de cancro cítrico e na fiscalização de viveiros e, posteriormente, ingressando na extensão rural como chefe da Casa da Agricultura do município. Atuou ainda como assistente regional em Campinas, onde implantou toda a área de informática da Cati em 1996 e ministrou cursos e treinamentos para a formação de corpo técnico.

Entre as funções desempenhadas na Pasta, Brunelli atuou como assistente de planejamento na Divisão Regional Agrícola (Dira) de Campinas, assessor de planejamento do Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas, na década de 1990, e diretor da Divisão de Extensão Rural (Dextru), entre 2000 e 2006, e diretor do Departamento de Comunicação e Treinamento (DCT).

“Sempre estive envolvido na área de planejamento, então tenho facilidade para lidar com a questão da lógica, de traçar metas e objetivos, além de conhecer a ferramenta da informática. Meu compromisso é me doar integralmente a essa missão, é um grande desafio poder contribuir com toda a experiência da instituição”, disse.

As informações são da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. 

 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade