Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

MS: mais de mil cabeças de gado morrem em fazenda e suspeita é de botulismo

postado em 08/08/2017

1 comentário
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Na tarde de ontem (07), 1.100 cabeças de gado morreram confinados na Fazenda Marca 7, localizada no município de Três Lagoas. O proprietário do rebanho teve prejuízo de mais de R$ 2 milhões. A Agência Estadual de Defesa Sanitária e Animal (Iagro) suspeita da doença de botulismo, mas o resultado laboratorial realizado nos animais só será divulgado na semana que vem.

Amostras da ração dos animais, que é produzida na própria fazenda, foram encaminhadas para análise no laboratório estadual. Os animais serão enterrados na própria fazenda, onde estavam confinados.

A doença

O botulismo ataca o sistema nervoso do animal provocando paralisia motora e o período de incubação é de sete a oito dias. A gravidade da doença está diretamente ligada à quantidade de toxinas que o animal ingere e pode ser dividida em quatro graus como, super aguda, aguda, subaguda e crônica.

Os principais sintomas são anorexia, falta de coordenação e ataxia - perda do controle muscular durante movimentos voluntários. No ser humano, a doença também ataca o sistema nervoso, podendo levar a morte conforme a quantidade de toxina expelida pela bactéria. 

As informações são do Correio do Estado. 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Virgilio José Pacheco de Senna

Santo Amaro - Bahia - Consultoria/extensão rural
postado em 09/08/2017

Deve ser investigado se o proprietário uso a Vacina contra Botulismo e caso não tenha usado é para se questionar o Serviço de Controle Sanitário do Estado é uma falha muito grande.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade