Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

"Ideas for Milk": desafio de startups é apresentado na ESALQ/USP e reúne graduandos, pós-graduandos e profissionais

postado em 13/09/2016

3 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Já pensou em ter uma startup que contribua para o agronegócio do leite no Brasil? Essa é um dos objetivos do concurso “Ideas for Milk”, lançado pela Embrapa Gado de Leite, em parceria com as empresas AgriPoint, Carrusca Innovation, Litteris Consulting e Qrânio. A competição busca soluções inovadores para a cadeia do leite e o desafio foi apresentado na tarde de ontem (12) na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), em Piracicaba/SP, parceira da iniciativa e sede de uma das etapas do concurso. “Além da ideia poder vir a se tornar um negócio, a própria participação de empresas e alunos na iniciativa já é um ganho significativo para os participantes”, diz Marcelo Pereira de Carvalho, CEO da AgriPoint.

Ideas for Milk - ESALQ/USP
Marcelo, Luiz e Wagner 

O objetivo do projeto é vincular a iniciativa privada à pública. De acordo com o diretor da ESALQ, Luiz Gustavo Nussio “essa é uma ótima oportunidade para os alunos da universidade desenvolverem uma atividade que está totalmente alinhada ao que a Universidade de São Paulo busca hoje”.

Segundo Wagner Arbex, analista científico da Embrapa, o “Ideas for Milk” já está fazendo história, dado o interesse despertado nas várias sedes e além delas. No evento, Arbex propôs uma dinâmica entre os participantes dividindo-os em quatro grupos. Por meio de palavras citadas pelo próprio público (como custo, logística, qualidade, escala, cadeia, inovação, entre outras), os grupos foram convidados a criar uma startup em cinco minutos. Após isso, tiveram 30 segundos para expor as ideias a todos. “Com esse simples networking, provocamos o despertar de possíveis atores que contribuirão para o desenvolvimento do agronegócio”, completou o analista. O evento contou com a participação de mais de 80 pessoas.

Ideas for Milk - ESALQ/USP



Dando sequência, Marcelo Carvalho, da AgriPoint, comentou que é muito saudável a atitude da ESALQ em trazer esse tipo de evento para dentro da instituição. Ele apresentou brevemente a cadeia do leite para os participantes e pincelou a importância do setor para o agronegócio nacional. “Hoje no Brasil temos 11 mil transportadores de leite. Coletar todo o leite em um dia no país é a mesma coisa que dar 55 voltas na Terra. Cito isso para vocês terem noção do tamanho do negócio. Somos o quarto maior produtor de leite do mundo, com, 35 bilhões de litros/leite/ano, segundo os dados oficiais”.

Ele ainda mostrou que 99% dos municípios brasileiros produzem leite atualmente no Brasil e mesmo com problemas, como a baixa produtividade de algumas propriedades, a produção cresceu nos últimos 15 anos. “Existe uma diversidade muito grande com relação aos sistemas de produção. Ainda temos ordenha ao pé, mas também, criação a pasto com alta produtividade e sistemas de confinamento altamente eficientes”, explica. De acordo com Marcelo, há alguns drivers importantes que devemos nos atentar na atividade leiteira, como aumento de escala, intensificação, automação, gestão, produtividade, genética, precisão, sustentabilidade, segurança alimentar, bem-estar animal e integração com outras atividades. “Esses drivers tem muito a ver com a proposta do Ideas for Milk”, constata.

“Outro número que mostra a importância do setor é a quantidade de indústrias lácteas com SIF (Serviço de Inspeção Federal) no país – que totalizam 2 mil estabelecimentos”, acrescentou. “O mercado de leite está passando por uma fase de transformação. Hoje vemos alguns exemplos disso como empresas lácteas sendo adquiridas por grandes companhias (a compra da Verde Campo pela Coca-Cola), a importância da origem da matéria-prima ser conhecida e divulgada (caso da Delicari) e a inovação na área dos derivados lácteos (+Mu). A cadeia está indo além do leite que estamos acostumados a ver e consumir”. Ele acredita que daqui há dez anos olharemos para trás e veremos inúmeras mudanças na atividade. “É um segmento promissor e muita coisa boa vem acontecendo”.

Para finalizar, Wagner citou que os avanços tecnológicos estão evoluindo ao longo do tempo e no meio rural ainda há muito o que ser feito. “A maneira de fazer negócios mudou assim como as relações de consumo. A tecnologia está chegando no campo e estamos cada vez mais vinculados e dependentes dela. Antes a internet não era tão disseminada nessa área, mas agora, ela está muito mais popularizada. Os sistemas de produção como um todo estão começando a adotar sensores e outras soluções em pecuária de precisão”.

Para ele, o agribusiness ainda está imaturo com relação às inovações e isso é uma oportunidade. “O mercado está aberto para os acontecimentos recentes. Hoje são 4180 startups cadastradas no país, porém, apenas 23 são destinadas ao agronegócio (0,5% do total). Queremos que o “Ideas for Milk” traga os empreendedores para um mercado que está aberto”.

Nussio finalizou o evento mostrando aos alunos e docentes que a submissão de projetos para o Ideas for Milk deve envolver o intercâmbio entre departamentos. “O conhecimento para essa iniciativa está presente em diversos departamentos da Universidade. É um grande oportunidade de promover essa troca de ideias”, afirmou.

Como participar:

As inscrições para o concurso “Ideas For Milk” serão on-line, do dia 1º de agosto a 12 de outubro. Serão selecionados 40 projetos para seguirem para a 2ª fase, que contará com oito finais locais, nas universidades parceiras. Apenas um ganhador de cada final local seguirá para a nacional.

Podem participar equipes informais ou startups já constituídas, com ideias para projetos de software web, aplicativos mobile ou solução em hardware. As propostas devem ter foco nas grandes áreas temáticas do agronegócio do leite - como insumos agropecuários, logística de captação e distribuição do leite e indústria de laticínios.

Os benefícios para os ganhadores vão desde a participação e o aprendizado em um processo que envolve a formulação de uma ideia com potencial de mercado até a possibilidade de alavancar um negócio lucrativo.

A inscrição e entrega dos projetos devem ser feitas até o dia 12 de outubro, pelo site: www.ideasformilk.com.br, onde informações adicionais podem ser encontradas.

Ideas for Milk

Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Comentários

Wagner Beskow

Cruz Alta - Rio Grande do Sul - Pesquisa/ensino
MyPoint Pro - postado em 13/09/2016

Muito positivo esse movimento de ideias e estímulo para que jovens do setor pensem "fora da caixa". Estão de parabéns todos os envolvidos!

Marly Fernandes Guimarães

OUTRA - Minas Gerais - Estudante
postado em 14/09/2016

A ideia é super bacana e valida, entretanto a participação é limitada das instituições de ensino. Acredito que os organizadores deveriam reconsiderar a respeito disso.

Raquel Maria Cury Rodrigues

Piracicaba - São Paulo - Zootecnista e Conteudista do portal MilkPoint
MilkPoint - postado em 15/09/2016

Bom dia Marly, tudo bem?

A participação não é limitada para as instituições onde estão sendo apresentadas o Desafio!

Veja todas as regulamentações no site: http://www.ideasformilk.com.br/

Abraços e qualquer dúvida pode entrar em contato!

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade