carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

Circuito busca soluções para a perenização das pastagens no Norte de Minas Gerais

postado em 21/09/2016

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

A perenização das pastagens tem sido um dos sérios problemas enfrentados pelos pecuaristas do Norte de Minas Gerais. Para discutir o assunto e buscar soluções, será realizado, entre os dias 26 e 30 de setembro, o Circuito sobre Pastagens para o Norte de Minas. O circuito visitará seis municípios. A iniciativa é da Emater-MG e do Grupo de Bovinocultura, formado por 256 produtores e técnicos do setor que se comunicam por uma rede social.

A primeira etapa acontece na cidade de Pirapora (26/09). As próximas serão realizadas nos municípios de São Francisco (27/09), Januária (27/09), Janaúba (28/09), Salinas (29/09) e Montes Claros (30/09). O circuito tem como tema: Estratégias para a Perenização das Pastagens do Norte de Minas: o que deve e pode ser feito?. “Perenizar é recuperar e manter viva e produtiva a pastagem”, explica o coordenador estadual de Bovinocultura da Emater-MG, José Alberto de Ávila.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no local do evento. “O circuito surgiu do interesse de um grupo de pecuaristas e técnicos do Norte de Minas. Daí a sua importância em atender às necessidades regionais. A pastagem é atualmente a grande dificuldade para a atividade de bovinocultura na região. Ou se consegue produzir pastagem de qualidade no Norte de Minas ou a sustentabilidade da bovinocultura nesta região estará seriamente comprometida”, diz o coordenador da Emater-MG.

De acordo ainda com ele, um levantamento feito pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) aponta que dos 26 milhões de hectares de pastagens existentes no estado 45,3 % estão altamente degradadas. No Norte de Minas, segundo o coordenador da Emater-MG, dos 3 milhões de hectares de pastagens da região, 56% estão degradados.

Entre as causas para a degradação das pastagens, estão a falta de adubação e a seca na região. “A pastagem tem de ser vista como uma cultura que precisa de adubação. O que na maioria das vezes não acontece. Outro fator é a falta de chuvas. Uma situação comum no Norte de Minas e que tem prejudicado ainda mais as pastagens, com a morte do capim e perda da pastagem”, afirma José de Ávila.

No Brasil e no Norte de Minas, a pastagem é a principal fonte de alimentação do rebanho bovino. A redução da oferta de pastagem significa diminuição na produção de carne e leite. De acordo com Ávila, nos últimos anos, para evitar maiores problemas como a morte de animais, muitos pecuaristas fizeram a transferência dos seus rebanhos para outras regiões de Minas Gerais (Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba) e do Brasil (Goiás e Mato Grosso). “De cerca de 3,6 milhões de cabeças que a região já teve, estima-se uma saída de 50% do rebanho da região”, diz o coordenador da Emater-MG.

Para José Ávila, a recuperação e perenização das pastagens no Norte de Minas é um trabalho de longo prazo. Uma das alternativas sugeridas é a adubação da pastagem. “De acordo com cada análise de solo, identifica-se que tipo de correção precisa ser feita”, diz.

Outra medida sugerida é a adoção pelos pecuaristas do sistema Integração Lavoura e Pecuária (ILP). Nesse caso é feito o plantio consorciado de sorgo e capim. O sorgo poderá ser utilizado para a produção de silagem para servir de alimentação complementar para o gado no período de seca. O sistema ainda promove a renovação e perenização da pastagem. “No sistema ILP é feita toda a correção do solo e adubação exigida, de acordo com a análise de solo. O adubo usado na lavoura vai também ser utilizado na pastagem. É o que se chama de aproveitamento de adubação residual da lavoura pela pastagem. Por sua vez, a pastagem irá fornecer a infiltração de água no solo e diminuir a evaporação desta água. Isso vai produzir comida para os bovinos e ajudar na recuperação da pastagem”, diz o coordenador.

ILP sorgo

Integração lavoura pecuária - sorgo

Atuação da Emater-MG

O sistema ILP vem sendo desenvolvido pela Embrapa Milho e Sorgo e divulgado pela Emater-MG, que orienta os pecuaristas sobre a técnica. A empresa de assistência técnica também orienta os produtores sobre a necessidade de adubar e produzir pastagem. Além disso, no Norte de Minas é desenvolvido o programa estadual Minas Pecuária, que visa promover a geração e ampliação de renda do produtor rural, estabelecendo sistemas de produção sustentáveis e proporcionando aos produtores rurais meios e condições para apropriarem-se de tecnologias e de estratégias de gestão do sistema de produção. O programa da Secretaria de Estado de Agricultura é executado pela Emater-MG, Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, e conta com a parceria de outras instituições.

O programa está alicerçado em nove diretrizes: assistência técnica e extensão rural, pesquisa e inovação tecnológica, gestão da atividade, boas práticas de produção, qualidade dos produtos, sanidade animal, melhoramento genético, infraestrutura e logística, políticas setoriais e marcos regulatórios. De acordo com a Secretaria de Agricultura, foram implantadas no estado 371 unidades demonstrativas do Minas Pecuária.

Serviço: Etapas do Circuito

Município: Pirapora
Data: 26/09
Local: Hotel Canoeiros
Horário: 13h
Informações: (38)3741-2547


Município: São Francisco
Data: 27/09
Local: Rua Agabas Rio, 1.662, bairro Santo Antônio
Horário: 8h
Informações: (38)3631-1386


Município: Januária
Data: 27/09
Local: Instituto Federal do Norte de Minas Gerais
Horário: 14h
Informações: (38)3621-1019


Município: Janaúba
Data: 28/09
Local: Unimontes/Campus Janaúba
Horário: 13h
Informações: (38)3821-1589


Município: Salinas
Data: 29/09
Local: Instituto Federal do Norte de Minas/Campus Salinas
Horário: 8h
Informações: (38)3841-1280


Município: Montes Claros
Data: 30/09
Local: Parque de Exposições João Alencar Ataíde
Horário: 7h30
Informações: (38)3223-2130


As informações são da Emater. 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade