Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Leite & Mercado > Giro Lácteo

Alimentação animal registra alta de 3,2% no primeiro semestre de 2016

postado em 02/09/2016

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), o Brasil produziu, no primeiro semestre deste ano, um total de 33,3 milhões de toneladas de rações animais, registrando um aumento de 3,2% em relação ao mesmo período de 2015.

Apesar do avanço, a avaliação do Sindirações é que a demanda por rações deve arrefecer no segundo semestre, principalmente por conta da redução do ritmo das cadeias produtivas de aves e suínos, prejudicadas pelo alto custo dos insumos utilizados na produção e pelo apertado orçamento que limita a capacidade de compra do consumidor doméstico.
alimentação animal - Sindirações

Sindirações - custos  
A escalada do preço do milho, somada à subida do farelo de soja (notadamente no segundo trimestre), desmotivou a engorda de bois e a alimentação preparada do rebanho leiteiro, muito embora os produtores de aves e suínos tenham continuado a apostar no alívio do custo desses principais insumos até o final do primeiro semestre.

Gado leiteiro 

Durante o primeiro semestre, os laticínios encontraram grande dificuldade na captação da matéria-prima e enfrentaram forte concorrência, justificada pela oferta enxuta de leite cru, desestimulada principalmente em razão do alto custo dos fertilizantes, dos combustíveis e do milho e da soja, utilizados na alimentação das vacas em lactação. Apesar dos preços recordes pagos pelo leite ao produtor, a demanda por rações alcançou apenas 2,4 milhões de toneladas, muito embora a retomada da rentabilidade possa favorecer a reintrodução da tecnologia e incrementar a demanda por rações/concentrados no segundo semestre.
captação de leite
As informações são do Sindirações, adaptadas pela Equipe MilkPoint. 

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2017 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade