FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Utilização do grão de soja desativado na terminação de cordeiros em confinamento

POR LUIS GUSTAVO CASTRO ALVES

PRODUÇÃO

EM 27/07/2012

2
0
A terminação de cordeiros em sistema de confinamento é uma estratégia que pode possibilitar a maximização da produção, devido a maior rapidez com que os animais chegam ao abate. Nesse contexto, a escolha dos alimentos utilizados para composição da dieta é de fundamental importância, pois a alimentação representa o maior componente do custo de produção. Desta forma, o ovinocultor busca alternativas para a alimentação dos animais, para proporcionar a máxima eficiência.

Uma alternativa é o grão de soja, por ser alimento importante na nutrição animal, devido ao seu valor proteico e energético. Porém, apresenta fatores antinutricionais como a sojina e a uréase que dificultam o seu máximo aproveitamento nutricional na sua forma in natura na ração, podendo retardar o potencial de crescimento e desenvolvimento do animal. Portanto, a necessidade da desativação dos fatores antinutricionais ocorre quando o grão sofre cozimento sob pressão e vácuos controlados, com temperatura entre 60 e 120°C em processo automático e ambiente sem contaminações, com finalidade da redução de agrotóxicos nos grãos e na redução ou eliminação das micotoxinas que tenham contaminado o produto por fungos, sendo assim a desativação do grão favorece a palatabilidade e digestão.

Nesse sentido, foi realizado um experimento, desenvolvido no setor de Ovinocultura (Figura 1) da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Grande Dourados, no município de Dourados- MS, pelo grupo de pesquisa em ovinotecnia. Os dados estão sendo utilizados, em parte, para uma dissertação de mestrado, com o objetivo de verificar a composição regional e tecidual de cordeiros que receberam na terminação a inclusão do grão de soja desativado em dietas com diferentes proporções de concentrado.

Foram utilizados 20 cordeiros (Figura 2) não castrados, sem raça definida, com média de idade de 120 dias e 22 kg de peso corporal médio.

Figura 1 e 2 - Setor confinamento UFGD e animal no confinamento.



O critério de abate foi determinado pela condição corporal, escore entre 3 (normal em engorduramento) e 3,5 (ligeiramente engordurada), dentro de uma amplitude de variação entre 1 (excessivamente magra) e 5 (excessivamente gorda).

A avaliação da condição corporal dos cordeiros (Figura 3) foi realizada através da palpação em pontos anatômicos, buscando sintonia harmônica na distribuição de gordura.

Figura 3 - Pontos de palpação para determinar a condição corporal do cordeiro (A - Base da Cola, B - Ao longo das apófises espinhosas lombares, C- Ao longo das apófises espinhosas dorsais, D - Ao longo do esterno). Fonte: Osório e Osório, 2005.



Os cordeiros foram terminados em confinamento com quatro dietas: 1ª = 50% de grão de soja in natura e 50% de volumoso; 2ª = 80% de grão de soja in natura e 20% de volumoso; 3ª = 50% de grão de soja desativado e 50% de volumoso e 4ª = 80% de grão de soja desativado e 20% de volumoso. O volumoso utilizado foi feno de capim Brachiaria brizantha cv BRS Piatã.

Para as características da composição regional da carcaça (Figura 4), o corte da costela de lombo para dieta com o nível de 80% de concentrado apresentou maior peso em relação à dieta com o nível de 50% de concentrado. Este fato pode estar relacionado ao peso corporal ao abate, 34,01kg e 31,88kg, respectivamente.

Em relação à composição tecidual (Figura 5), foram feitas dissecações na paleta e no pernil, por serem cortes com grande representatividade na carcaça, na qual no procedimento foram obtidos os diferentes tecidos dentro de cada corte: músculo, gordura subcutânea, gordura intermuscular, osso, outros (compostos por tendões, glândulas, nervos e vasos sanguíneos).

Na composição tecidual da paleta, a dieta com grão de soja desativado apresentou menores valores para peso e proporções de gordura subcutânea, pressupõe que os animais deste tratamento em decorrência das características nutricionais das dietas depositaram gordura subcutânea de forma mais homogênea nos pontos anatômicos da avaliação de condição corporal, atendendo assim as exigências estabelecidas para o critério de abate.

Para a composição tecidual do pernil, os animais das dietas com grão de soja desativado apresentaram maiores valores para proporções de músculo, sendo assim, houve deposição de proteína no momento de maior exigência nutricional, consequentemente, os animais que receberam estas dietas apresentaram maior porção de cortes nobres.

Figuras 4 e 5 - Composição regional da carcaça e composição tecidual paleta.



Portanto, a utilização do grão de soja desativado mostra-se viável, por apresentarem resultados satisfatórios para a composição regional e para a composição tecidual da paleta e do pernil. Além de que, os cordeiros com esta dieta ficaram 10 dias a menos no confinamento em relação aos cordeiros da dieta com grão de soja in natura.

Referências bibliográficas

OSÓRIO, J.C.S.; OSÓRIO ,M.T.M. Produção de carne ovina: Técnicas de avaliação "in vivo" e na carcaça. 2a ed. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas. Ed. Universitária, p.25-32, 2005.

LUIS GUSTAVO CASTRO ALVES

Doutorando em Ciência Animal pela Universidade Estadual de Londrina e membro dos grupos de pesquisa Ovinotecnia e de Carcaças e Carnes da UFGD e do GEPO UEL

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCELO SAMPAIO

XIQUE-XIQUE - BAHIA - PRODUÇÃO DE OVINOS DE CORTE

EM 28/07/2012

Muito bom o artigo.
GABRIEL SILVA ALVES

SÃO SEBASTIÃO DO PASSÉ - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/07/2012

então o grão da soja mais cozimento seria uma alternativa rapida para a terminação de cordeiros??

grato gabriel