FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Uso da silagem de sorgo na alimentação de ovinos

POR RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

E THIAGO FERNANDES BERNARDES

PRODUÇÃO

EM 23/01/2008

8
1
A ensilagem constitui um dos métodos mais importantes de conservação de forragens com a finalidade de suplementar a dieta de animais durante períodos de escassez, como também ser estratégia operacional e nutricional dentro da propriedade para alimentação de rebanhos confinados.

As culturas de milho e de sorgo apresentam-se como as mais adaptadas ao processo de ensilagem, por sua facilidade de cultivo, alto rendimento e por possuírem características desejáveis à fermentação, tais como: adequado teor de matéria seca, baixo poder tampão e suficiente quantidade de carboidratos solúveis, o que exclui a necessidade de aplicação de aditivos para estimular a fermentação.

O sorgo contribui com 10 a 12% da área total cultivada para silagem no Brasil e se destaca, de modo geral, por apresentar produtividade de matéria seca (t MS/ha/ano) mais elevada que a do milho, principalmente em condições marginais de cultivo, como nas regiões de solos de baixa fertilidade natural e locais onde é freqüente a ocorrência de estiagens longas (Rocha Júnior et al., 2000).

Assim como a conservação do milho na forma de silagem, a ensilagem do sorgo é também muito divulgada e estudada. Porém, muitas divergências ocorrem quando da escolha do melhor tipo de sorgo para a ensilagem por parte de técnicos e produtores, os quais são classificados basicamente em quatro tipos:

- granífero;
- dupla aptidão (2 metros ou mais de altura);
- forrageiro com baixa produção de grãos (3 metros ou mais de altura);
- forrageiro para pastejo.

Dentre os apresentados, o granífero e o de dupla aptidão são os que melhor atendem às características desejáveis para a obtenção de uma boa silagem. O granífero por ter característica de produção de grãos perde em termos de produtividade, entretanto, possui todas as características para uma boa fermentação no silo. O denominado de dupla aptidão ou duplo propósito, devido a sua boa relação de grãos na matéria verde também pode ser uma opção, o qual permite boa fermentação no silo, ocasionando uma conservação com ótimo valor nutricional e nível de ingestão voluntária por parte dos animais. Este tipo de sorgo contém em torno de 80 a 85%, na média, do valor nutricional de uma boa silagem de milho.

No processo de ensilagem do sorgo, um grande problema reside na não trituração dos grãos (grãos muito pequenos), quando o equipamento não está bem regulado. Caso este grão não seja triturado, além de ocasionar problemas durante o processo fermentativo, estes também não são digeridos no trato digestivo dos ruminantes, devido as características da película protetora dos grãos e o elevado estado de maturação dos mesmos. Estas perdas podem superar valores de 40%. Para se evitar estes altos níveis, entre o que é fornecido e o que é consumido pelo animal, a correta regulagem da colhedora é fundamental para que a mesma possa quebrar o melhor possível a fração de grãos que é colhida.

Outro ponto que deve ser criteriosamente observado é o momento da colheita da forragem no campo. Para o início da ensilagem do sorgo, recomenda-se que este apresente entre 28 e 33% de MS, sendo que os grãos devam apresentar aspecto pastoso a farináceo. Esta característica é facilmente visualizada quando os grãos são facilmente perfurados com os dedos, com escorrimento branco viscoso até a mesma ação sem escorrimento. Ou ainda quando os grãos da panícula da parte inferior apresentar o estágio de farináceo-duro.

A terminação de animais ovinos em confinamento é uma opção viável quando há alimentos volumosos disponíveis a baixo custo, e/ou durante o período de entressafra. O confinamento com ovinos também tem sido recomendado por possibilitar menor mortalidade e menor custo com vermífugos, bem como maior ganho de peso, e principalmente, maior lucro final (Siqueira et al., 1993; Macedo et al., 2000).

Para o desempenho desejável dos animais confinados, há a necessidade de uma alimentação de boa qualidade. O uso de ensilagens para a alimentação de animais nos períodos de carência de pastagens, bem como para a engorda de animais tem se tornado prática comum entre os pecuaristas. O milho (Zea mays L.) é a espécie forrageira mais utilizada para esta finalidade. Entretanto, outras culturas, por se adaptarem as condições climáticas e de solo menos favoráveis, têm sido recomendadas, como o sorgo (Sorghum bicolor (L). Moench) e o girassol (Helianthus annus L.) (Almeida et al., 1995; Genro et al., 1995).

Cunha et al. (2001) trabalharam com cordeiros e cordeiras da raça Suffolk em confinamento, desmamados com 60 dias de idade e recebendo como fonte volumosa silagem de milho, silagem de sorgo ou feno de gramínea a vontade e mesma ração concentrada para todos os tratamentos constituída de milho triturado (50%), farelo de soja (19%), farelo de algodão (15%), farelo de trigo (13%), sal (1%), minerais (0,5%) e calcita (1,5%), sendo fornecida diariamente na base de 3,5% do peso vivo dos animais.

Tabela 1. Ganho de peso diário e idade ao abate de cordeiros e cordeiras da raça Suffolk. Cunha et al. (2001)


A Tabela 1 mostra que o tipo de alimento volumoso consumido pelos animais afetou o ganho diário de peso e a idade para alcançar o peso de abate. Os animais alimentados com silagem de milho e de sorgo apresentaram maiores ganhos diários de peso que os alimentados com feno, o que possibilitou seu abate com menor idade.

Com base na tabela acima, talvez o feno tenha causado má impressão, entretanto, não podemos desprezá-lo. Em rações de alto concentrado este volumoso é de fundamental importância para manutenção da saúde ruminal.

Em relação a silagem de milho comparada a com a silagem de sorgo pode-se observar pouca variação entre estes. Dessa forma, o uso da silagem de sorgo é viável na alimentação de ovinos. O cuidado deve ser tomado no momento do corte do sorgo, ou seja, a quebra de seus grãos. Outro fato que devemos levar em consideração para animais para o abate, principalmente ovinos que são precoces, é que, somente a utilização de silagem ou qualquer outra fonte volumosa não atende suas exigências nutricionais. O uso de ingredientes concentrados em proporções corretas com certeza é grande balizador para obtenção do lucro da atividade.

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal.
Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP.
Gerente de Nutrição na DeLaval.
www.facebook.com.br/doctorsilage

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

8

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CARLITO FERREIRA

UBERABA - MINAS GERAIS - OVINOS/CAPRINOS

EM 24/07/2016

Posso fazer uma alimentação  com sorgo e feno pra ovelha em confinamento
A. VILSON MIRANDA

FEIRA DE SANTANA - BAHIA - PRODUÇÃO DE OVINOS

EM 11/10/2013

Excelente artigo, esclareceu minhas dúvidas. Grato
JÚLIO CÉSAR FERREIRA CARNEIRO

MANAUS - AMAZONAS - PRODUÇÃO DE OVINOS

EM 15/04/2009

Reportagem excelenta, sou criador de ovinos em Manaus, estou procurando soluções para terminar meus cordeiros e gostaria de mais detalhes na produção de silagem de sorgo, desde o plantio até a ensilamento.
Obrigado!
ELENICE FATIMA PIGATTO

ERECHIM - RIO GRANDE DO SUL - ESTUDANTE

EM 21/02/2008

Excelente reportagem, a silagem é um excelente alimento para ruminantes,com altas taxas de ganho de peso.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 11/02/2008

Prezado Edson Souza Maciel,

A silagem de sorgo apresenta características semelhantes à silagem de milho. Dessa forma, se respeitarmos o ponto ideal de colheita, e todas as práticas exigidas durante o processo de ensilagem, a fermentação desta forrageira será satisfatória.

Assim, o consumo dessa silagem não será penalizado, não necessitando a inserção de algum tipo de palatabilizante.

Atenciosamente,
Rafael e Thiago
EDSON SOUZA MACIEL

CASTRO - PARANÁ - REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

EM 10/02/2008

Em relação ao consumo da silagem de sorgo por ovinos, há algum problema com a aceitação dessa silagem, deve ser usado algum palatabilizante?
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 29/01/2008

Prezado Ivar Biava,

Geralmente, o tamanho médio de partículas são os mesmos utilizados para bovinos, que varia de 10 a 30 mm.
Atenciosamente,
Rafael e Thiago
IVAR FRANCISCO BIAVA

CHOPINZINHO - PARANÁ - REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

EM 27/01/2008

Qual o tamnho idel da partícula da silagem de milho ou sorgo para ovinos.