FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Sistemas de produção para caprinos leiteiros

POR SUELI FREITAS DOS SANTOS

E JOAQUIM BEZERRA COSTA

PRODUÇÃO

EM 01/04/2009

2
0
Considera-se como sistemas de produção entidades extremamente complexas, uma vez que, estas compreendem uma grande interação entre os seus vários fatores componentes, como: clima, solo, planta, animal, mercado, economia, administração, aspectos humanos e sociais (DA SILVA E PASSANEZI, 1998; HOLANDA JR., 2001).

Existem diversas classificações de sistemas de produção de leite, cuja escolha é feita de acordo com os objetivos propostos. Dentre essas classificações, podem ser citadas: o sistema extensivo, o sistema intensivo a pasto, o sistema intensivo semi-confinado e o sistema intensivo confinado.

No sistema extensivo, animais não especializados para a produção leiteira são mantidos em pastagens nativas, estando o rendimento da atividade atrelado à fertilidade natural da terra e à produção sazonal das pastagens.

No sistema intensivo a pasto, animais de raças especializadas ou mestiços dessas raças são mantidos em pastoreio rotativo em piquetes de pastagem cultivada, responsável por mais de 50% da matéria seca da dieta animal, podendo haver suplementação de alimentos volumosos e ou concentrados em determinadas épocas.

No sistema intensivo semi-confinado, animais de raças especializadas ou mestiços dessas raças são mantidos em áreas restritas ou galpões, com disponibilidade de alimentos volumosos e concentrados, sendo levados ao pastejo rotacionado em pequenas áreas durante algumas horas do dia.

No sistema intensivo confinado, animais de raças especializadas são mantidos em áreas restritas ou galpões, com disponibilidade de alimentos volumosos e concentrados, sendo toda a alimentação fornecida no cocho.

Segundo BORGES & BRESSLAU (2002), ao comparar sistemas de produção de leite, deve-se considerar a grande extensão territorial do Brasil e, conseqüentemente, a grande diversidade de fatores bióticos e abióticos relacionados à sustentabilidade do sistema, o que impede a indicação de um modelo como a solução para o País.

Não existe um melhor ou pior sistema, mas sim o sistema que melhor se adapta a determinada situação, uma vez que a pecuária leiteira altamente tecnificada e a puramente extrativista convivem em todas as regiões, existindo exemplos de alta e baixa viabilidade econômica tanto em sistemas com menor quanto em sistemas com maior intensificação da produção (PEREIRA, 2001 citado por BORGES & BRESSLAU, 2002).

O perfil de qualquer sistema de produção de leite deve ser definido previamente no planejamento, de acordo com metas econômicas e de mercado bem definidas, devendo operar dentro das restrições impostas pela disponibilidade de recursos econômicos e sociais.

É necessário que haja mais estudos, descrevendo e quantificando os sistemas de produção de leite de cabra utilizados nas diferentes regiões do Brasil, além de transparência da classe técnica e produtora na discussão e comparação dos índices de produtividade e dos custos de produção de leite.

Referências bibliográficas

BORGES C.S H. P. ; BRESSLAU S. Produção de leite de cabra em confinamento. In: VI Simpósio de Pecuária do Nordeste - PECNORDESTE III Semana da Caprino ovinocultura Brasileira Fortaleza, junho 2002

DA SILVA, S.C., PASSANEZI, M.M. Planejamento do sistema de produção a pasto. In: PEIXOTO, A.M., MOURA, J.C., FARIA, V.P. (ed.). Planejamento da exploração leiteira. Piracicaba:FEALQ, 1998, p.143-150.

HOLANDA JR., E.V. Sistemas de produção, enfoque sistêmico e sustentabilidade na
produção leiteira. In: MADALENA, F.E., MATOS, L.L.,

HOLANDA JR., E.V. (ed.).
Produção de leite e sociedade. Belo Horizonte:FEPMVZ, 2001, p.457-478.

SUELI FREITAS DOS SANTOS

Zootecnista

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SUELI FREITAS DOS SANTOS

ITAPIPOCA - CEARÁ - PRODUÇÃO DE CAPRINOS DE LEITE

EM 28/04/2009

Prezado Guilherme Dagnoni,
obrigada por ter lido o resumo.
Nos próximos a serem publicados, tentarei aprofundar um pouco mais.
Atenciosamente,
Sueli.
GUILHERME DAGNONI

IPERÓ - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/04/2009

Essa matéria poderia ter sido mais aprofundada.