FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Silagem Caramelizada - Qual o significado?

POR RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

E THIAGO FERNANDES BERNARDES

PRODUÇÃO

EM 02/08/2012

8
0
Apesar do nome "Silagem caramelizada" ser sugestivo e nos remeter ao pensamento de um doce saboroso, quando o termo caramelizado se refere à conservação de forragens, a conotação de "saboroso" se reverte para PREJUÍZO.

O processo de caramelização ocorre devido a elevação da temperatura da silagem e a partir desta ocorrência, o açúcar presente na forragem se carameliza ("derrete como se colocássemos açúcar cristal na panela e levássemos ao fogo"). Como resultado final, geralmente é observado coloração enegrecida da silagem e no caso da silagem de milho pode-se verificar que os grãos presentes tornam-se de coloração marrom (Figura 1).


Figura 1. Silagem de milho superaquecida. Destaque para a coloração do grão de milho.

Este processo é muito descrito na literatura e muito encontrado nas propriedades brasileiras e do exterior. O nome para esta reação de caramelização é reação de Maillard, sendo que a mesma não só altera a coloração da silagem, mas causa grandes transformações no valor nutritivo da silagem, o qual pode afetar significativamente o desempenho animal.

A reação de Maillard é definida pela ocorrência de polimerização química não enzimática de açúcares solúveis e hemicelulose com aminoácidos da planta que foi ensilada, quando a temperatura da silagem se eleva acima dos 40oC de temperatura. Estes polímeros depois de formados tornam-se indisponível para o animal, sendo que a detecção do problema pode ser visualizada pelo aumento dos teores de nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA).

Os principais fatores responsáveis pela geração de tal reação são: teor de matéria seca da planta elevado, baixa eficiência no enchimento e compactação do silo e baixa qualidade da vedação. Todos esses fatores se relacionam diretamente com um único denominador, que é o oxigênio, e as explicações para tal fato são apresentadas abaixo:

- Elevado teor de matéria seca: Teor de matéria seca elevado confere silos com densidades inferiores e, dessa forma, é maior a porosidade na silagem. Silos que apresentam maior quantidade de poros (menor densidade) são prejudicados, pois o processo de respiração da planta e de microrganismos tem maior duração, gerando maior aquecimento da massa.

- Baixa eficiência no enchimento e compactação: Caso o silo tenha baixa eficiência no seu enchimento, como por exemplo, a demora no enchimento (muitos dias abertos), a presença do oxigênio irá gerar calor novamente, pelo mesmo efeito comentado anteriormente. Já com relação a compactação do silo o problema novamente se esbarra na questão da menor densidade de silagem no silo.

- Baixa qualidade da vedação: A vedação deve ser encarada como continuidade do processo de conservação, e não como muitos encaram como sendo a parte final do processo. A lona que veda o silo está susceptível a várias intempéries que podem prejudicar o sucesso do processo de fermentação, e são elas: aves, animais, rasgos e a própria lona, que dependendo de sua qualidade permite entrada considerável de oxigênio e, novamente a história se repete, entrada de oxigênio no sistema, dá inicio ao processo de respiração microbiana, que também podemos chamar de deterioração aeróbia da silagem.

A reação de Maillard pode estar afetando a qualidade da sua silagem, vale lembrar que uma simples análise de proteína bruta não irá demonstrar diferenças em valor nutritivo, pois esta análise faz uma leitura de todo o nitrogênio presente na silagem. Caso a silagem apresente sinais de caramelização, uma análise de NIDA deve ser requerida e juntamente ao nutricionista da propriedade checar se a produção de leite está apresentando alterações.

RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

Zootecnista pela Unesp/Jaboticabal.
Mestre e Doutor em Ciência Animal e Pastagens pela ESALQ/USP.
Gerente de Nutrição na DeLaval.
www.facebook.com.br/doctorsilage

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

8

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

EDISON ANTONIO PIN

DOIS VIZINHOS - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 02/05/2013

Bem interessante e prática a maneira como os pesquisadores expuseram

a reação na silagem.
ALEXANDRE BENVINDO FERNANDES

RIO BRANCO - ACRE - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 20/08/2012

Caro Rafael, grato e satisfeito pelas respostas.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 16/08/2012

Prezado Alexandre,



Essa pergunta é bastante difícil. Em termos de qualidade a silagem de sorgo equivale de 80 a 90% da qualidade da silagem de milho. Isso se deve principalmente pelos grãos de sorgo serem bastantes pequenos e as máquinas tem dificuldade de quebrá-los, assim tanto para a fermentação no silo e para a degradação no rúmen ele se torna inferior. Por outro lado, a cultura do sorgo é mais resistente ao déficit hídrico e a pragas. É muito utilizado na safrinha.



Com relação a caramelização, clinicamente não é esperado que nada ocorra. A queda no valor nutricional com a indisponibilidade de parte da fração proteica poderá afetar grandemente a produção do animal.



Atenciosamente



Rafael & Thiago
ALEXANDRE BENVINDO FERNANDES

RIO BRANCO - ACRE - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 15/08/2012

Caro Rafael, parabéns! Você poderia me informar qual seria a melhor silagem? Milho ou sorgo? Clinicamente, o que acontecerá com os animais? Timpanismo, intoxicação?
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 08/08/2012

Prezado Paulo,

É uma planta interessante com relação a resistência a deficit hídrico e ataque de pragas. Entretanto, sua produção não supera a produtividade do milho ou sorgo em condições normais. O valor nutritivo também pode ser considerado inferior.

A Embrapa tem uma publicação que pode lhe ajudar: http://www.cnpgc.embrapa.br/publicacoes/divulga/GCD46.htmlAtenciosamente

Rafael & Thiago
PAULO ANDRADE

SÃO PAULO - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 07/08/2012

Rafael e/ou Thiago,

Tenho visitado produtores de leite na região do triangulo mineiro e tenho  sido questionado sobre silagem de milheto. Vocês tem alguma experiencia com esse tipo de material? Caso sim poderia me informar sobre o assunto ou enviar algum artigo?

Meu e-mail é paulinhozoo@hotmail.com

Obrigado.
RAFAEL CAMARGO DO AMARAL

PIRACICABA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 06/08/2012

Prezado Danilo,

O uso de inoculantes não traria nenhum benefício para amenizar esse processo, pelo fato de o oxigênio estar presente. O grande foco aqui seria eficiência em colheita, compactação e vedação.

Existe um tipo de bactéria que talvez possa auxiliar nesse processo, que são bactéria que consomem oxigênio, porém ainda estão em testes e não podemos afirmar nada.

Atenciosamente

Rafael & Thiago
DANILO DA SILVA CUNHA

CASCAVEL - PARANÁ - REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

EM 05/08/2012

Parabéns pela matéria senhores.

Gostaria que os especialistas relatasse a ação de inoculantes nessa situação? Qual a eficiencia para redução no processo de caramelização.

Abs!