ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Formação profissional por meio da educação à distância

POR MARIA ANGELA MACHADO FERNANDES

E CARINA BARROS

PRODUÇÃO

EM 24/08/2011

0
0
Hoje em dia é cada vez mais comum ouvirmos falar em educação à distância, mais conhecida como EAD. Essa modalidade de ensino foi reconhecida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação - Lei 9.394, de 20 de dezembro de 1996 -, que estabelece, em seu artigo 80, a possibilidade de uso orgânico da modalidade de educação a distância em todos os níveis e modalidades de ensino. Esse artigo foi regulamentado posteriormente por Decretos (2.494 e 2.561 de 1998) que foram revogados pelo Decreto 5.622, em vigência desde sua publicação em 20 de dezembro de 2005.

Entre os tópicos relevantes do Decreto, têm destaque:

a) a caracterização de EAD visando instruir os sistemas de ensino;
b) o estabelecimento de preponderância da avaliação presencial dos estudantes em relação às avaliações feitas a distância;
c) maior explicitação de critérios para o credenciamento no documento do plano de desenvolvimento institucional (PDI), principalmente em relação aos pólos descentralizados de atendimento ao estudante;
d) mecanismos para coibir abusos, como a oferta desmesurada do número de vagas na educação superior, desvinculada da previsão de condições adequadas;
e) permissão de estabelecimento de regime de colaboração e cooperação entre os Conselhos Estaduais e Conselho Nacional de Educação e diferentes esferas administrativas para: troca de informações;

Esses critérios visam regulamentar a EAD, para que os cursos de graduação possam ser ofertados e reconhecidos pelo mercado. No entanto, para os cursos na área de Ciências Agrárias, tais como: Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, não temos a oferta na modalidade EAD devido a necessidade de execução de atividades práticas para desenvolver as habilidades e competências necessárias para o desempenho da profissão.

Nesse contexto, como a EAD pode contribuir para nossa formação profissional?

A grande contribuição encontra-se nos cursos de formação inicial e continuada, que são de curta duração para que ocorra uma capacitação rápida, e o público-alvo é formado por profissionais que já atuam no mercado de trabalho ou então que estão buscando inserção, e estudantes. Esses cursos podem ser de qualificação, aperfeiçoamento ou especialização, e contribuem muito para a formação profissional.

Percebemos que a EAD nos auxilia muito na área agropecuária, e a oferta de cursos nessa modalidade apresenta diversas vantagens que iremos discutir a seguir.

- Ampliação da capacitação de recursos humanos: a oferta de cursos na modalidade EAD possibilita maior número de vagas, pois se consegue abrir mais turmas; o atendimento é ampliado.

- Amplia os horizontes do conhecimento em área distantes de instituições que ofertam cursos presenciais: em muitos casos os profissionais desejam fazer cursos para melhorar sua formação e manterem-se atualizados com as novas tecnologias, mas não conseguem devido à distância que precisam percorrer para frequentar um curso. Nesse caso temos duas situações distintas. Uma é o caso de fazendas que ficam longe de áreas em que temos instituições de ensino, e outra se trata de grandes centros urbanos onde há dificuldade de deslocamento devido ao intenso tráfego que não permite que se chegue a tempo das aulas. Nessas duas situações a modalidade EAD é um facilitador, pois permite que essas pessoas que têm dificuldade de deslocamento possam fazer cursos para melhorar sua formação. Vemos também a vantagem de não precisarmos ir todos os dias para uma instituição de ensino.

- Comodidade: as aulas podem ser feitas em casa ou no local de trabalho, sem a necessidade de deslocamento do aluno. Sendo assim, esse pode organizar seu estudo conforme sua disponibilidade de tempo, pois apresenta flexibilidade.

- Autonomia: o aluno na EAD precisa ser autônomo, ele precisa saber organizar seu tempo, fazer um plano de estudo, para que possa cumprir as metas e finalizar o curso no tempo previsto. Em muitos cursos não se tem a presença de um tutor "cobrando" diariamente a realização de tarefas e acompanhando o aluno, portanto, cabe a ele estudar e fazer uma auto-avaliação sobre seu aprendizado, bem como identificar a necessidade de maior dedicação em algumas temáticas/assuntos, respeitando seu ritmo de aprendizado.

- Interatividade: hoje em dia temos diversos recursos da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) a nosso dispor para utilizar nos cursos de EAD. Ferramentas como chat, fórum, podcast, videoconferência, entre outras permitem que os participantes do curso conversem entre si e troquem experiências, o que é muito desejável. Isso porque na maioria dos casos os alunos já têm alguma experiência profissional que podem compartilhar com os demais e enriquecer o aprendizado. Vemos que quando os alunos do curso realmente interagem e contam situações que vivenciaram, soluções que deram certo, e mesmo tentativas de resolução de problemas que fracassaram todos aprendem muito mais e acabam tendo maior motivação para também participar.

- Redução de custo: além de não ser necessário ter gasto com deslocamento, por exemplo, as mensalidades acabam sendo reduzidas em relação aos cursos presenciais. Em cursos EAD o custo de produção é elevado, mas com o atendimento aumentando, esse vai sendo diluído, o que possibilita oferta de mensalidade com menor custo, pois uma vez montado o curso, somente há necessidade de fazer acompanhamento por tutoria, e revisão quando necessitar de atualização. Quando optamos por cursos EAD, geralmente conseguimos preços bastante acessíveis, e inclusive podemos realizar pagamentos via cartão de crédito com parcelamento, o que nem sempre é possível em cursos presenciais.

- Atenção ao aluno: os cursos EAD com qualidade sempre têm uma equipe à disposição para atendimento dos alunos. A maioria das dúvidas sobre a plataforma pode ser tirada em fórum já com perguntas e respostas mais comuns, e quando não são encontradas ali, o suporte acontece de modo muito rápido, às vezes até instantâneo. Sobre a parte técnica do curso, o aluno consegue ter contato direto com o professor, o canal de comunicação é aberto e ele pode postar mensagens no fórum coletivo ou individual e será atendido. Podem-se postar perguntas durante 24 horas do dia enquanto o curso estiver ocorrendo. Muitas vezes em cursos presenciais não há esse tempo para maiores discussões com os docentes do curso.

- Formação de rede de contatos extensa: nos cursos EAD há grande interesse em trocar e-mail de contato e isso pode facilitar futuras relações comerciais. Como essas pessoas já trocam mensagens como alunos, elas simplesmente mantém esse contato após a finalização do curso. Essa rede aumenta rapidamente, uma vez que normalmente as pessoas acabam fazendo vários cursos, mais do que os presenciais, ampliando o conhecimento dos profissionais da área. Estudantes e profissionais em busca de colocação no mercado têm a chance de encontrar gestores de empresas ou propriedades rurais que podem estar em busca de mão-de-obra.

- Contato com profissionais de amplo reconhecimento na área: os cursos EAD podem ser elaborados por profissionais especializados, amplamente reconhecidos, que não teriam condições de atender o público em cursos presenciais, mas à distância conseguem transmitir toda sua experiência.

Procuramos apresentar alguns aspectos que tornam a modalidade EAD bastante atrativa e especialmente útil para nossa formação profissional.

É interessante que façamos uma busca pelos cursos que temos interesse para que possamos planejar um roteiro de estudo, e ao longo do ano podemos investir para nos tornarmos profissionais diferenciados no mercado de trabalho, ou até mesmo ingressarmos nesse mercado pelos contatos feito durante os cursos.

Nós recomendamos a realização dos cursos EAD para sua formação!

Bons estudos!

MARIA ANGELA MACHADO FERNANDES

Médica Veterinária pela UFPR
Doutoranda do Programa de Ciências Veterinárias da UFPR
Integrante do LAPOC - Laboratório de Produção e Pesquisa em Ovinos e Caprinos da UFPR

CARINA BARROS

Médica veterinária
Mestre em Ciências Veterinárias UFPR
Doutora em Nutrição e Produção Animal FMVZ-USP
Pós-doutorado FMVZ-USP
Atuação na avaliação econômica e modelagem

0

COMENTÁRIOS SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Seu comentário será exibido, assim que aprovado, para todos os usuários que acessarem este material.

Seu comentário não será publicado e apenas os moderadores do portal poderão visualizá-lo.

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.