FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Pontos básicos para iniciar a criação de ovinos

POR CLEDSON AUGUSTO GARCIA

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 10/07/2006

3 MIN DE LEITURA

124
6
O ovinocultor deve fazer um bom planejamento antes de iniciar a criação. A nutrição é de extrema importância, porém muitos produtores, ao ingressarem na atividade, invertem a seqüência da realidade técnica, ou seja, primeiro compram os animais, em seguida preocupam-se com a alimentação.

Existem várias raças de ovinos criadas no Brasil, sendo as mais difundidas a Suffolk, Hampshire Down, Texel, Ile de France e Dorper (lanadas e específicas para carne). A Corriedale e Romney Marsh seriam as de dupla aptidão (carne e lã), além das nacionais deslanadas, como a Santa Inês e a Morada Nova (carne e couro).

Nos lanados há necessidade de se efetuar a tosquia uma vez por ano (outubro a janeiro). Como a lã é considerada um excelente isolante térmico, protegendo os ovinos tanto do frio quanto do calor, as raças lanadas podem ser criadas tanto em regiões frias como nas mais quentes (áridas e semi áridas).

Para criarmos qualquer raça, devemos levar em consideração a fertilidade do solo e o valor nutritivo do pasto, pois as exigências nutricionais das mesmas variam de acordo com a sua aptidão: as específicas para carne são mais exigentes, enquanto que as de duplo propósito têm média exigência nutricional.

Dentre as gramíneas mais indicadas para os ovinos destacam-se as seguintes: Estrela branca e/ou roxa, Tifton-85, Coast cross, Matogrosso, Aruana e Tanzânia. Deve-se evitar a Brachiaria decumbens, pois esta pode resultar em fotossensibilização nos animais. Além disso, sempre é importante lembrar da importância de sombra na pastagem, pois protege os animais da forte radiação solar nas horas mais quentes do dia, momento que aproveitam para ruminar.

A fertilidade do solo é um ponto imprescindível que deve ser levado em consideração, pois antes de implantar uma pastagem cultivada (gramínea e/ou leguminosa) devemos saber qual sua exigência em nutrientes e quanto o solo tem a oferecer (V% - saturação de bases).

Para isso antes de tudo deve-se fazer uma análise química do solo. Após essa prática, devemos então fazer o preparo do solo, calagem, adubação (química e/ou orgânica) e posteriormente a realização do plantio da forrageira.

O ideal é usar a técnica de pastejo rotacionado (divisão do pasto em piquetes), pois este promove a diminuição da verminose dos ovinos, uma vez que aproximadamente 80 a 90% dos vermes estão no pasto e somente 10 a 20% nos animais. Além disso, o pastejo rotacionado respeita o hábito de crescimento das gramíneas, deixando um período sem animais na área (período de descanso), conseqüentemente aumentando a produtividade da mesma e permitindo maior lotação animal.

Para controle da verminose, devemos coletar as fezes de 5 a 10% de cada categoria animal (carneiros, ovelhas, borregos e cordeiros) a cada 28 dias, que deverá ser encaminhada para contagem de ovos por grama de fezes (exame de OPG), proporcionando um melhor monitoramento da endoparasitose,. Além disso, um profissional da área deverá instruir qual princípio ativo deverá ser usado, pois este deve ser alterado nas vermifugações para evitar ao máximo os casos de resistência dos vermes aos anti-helmínticos

As cercas para os ovinos devem possuir aproximadamente 1,2 a 1,4 m de altura, podendo ser de tela, arame liso (paraguaia) ou até mesmo elétrica. Lembrando que a melhor cerca é um bom pasto, para evitar que os animais ultrapassem a cerca. Entretanto, quando se pretende fazer a integração de ovinos com bovinos devemos usar a mesma para bovinos, acrescentando mais dois fios na parte inferior.

Os ovinos são bastante dóceis, comumente sendo manejados por mulheres. No período noturno a maioria dos criadores recolhem os animais em local protegido para evitar ataque de predadores (cães bandoleiros, lobos, etc.) Existem, porém, raças de cães ovelheiros, que auxiliam no manejo com os ovinos.

O casqueamento deve ser realizado quando necessário, geralmente duas vezes ao ano. A vacina mais recomendada é a contra as Clostridioses (carbúnculo e tétano), porém dependendo do local da criação pode haver a necessidade de outras vacinas. Para maiores informações, o criador deve procurar orientação técnica na casa da agricultura do município ou em consultoria veterinária. Lembrando do velho e conhecido ditado: "é melhor prevenir do que remediar".

O rebanho médio nacional é de 40 ovelhas por criador, mas nos últimos anos tem aumentado o número de criadores ingressando na atividade, inclusive com rebanhos mais numerosos. Atualmente já é comum encontrarmos criatórios com 1000 ovelhas ou mais.

O número de reprodutores necessário deve basear-se na média de um para cada 40 ovelhas. A idade média do desmame dos cordeiros é de 60 a 80 dias, dependendo da raça e sistema de produção.

Para ter sucesso na criação devemos ter sempre um bom manejo nutricional, reprodutivo e profilático, além de uma boa genética, para iniciar e permanecer na atividade ovinícola.

CLEDSON AUGUSTO GARCIA

Professor da Universidade de Marília

124

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

FERNANDA SOUZA

EM 11/11/2020

Gostaria que me adicionassem em um grupo de zap para me informar sobre a criação de carneiros lisos ....quero iniciar uma criação mas não sei nada sobre o assunto
Meu zap999426472
JÚLIO CÉSAR ZANIOLO

JUÍNA - MATO GROSSO - OVINOS/CAPRINOS

EM 14/09/2020

Boa tarde amigos
Gostaria de entrar algum grupo de estado
Em relação a ovinos
66 996088510
Sou do Mato grosso
LEONARDO CAMPOS FERREIRA

RIBEIRÃO PRETO - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 18/05/2020

Boa tarde, gostaria de entrar em grupo de WhatsApp, quero iniciar a criação
016-982153856
FERNANDA AGUIAR MÁRCIO URZÊDA

IMPERATRIZ - MARANHÃO

EM 12/08/2020

gostaria de entrar em um grupo de whatsapp p criação de carneiro 99 981822888
ENETONIO MARQUES DANTAS JUNIOR

PATOS - PARAIBA - ESTUDANTE

EM 11/05/2020

Alguém adiciona em algum grupo 83 996330092
Sou da Paraíba e estudo iniciar o criação
JALMIR TAVARES

CAXIAS - MARANHÃO - OVINOS/CAPRINOS

EM 04/05/2020

Gostaria de participar de algum grupo de Whatsapp de criação de carneiro
(99)981237425
RENATA FEDRIGO

BALNEÁRIO CAMBORIÚ - SANTA CATARINA

EM 26/02/2020

gostaria de entrar para o grupo do whats


(47)9-96507300
WELLINGTON BALONECKER VIEIRA

EM 06/01/2020

Se puderem me add em algum grupo do WhatsApp sobre carneiros
22 998354108
WELLINGTON BALONECKER VIEIRA

EM 06/01/2020

Se puderem me adicionar em algum grupo de WhatsApp sobre o assunto eu agradeço !
Obrigado !
22 998354108
DIRCEU VESKESKY MACHADO

BOA VISTA - RORAIMA - OVINOS/CAPRINOS

EM 01/07/2019

Posso adicionar a alimentação deles capim estilozante
RODRIGO PRATES

GODOFREDO VIANA - MARANHÃO

EM 13/06/2019

Amigo, me chama no zap 098 9 8460 5670, pois estou buscando profissional para um projeto em Godofredo Viana - Má


Att. Prates
WELTON DA S. ARRUDA

EM 22/04/2019

Bom dia professor. Estou pensando em iniciar a criação de ovinos e penso em dividir dois piquetes de braquiária irrigada com aproximadamente 10000 m² cada, provisoriamente, pois é o capim que possuo. A minha região, leste de Minas Gerais, é extremamente quente, qual a raça o senhor indica? Estive olhando o Santa Inês e parece bom, pois quero para leite e carne. É indicado? Abraços
ODLAVINEG FERNANDO SILVA

EM 22/04/2019

Boa noite, eu posso oferecer ao meu rebanho as leguminosas como : Leucena , grilicidia , margaridão etc passado pelo triturador forrageiro e servido no cocho?
WANDERLEY JÚNIOR

CERES - GOIÁS - OVINOS/CAPRINOS

EM 12/03/2019

Boa tarde professor, irei iniciar um pequeno (10 cabeças) rebanho em uma chácara na cidade de Jaraguá Estado de Goiás. Tenho varias duvidas sobre a criação de ovelhas, uma delas é sobre a brachiaria pois é o único capim que tenho em minha propriedade e entrar com outra espécie de capim ficaria inviável. O senhor aconselhou acima que deve-se evitar. A pergunta é: não tendo outro capim posso utilizar mesmo assim más com ajuda de locais com sombras e intercalando a brachiaria com sal ou outros?
Grato pela atenção.
SÉRGIO RODRIGUES DO NASCIMENTO

MARANGUAPE - CEARÁ - OVINOS/CAPRINOS

EM 11/02/2019

Criadores da raça dorper, quem tem grupos para realizar negócios pode add, 85988929263
ELICIAS PEREIRA SANTOS

LAVRAS - MINAS GERAIS - OVINOS/CAPRINOS

EM 07/01/2019

Boa tarde professor. Como você chegou aos 28 dias como intervalo de coleta? Quais os critérios que foram considerados? Grato.
MARCOS ANTONIO DE OLIVEIRA MELO

NATAL - RIO GRANDE DO NORTE - OVINOS/CAPRINOS

EM 31/10/2018

Me chamo marcos melo se for possível me repassar mais informações sobre este tema, fico agradecido. Natal rn
JURACI FRANCISCO NOVAIS

VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA

EM 08/10/2018

Boa noite! Professor tenho uma área de 4.000mts, tenho um poço artesiano que proporciona a plantação irrigada, gostaria de criar carneiros nesta área, . Pergunto: Qual o capim mais apropriado e qual séria outros complementos de alimentação? A minha região é semi-árida e no inverno a temperatura é variável, 10 a 18 graus. Me orienta na estrutura, bem como na orientação na compra das matizes?
Desde já agradeço.
JURACI FRANCISCO NOVAIS

VITÓRIA DA CONQUISTA - BAHIA

EM 08/10/2018

Boa noite! Se tiver grupo de Whatsapp, gostaria que me adicionasse. Desde já agradeço. (77) 988585556
BRUNO GARCIA

EM 17/08/2018

Boa noite
qual a porcentagem (por animal) que devo fornecer de volumoso em animais confinados?
BRUNO GARCIA

EM 17/08/2018

Boa noite
qual a porcentagem de volumoso por animal em ovinos, caso os mesmo sejam criados em regime de confinamento/ semi-confinamento?
MilkPoint AgriPoint