ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Laparoscopia - uma ferramenta para as biotécnicas da reprodução em pequenos ruminantes

POR MARIA EMILIA FRANCO OLIVEIRA

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/05/2011

3 MIN DE LEITURA

5
0
O termo laparoscopia origina-se do grego láparo (abdome) e scopia (examinar). É um procedimento semicirúrgico empregado no diagnóstico e tratamento das afecções abdominais, bem como, em apoio à reprodução assistida.

A técnica proporciona diminuição de alguns inconvenientes causados pelas cirurgias convencionais, como: (i) grau de invasão; (ii) tempo de execução do procedimento; (iii) incidência de formação de aderências e de outros processos provenientes de traumatismos cirúrgicos; (iv) estresse sofrido pelos animais; (v) recuperação mais rápida; (vi) redução de custos hospitalares; entre outras vantagens. Por todos estes benefícios, a laparoscopia permite ser realizada repetidas vezes no mesmo animal, a um curso intervalo de tempo.

Na medicina veterinária, a laparoscopia ou a videolaparoscopia vem sendo cada vez mais utilizada. Novas técnicas e empregos estão sendo desenvolvidos e aperfeiçoados. Em síntese, os procedimentos são realizados através de pequenas incisões, as quais funcionam como portais para a introdução do endoscópio. Esse instrumental permitirá a visualização do interior da cavidade abdominal, bem como, de seus órgãos e estruturas. De acordo com o objetivo da técnica, podem ser utilizadas pinças ou outros instrumentais cirúrgicos próprios para a movimentação, apreensão e secção dos órgãos da cavidade. Por ser um procedimento cirúrgico necessita submeter o animal a plano anestésico.

Com o foco na reprodução assistida em pequenos ruminantes, a laparoscopia tem sido amplamente empregada na inseminação artificial (IA), colheita e transferência de embriões (TE) e, aspiração folicular para a recuperação de oócitos. Essas biotécnicas vêm sendo constantemente aprimoradas com o objetivo de maximimizar o potencial reprodutivo dos animais ou mesmo de preservar espécies e raças ameaçadas de extinção. Nesse sentido, a laparoscopia encontra-se em lugar de destaque.

A inseminação artificial intrauterina consiste na deposição do sêmen diretamente no lúmen uterino, alcançando índices de eficiência superiores às demais técnicas (descrito no artigo "Técnicas de inseminação artificial em ovinos e caprinos"). A via natural de acesso ao útero (cérvix) é especialmente difícil na espécie ovina, tornando-se um "obstáculo" à passagem de instrumentais veterinários. Por esta razão, há vários anos a laparoscopia tem sido uma ferramenta eficiente para a aplicabilidade desta biotécnica da reprodução nos pequenos ruminantes.

A múltipla ovulação e transferência de embriões (MOTE) englobam a produção in vivo de embriões, retirada destes do útero das fêmeas e, posterior deposição no útero de fêmeas receptoras. A etapa de colheita de embriões em fêmeas ovinas e caprinas, ainda, tem sido comumente realizada pela técnica cirúrgica de laparotomia, principalmente, em decorrência de suas elevadas taxas de recuperação. Entretanto, o emprego de técnicas transcervicais e da laparoscopia tem crescido nesse cenário, em decorrência de seu aprimoramento e melhoria em eficiência. A etapa de inovulação dos embriões em fêmeas receptoras já tem, há alguns anos, sido realizada com o apoio da laparoscopia. Atualmente, o método de semilaparoscopia é o mais empregado. O mesmo consiste da utilização da laparoscopia para visualização da resposta ovulatória e apreensão do corno útero ipsilateral ao(s) corpo(s) lúteo(s). Entretanto, há a exposição, por laparotomia, da porção do corno onde os embriões são inovulados.

A obtenção dos oócitos (gametas femininos) diretamente dos folículos é uma etapa fundamental para a realização das biotécnicas como, produção in vitro de embriões (PIV), clonagem e transgenia. A recuperação desse material genético de fêmeas vivas tem sido largamente realizada pela via transvaginal guiada pela ultrassonografia (ovum pick up - OPU) em bovinos. Essa técnica é ainda bastante limitada em pequenos ruminantes por razões anatômicas (dimensões e formato diferenciados). Em ovinos e caprinos, o uso da laparoscopia, especialmente associada à imagem de vídeo (videolaparoscopia), tem alcançado sucesso na aspiração folicular.

Embora a laparoscopia apresente inúmeras vantagens e grande abrangência de uso, seu crescimento em popularidade tem, de certo modo, deparado no elevado custo do equipamento e na necessidade de mão-de-obra profissional especializada. Os procedimentos são fundamentalmente realizados por médicos veterinários qualificados e com experiência na área. Dessa forma, como a difusão dos conhecimentos e maior grau de especialização dos profissionais ampliar-se-á sua utilização a campo, permitindo maiores avanços na difusão das biotécnicas da reprodução assistida em pequenos ruminantes.

Literatura consultada:

Chemineau, P.; Cognié, Y. Training manual on artificial insemination in sheep and goats. INRA, FAO, France, 222 p., 1991.

Baldassarre, H.; Karatzas, C.N. Advanced assisted reproduction technologies (ART) in goats. Animal Reproduction Science, 82-83, p.255-266, 2004.

González, R. S.; Hernández, J. A. M. Reproducción de ovejas y cabras. UNAM Cuautitlán. 1ª Edição, México, 335p., 2008.

MARIA EMILIA FRANCO OLIVEIRA

www.mariaemilia.vet.br

5

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

PEDRO NACIB JORGE NETO

CAMPINAS - SÃO PAULO

EM 05/09/2011

Caro Laenio,



nossa empresa comercializa kits para IA por Laparoscopia e também realiza cursos. Contato: https://www.novagen.com.br



Att

Pedro
LAENIO LEAL

LAURO MULLER - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/09/2011

Muito interessante o artigo!

Parabéns Maria Emilia.



Quanto ao comentário do Pedro Nacib, Pergunto:

Meu sobrinho está no último semestre de Veterinária e gostaria de adquirir o laparoscópio para IA em Ovinos.

Onde adquirir e quais as empresas e as marcas comercializadas  no mercado Brasileiro? Poderia me enviar os contatos?

Att,

Laenio Leal
CARLOS OVIDIO M.D.

DISTRITO FEDERAL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 27/05/2011

Dra. Franco un articulo de primera, preciso, conciso y de facil entendimiento. Gracias por compartirnos su trabajo.
PEDRO NACIB JORGE NETO

CAMPINAS - SÃO PAULO

EM 27/05/2011

Aproveito também para parabenizar a Dra. Maria Emilia pelo excelente artigo.
PEDRO NACIB JORGE NETO

CAMPINAS - SÃO PAULO

EM 27/05/2011

A IA por Laparoscopia é a forma adotada no mundo todo para IA em ovinos. Utilizado amplamente na Austrália, Nova Zelândia e outros países, e será a forma que gradativamente, será adotada no Brasil. Esta técnica, quando avaliado o custo benefício, torna-se extremamente viável para o rebanho comercial. Um detalhe muito importante é a necessidade de uma quantia menor de espermatozóides por dose em relação aos outros métodos. A IA Transcervical não é realidade em nenhum lugar e no Brasil perdemos tempo na melhoria dos rebanhos comerciais e com certeza muito dinheiro ao ter sido tentado a popularização desta técnica. Empresas hoje estão capacitando técnicos e realizando cursos para a IA Laparoscópica e também oferecendo equipamentos com preços muito mais acessíveis e em condições financiadas, sendo que hoje é possível comprar o kit de IA por Laparoscopia por valor inferior aos equipamentos de ultrassonografia.
MilkPoint AgriPoint