FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Importância do sal mineral na nutrição de ovinos

POR GREICY MITZI BEZERRA MORENO

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 07/02/2008

3 MIN DE LEITURA

30
2
A mineralização dos ovinos é uma prática zootécnica viável do ponto de vista prático e econômico, principalmente quando deseja-se aumentar a produtividade desta espécie animal, sendo indispensável para os diferentes sistemas de produção de todas as regiões do Brasil (SILVA SOBRINHO, 2001).

A maioria das deficiências minerais que ocorrem em ruminantes está associada a regiões específicas, diretamente relacionada às características do solo. Neste sentido, animais criados em pastagens provenientes de solos que tenham algum tipo de deficiência mineral e que não recebam nenhum tipo de mineralização, provavelmente apresentarão sintomas de carência de um ou mais minerais. No Brasil, a deficiência de fósforo é a mais comum em todos os ruminantes criados em pastagens.

Aproximadamente, 5% do peso vivo do animal é constituído de minerais, podendo esta concentração variar em função da idade, espécie, raça e do próprio indivíduo (MARTIN, 1993). Entre os minerais, alguns são exigidos em maior quantidade pelo organismo dos animais, são os chamados macro-minerais: cálcio, fósforo, sódio, cloro, magnésio, potássio e enxofre. Por outro lado, existem os micro-minerais que são exigidos em menores quantidades, sendo: zinco, ferro, cobre, selênio, cobalto, molibdênio, manganês e flúor. É importante destacar que todos os macro e micro-minerais são igualmente importantes e que a falta de um deles limita o desempenho animal como um todo.

O sal mineral deve ser oferecido durante todo o ano, tanto para animais criados em confinamento como em pastagens. Na época de maior disponibilidade de pasto (período chuvoso), a suplementação deve ser mantida, pois diversos trabalhos científicos provaram que nesta época os animais necessitam de maior aporte de minerais, já que apresentam maior potencial para ganho de peso devido à maior oferta de proteína e energia proveniente das forragens.

Como a maioria dos produtores não mineraliza seus rebanhos na época das chuvas (devido à falta de cochos cobertos ou por desinformação), o início do período da seca é caracterizado por consumo excessivo de suplementos minerais, quando fornecidos. Desta forma, devem ser tomadas precauções para diminuir os riscos de intoxicação dos animais, haja vista a quantidade de uréia que geralmente é incluída nestes suplementos (UCHOA, 2003).

Ovinos criados em pastagens geralmente apresentam carências nutricionais múltiplas, principalmente na época seca do ano. Sendo assim, o fornecimento de misturas minerais múltiplas que disponibilizem proteína, energia e minerais constitui uma opção viável para suprir a necessidade de nitrogênio não protéico dos microorganismos do rúmen, além de favorecer o consumo e a digestão da forragem por meio do estímulo da ação fermentativa microbiana ruminal (PAULINO, 1999).

No Brasil, já existem suplementos minerais formulados especificamente para ovinos, o que não justifica usar suplementos de outras espécies animais, como os de bovinos. Além de não atender as exigências dos ovinos, os suplementos formulados para bovinos não podem ser utilizados devido aos níveis de cobre, o que acarreta, muitas vezes, em intoxicação seguida de morte dos ovinos, já que esses animais são sensíveis a altas concentrações deste mineral.

Outra questão importante é o manejo do cocho, pois de nada adianta oferecer suplementos minerais de alta qualidade se não houver possibilidade de consumo adequado. Por isso, algumas recomendações devem ser adotadas no manejo dos cochos destinados à suplementação mineral dos rebanhos ovinos:

- Verificar se a altura do cocho permite que todos os animais daquela categoria tenham livre acesso aos suplementos;
- Proteger os suplementos contra perdas causadas por ventos e chuvas; neste sentido, os cochos cobertos são as melhores opções;
- Inserir os cochos em locais de fácil acesso pelos animais, em áreas onde eles pastejem normalmente e que não sofram alagamentos em épocas chuvosas;
- Fornecer os suplementos a cada 3 dias, no máximo, para evitar perdas e que se tornem compactados, úmidos, mofados e contaminados com fezes e urina;
- Fornecer suplementos que sejam bem aceitos pelos animais;
- Atentar quanto ao fornecimento constante dos suplementos.

Assim, é importante destacar a necessidade de suplementação mineral dos rebanhos ovinos, utilizando produtos específicos para esta espécie animal e que sejam oferecidos constantemente, visando melhorar os índices produtivos e o desempenho dos animais.

Referências:

PAULINO, M. F. Misturas múltiplas na nutrição de bovinos de corte a pasto. In: SIMPÓSIO GOIANO SOBRE PRODUÇÃO DE BOVINOS DE CORTE. Colégio Brasileiro de Nutrição Animal, 1999.

MARTIN, L. C. T. Nutrição mineral de bovinos de corte. São Paulo: Nobel, 1993. 173 p.

SILVA SOBRINHO, A. G. Criação de ovinos. Jaboticabal: Funep, 2001. 302 p.

UCHOA, F. C. Suplementação mineral de ovinos e caprinos. In: SEMINÁRIO NORDESTINO DE PECUÁRIA, 7, 2003, Fortaleza. Anais... Fortaleza: PECNORDESTE, 2003, p. 20-33.

GREICY MITZI BEZERRA MORENO

30

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MATEUS SOPCZYK

EM 15/06/2020

ola, tudo bem? gostaria de saber se tem algum sal mineral que se da para as ovelhas, para elas entrar no cio mais "uniformes"?
ANTONIO CARLOS EVANGELISTA DE SOUZA

ANDORINHA - BAHIA

EM 09/12/2019

As informações aqui contidas nesse artigo são de fundamentais relevância para entendermos mais sobre a importância do sal mineral e seus suplementos minerais.
NILSON XAVIER DOS SANTOS

ITAPURA - SÃO PAULO - OVINOS/CAPRINOS

EM 17/06/2019

qual tipo de sal devo usar para rebanho de ovinos e se posso colocar a vontade no cocho
DEDILSON RAMOS

EM 28/01/2019

Sal vc pode dar todos os dias na proporção certa
ANDERSON LOPES

EM 24/12/2018

Bom dia!!!
É possível encontrar no mercado uma ração ja pronta com sal mineral?
DEDILSON RAMOS

EM 24/01/2019

Todas ração que vc já compra feita já tem sal mineral
EM RESPOSTA A DEDILSON RAMOS
CRIS DIAS

EM 16/09/2019

Negativo.
JULLIA RACHADEL

EM 16/07/2018

EU GOSTARIA DE SABER SE PODE DAR SAL MINERAL (TORTUGA) PARA OVELHA PRESTE A CRIAR? ME AJUDEM
JOSE AUGUSTO

MOCAMBIQUE

EM 25/06/2018

Posso dar o sal ate aos mais pequenos? Por favor me ajudem.
RENATO PEREIRA

ARAPIRACA - ALAGOAS

EM 18/06/2017

Greicy boa tarde Parábens pelo seu trabalho.Greicy eu gostaria de sabe qual e o melho tipo de sal que eu devo usar para o meu rebanho


JULCI OTMAR STEINMETZ

IMPERATRIZ - MARANHÃO

EM 20/10/2014

Boa noite

Comecei,  minha criacao de carneiros Santa Ines  agora,estou colocando sal mineral proprio para ovino, um dia sim e outro nao coloco, misturo junto com o milho moido(seja quirera)a noite e  solto os carneiro no pasto ,  somente ao meio dia. Gostaria de saberbse esta correto.

Se tiverem alguma maneira diferente de trato me passam.

Grato

Julci.'.

Imperatriz -maranhao.
ALBERTO

CAJAZEIRAS - PARAIBA - PRODUÇÃO DE OVINOS

EM 18/03/2013

espero obter conhecimento atraves desse site pois to comecando minha criacao agora e nao tenho nenhuma experiencia e ja estou gostando dessa publicao dessa materia pois ja tive grande proveiro
JOSÉ LEONEL VICENTE SALUSTIANO

ARACAJU - SERGIPE - ZOOTECNISTA

EM 08/01/2012

A busca do produtor por informação e orientação tecnica e impresindivel para o desenvolvimento da ovinocultura, melhorando cada vez mais o manejo dos nossos rebanhos no aspecto nutricional, sanitario e genético.

Caso o amigo Carlos Camilo, de Canindé de São Francisco- Se, precise de assistencia técnica eu sou Zootecnista e ofereço meus serviços.

Leonel Salustiano

email: leosalusti@hotmail.com
CARLOSCAMILO

CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO - SERGIPE - PRODUÇÃO DE OVINOS

EM 04/01/2012

Foi de grande importância os seus conhecimentos aqui descrito, obrigado por ajudar-me nessa empreitada que é ser criador. Valeu mesmo.
NIVALDA DE SANTA CRUZ LINS ARAUJO

MACEIO - ALAGOAS - REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

EM 20/12/2010

estou querendo fazer uma mistura multipla para os meus ovinos/caprinos.
15 kg f.soja
30 kg milho triturado
25 kg sal mineral ovinofos tortuga
75 sal comum muido.
esta mistura esta boa, forneço sal mineral todo o ano e gstaria de passar a fornecer esta mistura? posso fazer isto?
FRANCISCO DE ASSIS DE CARVALHO PIRES

MIRANDIBA - PERNAMBUCO - OVINOS/CAPRINOS

EM 03/09/2009

Muito bom o texto escrito pela senhora. Continue nos dando informações valiosas pois só assim enriqueceremos cada vez mais os nossos conhecimentos.

Atenciosamente,
Francisco Pires
GREICY MITZI BEZERRA MORENO

ARAPIRACA - ALAGOAS - PESQUISA/ENSINO

EM 15/08/2008

Prezado Thiago,
É indicado fornecer 0,35g de uréia/kg de peso vivo para os ovinos, porém é necessário fazer a adaptação dos animais a este consumo, principalmente se os animais nunca consumiram uréia ou ficaram algum tempo sem consumir. Recomenda-se fornecer metade da quantidade na primeira semana, e depois ir aumentando a cada semana até chegar na quantidade total calculada/animal.
THIAGO ALVES DE OLIVEIRA

REGISTRO - SÃO PAULO - REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

EM 14/08/2008

qual o consumo máximo de uréia por animal/dia?
GREICY MITZI BEZERRA MORENO

ARAPIRACA - ALAGOAS - PESQUISA/ENSINO

EM 17/05/2008

Prezado Jeferson,
Geralmente as rações comerciais já contêm todos os minerais e vitaminas que cada categoria animal precisa. Sendo assim, sugiro que você leia a composição do produto que você compra e confirme a presença desses elementos. Caso estejam presentes, não é necessário disponibilizar o sal mineral separadamente.
JEFERSON FERNSNDES DOS SANTOS

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 15/05/2008

Prezada Greicy,
Parabéns pela matéria!
Você acha necessária a suplementação de ovinos criados em confinamento, que recebem diariamente capim triturado e ração para engorda? Na formulação das rações já não tem todos os minerais que os animais necessitam?
GREICY MITZI BEZERRA MORENO

ARAPIRACA - ALAGOAS - PESQUISA/ENSINO

EM 16/04/2008

Prezado Mateus,

O ideal é que os suplementos fossem formulados para cada propriedade, considerando o que é oferecido pelo pasto e pela alimentação, assim, o sal mineral seria formulado apenas para suprir a carência de determinados minerais que estivessem em falta.

O problema é que essa prática é inviável, tanto economicamente como do ponto de vista prático, além disso, os suplementos encontrados no mercado geralmente suprem a necessidade dos animais, desde que sejam provenientes de empresas idôneas e que utilizem produtos de qualidade.

Atenciosamente,
Greicy Moreno
ANTONIO AUGUSTO ESTEVES COUTINHO FILHO

SÃO PAULO - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 08/04/2008

Prezada Greicy,

Parabéns pelas valiosas informações!!
É interessante destacar que levando-se em conta um consumo de 20 gramas/animal/dia, o custo de mineralização dos animais esta por volta de R$ 0,07, ou seja, por todos os benefícios que uma correta mineralização acarreta é mais do que justificado sua utilização. Pensando num mercado de produção de carne, proteína, que é o que precisamos para atender o mercado interno devemos cuidar da boa nutrição, sanidade e genética para termos animais cada vez mais padronizados e precoces. Atenciosamente,
Antonio Augusto Coutinho
MilkPoint AgriPoint