ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Filhotes de búfalos são alimentados com leite em pó bovino na região de Itapetininga/SP

PRODUÇÃO DE LEITE

EM 28/06/2017

1 MIN DE LEITURA

2
0
A criação de búfalos é uma importante atividade agropecuária na região de Itapetininga (SP). São quase 7 milhões de litros de leite produzidos por ano, segundo a Associação Brasileira de Criadores de Búfalos (ABCB). É a maior bacia leiteira de bubalinos de São Paulo.

Para diminuir os custos e aumentar a lucratividade, o pesquisador do Instituto Biológico de São Paulo Márcio José Sturaro está desenvolvendo um método diferente de amamentação dos filhotes. Normalmente, os animais ficam junto com a mãe até os sete meses de idade. Na pesquisa, os animais são levados para uma outra área já no segundo dia de vida, e são alimentados com mamadeiras. 


Filhotes de búfalos são alimentados com leite em pó na região de Itapetininga (Foto: TV TEM)

Os filhotes são divididos em três grupos. Um recebe apenas leite de búfala, o outro se alimenta exclusivamente com leite bovino em pó, e o terceiro grupo recebe metade de leite de búfala e metade de leite em pó. Todos os animais são alimentados com 4 litros de leite por dia.

A pesquisa propõe uma economia na alimentação, já que o leite em pó bovino é mais barato que o leite de búfala. Com isso, o criador já conseguiu economizar R$ 8 mil na alimentação dos 24 animais. Assim, todo leite que as búfalas produzem pode ser vendido.

Mas não adianta gastar menos se os animais não se desenvolverem. O veterinário responsável pela criação, Rodrigo Grandini Saraiva, está satisfeito com o ganho de peso. Tomando leite da mãe, os animais chegaram a pesar 80 quilos com três meses de idade. Com o leite em pó, alguns animais atingiram o mesmo peso em dois meses.

As búfalas, mesmo afastadas dos filhotes, não diminuíram a produção de leite. Mesmo sem amamentar, elas recebem o hormônio ocitocina para estimular a lactação e cada búfala está produzindo uma média de quase 10 litros de leite por dia, o que é considerado excelente pelo responsável pela propriedade.

As informações são do G1.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MIRELLI FORGIARINI

PARANATINGA - MATO GROSSO - ZOOTECNISTA

EM 19/11/2018

Pensei a mesma coisa!
ANDRÉ BARBOSA PEREIRA

RIO DE JANEIRO - RIO DE JANEIRO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 28/06/2017

Enquanto os produtores de leite estão tentando fugir da ocitocina, os de búfalos vão começar ? Usar ocitocina, não me parece ser uma boa alternativa. Os riscos sanitários são altos, vejam os casos de trypanossomose na Bacia do Prata.
MilkPoint AgriPoint