FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Produção e manejo ambiental: como chegar em 2024?

POR JULIO CESAR PASCALE PALHARES

ESPAÇO ABERTO

EM 08/10/2014

2 MIN DE LEITURA

0
0
A Tetrapak divulgou seu Dairy Index o qual prevê um aumento na demanda de produtos lácteos (leite, manteiga e queijo) de 36% para 2024. Os impulsionadores dessa demanda serão os países da Ásia, África e América Latina. Na América do Norte e Europa o consumo é decrescente. Até aí sem muitas novidades!

Como também não é novidade a previsão de que o aumento da produção nos países em desenvolvimento deve considerar “os desafios relacionados com o ambiente, os recursos naturais e a disponibilidade de conhecimentos.” Acredito que esse não seja o entendimento do estudo, mas irei considerar a disponibilidade de conhecimentos como a disponibilidade de profissionais agropecuários e produtores em praticar os manejos residual e ambiental das propriedades.

Apesar dos desafios colocados, a pergunta que faço é: a produção leiteira brasileira está pronta para enfrentá-los?

A fim de facilitar essa resposta, tente responder a questões mais simples: Quais são e como estão distribuídas as tecnologias disponíveis para o manejo dos efluentes e estercos dos animais? Qual o manejo de carcaças que predomina? No uso dos efluentes e estercos como fertilizante são consideradas as cargas orgânicas? As águas nos sistemas de produção são manejadas de forma eficiente e qual a eficiência hídrica? Insumos como nitrogênio, fósforo e energia são manejados de forma eficiente e qual a eficiência? Nossos profissionais e produtores estão capacitados para fazer os manejos de resíduo e ambiental? Fazemos os manejos de resíduo e ambiental com eficácia (fazer o que é preciso) e eficiência (fazer bem feito)?

Se a maioria das respostas às perguntas for NÃO, podemos dizer que NÃO estamos prontos para os desafios colocados pelo estudo. Certamente, estamos prontos para o desafio do aumento de nossa produção, mas sabemos que hoje isso não é o bastante. A sociedade tem outros interesses além do acesso a alimentos em quantidade e qualidade. Produção com qualidade ambiental é um deles.

Alguns argumentarão que a sociedade quer qualidade ambiental, mas não está disposta a pagar por ela. Cabe a nós mostrar o quanto isso custa. Mais um desafio! Ainda não sabemos o custo ambiental de nossa produção.

Independente dos interesses da sociedade, se todos concordam que o Brasil possui ativos ambientais como solo e água em quantidade e com qualidade, e se esses ativos são fatores competitivos que nos diferenciam dos outros países e por isso podemos aumentar nossa produção, temos que ter respostas às questões colocadas. Ativos ambientais são finitos em quantidade e qualidade, isso impõe limites à produção e, se os limites são ultrapassados, a produção não se sustenta.

Temos uma década para chegar a 2024. A questão não é se chegaremos lá produzindo mais, chegaremos! A questão é como queremos chegar? Produzindo mais, mas com exaustão dos ativos ambientais ou produzindo mais e sendo referência em qualidade ambiental?

Por onde começar? Tenho uma sugestão: discutindo manejo de pastagens, nutricional, sanitário, de bem-estar, mas também de resíduos e manejo ambiental. Enquanto não internalizarmos essa discussão em nosso cotidiano, pouco vamos avançar e fazer.
 

ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

JULIO CESAR PASCALE PALHARES

Pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint