FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Especial Taça Silagem: "Silagem de milho - benzoato de sódio ou sorbato de potássio?"

POR THIAGO FERNANDES BERNARDES

ESPAÇO ABERTO

EM 16/06/2016

7
0
Já foram mostrados os benefícios da aplicação do benzoato de sódio para controlar as perdas no topo de silagens que são propensas a deterioração aeróbia, como é a silagem de milho. Como o benzoato de sódio na companhia do sorbato de potássio são os dois ácidos mais comercializados no Brasil, nós gostaríamos de saber se os mesmos apresentam a mesma eficiência e qual a dose a ser utilizada, para que a classe produtora tivesse uma posição no momento de utilizá-los.

Desse modo, um estudo foi realizado no Departamento de Zootecnia de UFLA para testar o efeito da presença desses dois aditivos aplicados em duas doses: 1 ou 2 kg por tonelada de forragem (ambos apresentavam mais de 95% de pureza). A cultura utilizada como modelo continuou sendo o milho, pois a mesma se deteriora muito rapidamente quando exposta ao ar.

Os resultados nos mostraram que ambos os ácidos são eficientes em controlar a deterioração aeróbia, ou seja, eles aumentam a ‘vida útil’ da silagem quando a mesma é exposta ao ar, principalmente na fase em que o silo se encontra aberto para a alimentação dos animais. Portanto, a escolha por um ou outro vai de acordo com a disponibilidade do mercado (região onde você se encontra) e preço que são comercializados. É importante ressaltar que as empresas que comercializam tais ácidos não atuam no ramo zootécnico. Mas os mesmos são fáceis de serem encontrados nas companhias que trabalham com produtos químicos.

Quanto a dose a ser aplicada, os resultados evidenciaram que 2 kg de produto por tonelada de forragem foi mais efetiva que 1 kg. Então, muitos podem compreender que os custos de aplicação ficarão mais altos, o que é correto porque o dobro de produto deverá ser utilizado; contudo, cabe lembrar que a recomendação aqui é estratégica, ou seja, somente o topo do silo é tratado, pois é nesta região que as perdas se intensificam. Portanto, se diluirmos os custos de aplicação pela quantidade de forragem que está sendo estocada em todo o silo, os resultados nos mostrarão que os aditivos na dose de 2 kg são economicamente viáveis.

Como sempre ressalto nos meus artigos, lembre-se que a opção por utilizar qualquer tipo de aditivo é puramente estratégica, ou seja, quando o problema não pode ser controlado por meio do manejo. Isto significa que um aditivo deve ser sempre o segundo plano, nunca o primeiro. Cada produtor sabe dos problemas e dos potenciais da sua propriedade e, então, deve raciocinar e compreender que o manejo pode melhorar todas ou a maior parte das lacunas de um sistema de produção. Pense nisso!

Todos os resultados desta pesquisa podem ser encontrados no seguinte artigo:

Bernardes, T.F., De Oliveira, I.L., Lara, M.A.S, Casagrande, D.R., Àvila, C.L.S., Pereira, O.G. Effects of potassium sorbate and sodium benzoate at two application rates on fermentation and aerobic stability of maize silage. Grass and Forage Science. 2014.

Concurso Taça Brasil de Silagem de Milho 2016

Devido ao sucesso alcançado com o Concurso Taça Brasil de Silagem de Milho lançado no ano passado, o MilkPoint, em parceria com o laboratório 3rLab, realizará mais uma edição do concurso neste ano objetivando identificar e homenagear os produtores das melhores silagens de milho do Brasil.

Vale a pena lembrar que as 20 melhores silagens ganharão destaque sendo expostas no Interleite Brasil que ocorrerá nos dias 03 e 04 de agosto em Uberlândia/MG. Além de ganhar cortesia para o evento, o ganhador terá uma matéria exclusiva na revista Leite Integral e no portal MilkPoint. Fique atento, acompanhe as novidades e participe! Não perca a oportunidade de mostrar que sua silagem está entre as melhores do Brasil!

Quer saber como participar? Acesse o
hotsite do concurso, entenda as etapas e não perca essa chance! O prazo para envio das amostras é dia 15/07/2016.




ARTIGO EXCLUSIVO | Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

Professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Lavras (UFLA) - MG.
www.tfbernardes.com

7

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

THIAGO FERNANDES BERNARDES

LAVRAS - MINAS GERAIS - PESQUISA/ENSINO

EM 28/06/2016

Caro João,



Para que as perdas superficiais sejam evitadas, procure compactar o topo o máximo possível. Vede o silo muio bem utilizando uma lona de qualidade e se for possível como algum material que tenha peso sobre ela. Durante o desabastecimento do silo procure retirar camadas de, no mínimo, 30 cm/dia. Se tudo isso não adiantar você deverá aplicar algum aditivo no topo, podendo ser benzoato ou sorbato.



Att,



Thiago Bernardes
JOÃO NEHRING

EM 27/06/2016

Ola;Tihago F. Bernardes;Boa noite estou iniciando uma atividade de criação de gado,mais  por  hobby e estou gostando da brincadeira,estou c/ vinte cabeça de varias raças,na verdade quero fazer um teste ,tenho um macho hereford c/ diversas raça de femea,e  estou produzindo silo mais estou tendo um certa perde de material no topo o que fazer para evitar desperdicio do produto,usei capim elefante,e cana de açucar, devo usar bensoato,sorbato ou poássio,qual o melhor,agradeço muito se for atendido,aguardo resposta obrigado,João Nehring, de Rio do Sul, Santa Catarina.
LUCAS MARTINS COUTO

ITAOCARA - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/06/2015

Professor Thiago, gostaria de começar a produzir silagem em minha propriedade, mais sou completamente leigo a esse assunto. Pode-me enviar algum material sobre o passo-a-passo de como se produzir uma silagem de boa qualidade?

As silagens de milho, cana e gramíneas seguem o mesmo procedimento?

No seu estudo sobre benzoato, sorbato, potássio, eles podem ser utilizados em todos os tipos de silagens? Onde encontro esses produtos, e como utilizar-los na produção do silo?

Não entendi, a silagem deve ficar menos tempo ou mais tempo estocada para ter o seu melhor  valor nutritivo? Todas as silagens são iguais em relação ao tempo de estocagem?

Se puder-me orientar te agradeço, obrigado Lucas Martins Couto.
NILSON JOSE DA SILVA FILHO

CAMPO ALEGRE DE GOIÁS - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 18/06/2015

Olá sr. Thiago,



Também gostaria de saber em que tipo comércio eu encontro estes ácidos estou em Goiás na região de Catalão, cerca de 180 km de Uberlândia e não tenho noção de onde procurar.



Atenciosamente,



Nilson Filho
JOSÉ PEDRO FRANQUEIRA JUNQUEIRA

SÃO LOURENÇO - MINAS GERAIS

EM 16/06/2015

Tenho usado sal comum ,1kg por metro quadrado , em cima da silagem antes do fechamento e o resultado é muito satisfatório , praticamente não há perdas na superfície . É bom e barato.
MAURICIO MITSUO PINTO COELHO

MIRASSOL D'OESTE - MATO GROSSO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 15/06/2015

Quero saber sobre a utilização do benzoato x inoculantes biológicos
EDUARDO HARA

OUTRO - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 15/06/2015

Bom dia!



Quem comercializa estes produtos?



att,



Eduardo