ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Apesar das notícias...

ESPAÇO ABERTO

EM 20/01/2004

2 MIN DE LEITURA

0
0
Por Maria Júlia Magioni Mariotto1

Os festejos de final de ano acabaram, mas as férias escolares ainda devem durar pelo menos mais um mês.

Neste período, o aumento do consumo de refrigerantes, cerveja e sucos causam retração nas vendas de produtos lácteos, com exceção do leite longa vida que tem seu consumo incrementado.

Esta época de menor consumo de lácteos coincide com o período de safra de leite na maioria das regiões pecuárias, com exceção de Estados do Sul do país, onde graças às pastagens de inverno o período de entressafra coincide com o período de safra nas regiões sudeste e centro-oeste.

No gráfico, os efeitos da sazonalidade da produção nos preços pagos pelo leite ao produtor nas regiões sul e sudeste do Brasil. Neste caso, é entre safra na região centro oeste e safra na região sul do país.


Assim, diante da maior disponibilidade de leite no mercado interno e da queda do consumo, os preços nas regiões sudeste e centro oeste tendem a recuar nesta época.

Até o momento a produção de leite na região sul do país não apresentou redução. Isto porque o atraso das chuvas possibilitou o alongamento do período de disponibilidade das pastagens de inverno. Assim, mesmo com a entrada do período de safra na região, os preços até o momento mantiveram-se estabilizados ou, no máximo, apresentaram um leve recuo.

Ainda assim, neste início de ano, junto a estes fatores baixistas, tivemos as notícias sobre a situação financeira da empresa italiana Parmalat. O momento será oportuno para as indústrias pressionarem as cotações para baixo.

Mesmo com as notícias o mercado ainda indica sinais de firmeza a partir de março. Isto porque, segundo informações obtidas durante o levantamento realizado pela Scot Consultoria, a captação na região sudeste e centro oeste ainda não atingiu os mesmos índices de outras safras.

O motivo parece ser a incidência de chuvas a partir de dezembro, que possibilitou a manutenção dos animais no pasto, com menos ração. É o produtor tentando diminuir seus custos.

Existem informações de que os estoques que algumas empresas vinham acumulando desde o ano passado foram parcialmente desovados, e que a preocupação com a manutenção do fornecimento de leite para a entressafra é grande.

Tanto que algumas grandes empresas, em função dos baixos preços registrados atualmente para o mercado spot , passaram a mostrar maior interesse pela compra deste leite para a estocagem, na tentativa de garantir o leite para a produção de lácteos durante o período de entressafra.

Dos entrevistados durante o último levantamento realizado pela Scot Consultoria, contrariando as percepções dos últimos meses, muitos ainda acreditam em estabilidade e até aumento nos preços do leite a partir de março.
_______________________________________________
1Zootecnista, analista da equipe da Scot Consultoria

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint