carregando...
Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Radar Técnico > Ovinos e Caprinos

Como determinar a capacidade de suporte dos piquetes para ovinos

Por Murilo Saraiva Guimarães e Diego Augusto Ribeiro
postado em 17/09/2013

22 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Para aqueles que leram o artigo Como encontrar a quantidade de massa de forragem disponível nos piquetes, este artigo dará continuidade às dicas e cálculos para determinação da capacidade de suporte dos piquetes. É recomendado que leiam o artigo anterior antes de lerem esse artigo.

No manejo de um módulo rotacionado é muito importante termos em mente que é preciso determinarmos o número correto de animais que irão fazer parte do lote para evitar situações de superpastejo ou subpastejo e que podem levar a área de pastagem à degradação levando à necessidade de reforma dos pastos. Assim tentamos explicar de forma simplificada como calcular a capacidade de suporte para os pastos manejados sob estratégia de pastejo rotacionado.

Além da massa de forragem MS ha-¹ disponível calculada é preciso também levar em consideração o consumo por animal e a eficiência de pastejo seguindo os seguintes cálculos:

Para o consumo médio de 3,0% do peso vivo (é importante ressaltar que este consumo é dependente da dieta fornecida, se o animal recebe suplementação ou não, idade dos animais e qualidade da forragem) e um lote de cordeiros com peso médio de 30 kg, a forragem consumida por dia por animal será de: Consumo = PV x 3%. Neste exemplo será de 0,900 kg em média por dia. Levando em consideração uma eficiência de pastejo de 55%, será necessário ofertar no mínimo 1,636 kg de MS de forragem por animal por dia de ocupação para garantir o consumo esperado.

Ao dividir MS ha-¹ pelo número de dias de ocupação se encontra quanto de forragem teremos disponível em média por dia. Dividindo a quantidade de MS ha-¹ dia-¹ por kg MS de forragem por animal por dia para atingir o consumo esperado se encontra a capacidade de suporte do piquete.

Exemplo:

- 3 dias de ocupação;
- Consumo de 1,636 kg MS de forragem animal/dia;
- Quantidade de forragem necessária para os 3 dias por animal;
- 3 x 1,636 kg = 4,908 kg MS por animal.

Para encontrar a capacidade de suporte do piquete para os 3 dias é preciso estimar a quantidade de forragem para o tamanho do piquete.

Exemplo:

- Piquete de 0,3 ha;
- 1080 kg MS ha-¹ x 0,3 ha= 324 kg MS/piquete;
- 324 kg MS/ piquete/4,908 kg MS por animal = 66 cabeças de ovinos de 30 kg.

Portanto, seguindo o exemplo, o piquete suportaria 66 cabeças de ovinos com peso médio de 30 kg por um período de ocupação de 3 dias. É preciso lembrar que o número de piquetes deve possibilitar o período de descanso correto para cada espécie de capim usada. Além do fato de que a produção de forragem é variável ao longo do ano dependendo das condições climáticas da região e isso faz com que a capacidade de suporte dos piquetes variem junto com as variações de produção de forragem.

Dicas: façam as amostragens e determinem a capacidade de suporte de pelo menos um piquete por ciclo do módulo rotacionado. Além de criar um histórico de produção de forragem e capacidade de suporte ao longo dos anos para seus módulos de rotacionado da propriedade, issoirá ajudar muito nas tomadas de decisão nos momentos de compra e vendas e na produção e conservação de forragem para períodos de inverno ou seca.

 

Direitos reservados

Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Pronorte Agrotecnologia

Ecoporanga - Espírito Santo - Produção de ovinos de corte
postado em 03/10/2013

Qual a melhor forrageira trabalhar com ovinos Dorper x Santa Inês ?

Esse exemplo ilustrado acima, refere qual forrageira ?
tenho interesse em trabalhar ovinos Doper x Santa Inês numa forrageira de branchiara, qual a capacidade de suporte de ovinos nessa forrageira ?

Agradeço desde já pela informação !

Diego Augusto Ribeiro

Laranjal Paulista - São Paulo - Consultoria/extensão rural
postado em 03/10/2013

Primeiramente, obrigado pelo comentário.

Devido ao hábito de pastejo dos ovinos, recomendam-se forrageiras de porte mais baixo como as forrageiras do gênero Cynodon, por exemplo. Sendo que esta recomendação serve também para ovinos com as características raciais citadas. No exemplo de como determinar a capacidade de suporte dos piquetes, o cálculo foi realizado através de uma suposição da produção de Matéria Seca (MS) de uma forrageira qualquer. Existem várias forrageiras do gênero Brachiaria, podendo em cada um delas variar muito a produção de MS, que depende de fatores como fertilidade do solo, nível de adubação, clima, entre outros. Como você pode ver, é necessário muitas informações para chegarmos a uma única resposta. Fique a vontade para fazer mais perguntas.

Pronorte Agrotecnologia

Ecoporanga - Espírito Santo - Produção de ovinos de corte
postado em 03/10/2013

Obrigado pela atenção.

vamos lá, Tenho a seguinte area de 7 hac = 70.000 M² , para trabalhar com 33 matrizes da raça santa inês, preciso dessa area em 2 modulos, pq quero trabalhar ne uma modulo desse os cordeiros que sair da Cruza Doper nessas matrizes santa inês, o clima é tropical  a forrageira é Brachiaria brizantha aqui da região norte do ES

Produção de forragem de 10 a 17 t
MS/ha/ano

alguns informações estão ai, gostaria de saber a capacidade de suporte e em quantos piquets eu consigo dividir essas area em 2 modulo..

Agradeço se puder me ajudar com essa duvida, se precisar de mais informações providenciarei posteiramente.

obrigado desde já !

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2016 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade