Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

"Grau de sangue" em sistemas de cruzamento

Por André Thaler Neto
postado em 08/01/2014

6 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Em resposta a post enviados ao Milkpoint, solicitando informações sobre como calcular o grau de sangue em animais mestiços, apresentamos um breve texto sobre as principais definições relativas ao tema.

“Grau de sangue” é uma expressão tradicionalmente utilizada na produção animal para designar a composição genética de um animal e expressa a proporção de uma ou mais raças na composição genética de um animal. O cálculo é baseado no fato do animal receber metade da herança de cada um de seus pais. Assim sendo, a expressão geral para o cálculo do grau de sangue de uma raça para um determinado animal é:

Grau de Sangue= (grau de sangue da mãe +grau de sangue do pai)/2

Vamos exemplificar o cálculo do grau de sangue à luz de 3 sistemas de cruzamento frequentemente empregados em bovinocultura de leite, sendo cruzamento absorvente, cruzamento rotacionado com duas raças e formação de uma nova raça a partir de cruzamentos.

1. Cruzamento absorvente

Neste sistema o objetivo é a obtenção de animais puros por cruzamento (PC) a partir de animais com composição genética desconhecida. Utilizaremos como exemplo a raça Holandesa, chegando ao PC 31/32 Holandês, a partir da utilização de touros puros de origem (PO) Holandês, conforme segue:

1ª. Geração: (0H+1H)/2=1⁄2 H
2ª. Geração: (1⁄2 H+1H)/2=3⁄4 H
3ª. Geração: (3⁄4 H+1H)/2=7⁄8 H
4ª. Geração: (7⁄8 H+1H)/2=15⁄16 H
4ª. Geração: (15⁄16 H+1H)/2=31⁄32 H

O sistema continua com animais 63/64, 127/128 e assim sucessivamente, sendo estes animais, no exemplo desta raça, denominados GC1, GC2,......, GCn.

2. Cruzamento rotacionado com duas raças

Vou exemplificar este cruzamento como sendo entre as raças Holandesa e Jersey, utilizando sempre touros puros dessas raças, alternando a raça do pai a cada geração, iniciando pela utilização de touro Jersey (J) em rebanho de vacas Holandês (H) e a cada geração fazer o cálculo para a raça do touro utilizado, conforme segue:

1ª. Geração: (0J (ou 1H)+1J)/2=1⁄2 J e consequentemente 1⁄2 H (50% J:50%H)
2ª. Geração: (1⁄2 H+1H)/2=3⁄4 H e 1⁄4 J (75%H:25%J)
3ª. Geração: (1/4J+1J)/2=5⁄8 J e 3⁄8 H (62,5%H:37,5%J)
4ª. Geração: (3/8H+1H)/2=11⁄16 H e 5/16J (68,75%H:31,25%J)
5ª. Geração: (5/16J+1J)/2=21⁄32 J e 9/32J (65,63%J:34,37%H)

Devido á variedade de frações é comum expressar o resultado como percentagem, especialmente a partir da 4ª. geração, sendo a tendência de estabilização em aproximadamente em aproximadamente 2/3 da raça do pai e 1/3 da raça predominante na composição genética da mãe.

3. Formação de uma nova raça

Na pecuária de corte existem inúmeros exemplos de raças formadas a partir do cruzamento de raças europeias e zebuínas, sendo que, quando formadas por apenas duas raças, geralmente apresentam a composição genética de 5/8 Europeu e 3/8 Zebuíno. Na bovinocultura de leite o exemplo mais clássico para este tipo de cruzamento é a raça Girolando, cuja composição final é 5/8 Holandês e 3/8 Gir. No Diagrama I aparece uma das opções para se chegar ao denominado puro sintético da raça Girolando.


Neste caso, por exemplo, no acasalamento entre vacas ¼ Holandês: ¾ Gir, com touros Holandês, teremos:


Outra estratégia para se chegar ao puro sintético da raça Girolando está apresentada no Diagrama 2


Neste caso, no acasalamento entre vacas ½ Holandês:Gir, com touros ¾ Holandês, teremos:

Outras estratégias de cruzamento para obtenção do Puro Sintético Girolando podem ser encontrados em http://www.girolando.com.br/index.php?paginasSite/girolando,2,pt.

 

Direitos reservados

Este artigo é de uso exclusivo do MilkPoint, não sendo permitida sua cópia e/ou réplica sem prévia autorização do portal e do(s) autor(es) do artigo.

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo

André Thaler Neto    Lages - Santa Catarina

Pesquisa

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Comentários

Jaques Alves dos Santos

Nanuque - Minas Gerais - Produção de leite (de vaca)
postado em 09/01/2014

Como saber a mestiçagem de um gado onde as vacas do primeiro cruzamento não tinham uma raça bem definida, algumas chamadas de azebuadas, outras chamadas de mestiças, os touros sim sempre puros; holandeses, gir, guzerá e jersey. Existe algum teste visual que define o grau de sangue ou verificando as matrizes?

Flavio Suguimoto

Goiânia - Goiás - Produção de leite (de vaca)
postado em 09/01/2014

Precisaria chamar um avaliador da Associação.

santo olivatto

Ipuã - São Paulo - Produção de leite
postado em 11/01/2014

O ARTIGO É MUITO BOM, BEM DIDATICO E EXPLICATIVO, POREM ENTENDO QUE POUCAS PESSOAS POSSAM ENTENDER EM VIRTUDE DA MATERIA SER BEM COMPLEXA, MAIS QUE TA EXPLICADO ISSO TA.

Jaques Alves dos Santos

Nanuque - Minas Gerais - Produção de leite (de vaca)
postado em 13/01/2014

Meu caro Santo, quanto ao cruzamento exposto no artigo está pra lá de bem explicado, entendi muito bem, estou questionando quanto ao meu rebanho. Comecei a inseminar a partir de um gado sem raça definida, por isso quero saber qual o resultado do grau  sanguíneo  do meu rebanho.

Regis Nunes Ferreira Leite

Lagoinha - São Paulo - Produção de leite
postado em 13/01/2014

Boa noite . Excelente o cruzamento absorvente, o do gado 5/8 tb. Qto a explicaçao do rotacionado tendo como base sempre a primeira fração o Holandes acho que as novilhas da 4* geração são 11/16 H 5/16J que acasaladas com touro puro Jersey serão 11/32 H e 21/32 J . Estou correto ou não . Porem sou  mais o absorvente ,mas QUAL o melhor p/ voltar um pouco na genética de um 31/32 H ??? Touro 5/8 ou3/4girolando Um abraço  

Lucas Reichelm Costa

Phoenix - Arizona - Estados Unidos - Estudante
postado em 15/01/2014

Muito bom artigo, muito autoexplicativo, linguagem simples e direta de um tema que as vezes gera muita confusão.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade