Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Índices Genéticos Exclusivos da CRV

Por CRV Lagoa
postado em 26/02/2016

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Por Wiliam Tabchoury, Engenheiro Agrônomo e Gerente Leite e Produto Holandês da CRV Lagoa

A pecuária leiteira passa por importantes transformações e desafios ao redor do mundo. Até o ano de 2050, deveremos dobrar a produção de leite, com apenas 50% dos recursos disponíveis, uma vez que o planeta Terra é único.
Com isso, os principais assuntos em pauta da humanidade estarão ligados à disponibilidade e uso da água, energia e proteína animal.

Isto significa, literalmente, “produzir o dobro com a metade”. Pensando nisso, a seleção de bovinos leiteiros desenvolvida pela CRV sempre focou nos diferenciais de eficiência, traduzidos no aumento da longevidade, da produção (de leite e de sólidos) e da conformação funcional.

Com este novo cenário que está desenhado, ainda mais desafiador, a exigências serão outras e os avanços na área de melhoramento genético também não pararam por aí.

O Grupo CRV continua inovando e desenvolveu índices genéticos exclusivos, capazes de melhorar ainda mais o resultado técnico e econômico das vacas leiteiras ao longo da sua vida produtiva, conforme podemos ver no resumo abaixo:


O conceito de eficiência vitalícia, por exemplo, incorpora os índices Vida + Eficiente e Vida + Saudável. O primeiro deles visa o aumento da produção de leite (e sólidos), a partir de uma maior eficiência alimentar ao longo da vida produtiva. Já o outro, busca a seleção de vacas mais férteis e saudáveis, com consequente redução dos gastos com medicamentos, mão-de-obra e insumos reprodutivos.

Normalmente, a alimentação representa cerca de 50-60% do custo de produção de leite. O índice ingestão alimentar possibilita uma seleção de vacas mais eficientes do ponto de vista de eficiência nutricional, capazes de produzirem mais e com uma maior conversão alimentar, essencial para redução de custos e aumento da sustentabilidade como um todo.

Por fim, na área de sanitária, três novos índices fecham o pacote de inovações, auxiliando na redução de problemas de cascos, mastites e, por fim, na cetose, uma importante desordem metabólica que afeta a produção, a reprodução e a sanidade das vacas leiteiras.

Estes índices genéticos exclusivos da CRV inauguram uma nova era na seleção de bovinos leiteiros, pautada no aumento da eficiência vitalícia, gerando vacas que “produzem mais com menos”, com redução do uso de insumos e melhor conservação dos recursos naturais do nosso planeta.

Isto contribui para a melhoria da eficiência, cada vez mais necessária para o crescimento sustentável da produção de leite no mundo!



Para saber mais entre em contato pelo box abaixo:


Avalie esse conteúdo: (5 estrelas)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2016 AgriPoint - Serviços de Informação para o Agronegócio. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade