Você está em: Comunidade > Galeria de fotos

Capim Mombaça

Por Bruno V. Nadruz - publicado em 16/01/2012

70 comentários
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir
Download
Foto: Bruno V. Nadruz
Capim Mombaça. Desenvolvimento do capim mombaça 24 hs após corte/consumo em pastejo rotacionado adubado! A foto demonstra o potencial produtivo das forragens tropicais, com a emissão de novas folhas e perfilhos (3 a 4 cm).
Quem dera se metade dos produtores do Brasil soubessem disso e manejassem corretamente suas pastagens!!!

Saiba mais sobre o autor desse conteúdo:

Avalie esse conteúdo: (4 estrelas)

Comentários:

josé afranio brigagão

Brasília - Distrito Federal - Produção de leite (de vaca)
publicado em 18/01/2012

Sou funcionario da CONAB/brasilia-df, tenho uma pequena propriedade(80hectares) no municipio de Perdizes/MG, estou começando agora. Pelo o que já li é um excelente  capim e na região está sendo desenvolvida a pouco tempo(pastejo rotacionado)e o rebanho leiteiro está se formando  com animais de alta produção.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 18/01/2012

Sr. José Afranio, certamente esta espécie possui alta produção de matéria seca/hectare, porém como todo bonus tem um ônus, é um capim exigente em fertilidade do solo, associado a um excelente manejo e orientação técnica. Somente reunindo estas características, mais manejo sanitário e conforto pode-se obter ótimos resultados com animais de alta produção.

Osmar Soares Barros

Vitória - Espírito Santo - Pesquisa/ensino
publicado em 26/01/2012

Bruno boa tarde
Estou pesquisando pois vou iniciar na pecuária leiteira, rotacionada e irrigada. Você pode me dar uma dica a respeito da sobressemeadura de aveia sobre mombaça.
Linhares ES, localiza-se:
ALT 28m
LAT 19,400S
LONG 40,067W
Temperatura mínima maio-19ºC; jun, jul e ago 17ºC; set 18ºC. Temperatura máxima por volta de 27ºC.
Muito obrigado
Osmar

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 26/01/2012

Osmar, a sobessemeadura tem apresentado bons resultados para a nossa realidade no estado de São Paulo. Pelas características que você passou da sua região, acredito que pelo fato da temperatura mínima ficar acima de 15 a 17 graus, a forrageira tropical na qual será feita a sobressemeadura encontrará condições de bom crescimento, podendo inviabilizar o desenvolvimento da aveia. A aveia irrigada até produz bem nestas temperaturas, porém o mombaça com porte mais alto e alta eficiência fotossintética não permitirá esta associacão nestas temperaturas.
Enfim, acredito que nestas condições sob irrigação, as forrageiras tropicais responderão muito bem durante o ano todo!
Mas minha recomendação é que consulte um técnico da sua região para orientá-lo. Procure consultar também propriedades que fazem parte do projeto Balde Cheio no Espirito Santo, pois esta tecnologia é bastante utilizada.

Um abraço

LIDIA ATSUMI SEKIGAMI

Cacoal - Rondônia - OUTRA
publicado em 03/02/2012

Olá Bruno, recentemente resolvemos investir no pastejo rotacionado irrigado, e já estamos com o capim mombaça plantado em uma área de 4 ha. Porém, não tive sucesso com a germinação e tivemos que repetir o processo de semear 3 vezes. Fizemos a análise do solo e aplicamos a correção conforme o necessário. Semeamos o capim no final  novembro, início do perído de chuvas aqui na região, 30 dias depois, semeamos novamente, pois observamos falhas, espaços muito grandes de um pé para outro,  por fim  20 dias depois, ao detectar que as sementes não apresentavam germinação, semeamos novamente, e meu pasto ainda não formou. Nessa última vez, como o solo já estava muito úmido, ao invés de gradear, colocamos a bezerrada para pisar. Qual seria a forma correnta do plantio? O que pode ter causado o não desenvolvimento das sementes, visto que as sementes são sementes selecionadas e de procedência confiável.
Aguardo.
Obrigada!
Lidia

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 03/02/2012

Lidia, o sucesso para uma boa formação de pastagem depende de um planejamento e orientação técnica adequados. Primeiramente deve-se obeter sementes de uma empresa idônea e mesmo assim recomendo antes de plantar fazer um teste simples de germinação separando por exemplo 100 sementes, colocar sobre uma "manta" de algodão umidecida e por fim colocá-la dentro de um saco plástico transparente assoprando-se ar dentro dele e vedando posteriormente. Após a germinação, conta-se a porcentagem de sementes viáveis e confere com o valor garantido pela empresa.
Outro fator importante é a quantidade de sementes utilizadas no plantio (Kg/ha). Na formação da pastagem, não se deve economizar na quantidade de sementes (mas sem exagero) pois o custo das sementes respresenta uma parcela pequena no custo total do processo.
Tenho obtido melhores resultados plantando os Panicuns (Mombaça, Tanzânia, etc), fazendo a semeadura a lanço, associando as sementes com adubo Super Simples ou calcário e passando-se um rolo compactador (podenso ser feito de diversos materiais, desde metal, cimento ou pneus) para promover um contato íntimo da semente com o solo. Devo lembrar que todas as etapas de aração, gradagem e nivelamento devem ser todas bem feitas. Pelo fato da semente ser bem pequena, o solo deve esta bem "destorroado", porém não em excesso. Para pequenas áreas, pode-se passar os pneus do próprio trator, andando em toda área, fazendo o papel do rolo compctador.
Em último caso, mas não muito recomendado, pode-se passar a grade niveladora "destravada"para que apenas cubra levemente as sementes, no entanto pode ocorrer o enterrio excessivo das sementes, retardando ou inviabilizando a germinação.
Finalizando, estas considerações foram feitas supondo que o solo  esteja corrigido conforme a análise de solo (calagem, fosfatagem, correção de potássio, correção de micronutrientes).
Espero ter contribuido com suas dúvidas.

Um abraço

MAR5CIO GONÇALVES

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Produção de leite (de vaca)
publicado em 20/03/2012

BOA TARDE, BRUNO.  ESTOU PREPARANDO UMA AREA DE 0,7HA PARA FAZER PIQUETES, VOU IRRIGAR COM CHORUME DO CURRAL. ESTOU NA DUVIDA DO CAPIM, MOMBAÇA, TIFTON OU ESTRELA D AFRICA. MINHA PREFERENCIA E O MOMBAÇA. ESTOU NO RIO DE JANEIRO, MUNICIPIO DE TREIS RIOS. QUAL SERIA A SUA OPINIAO?

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 20/03/2012

Márcio,

A escolha de uma determinada forrageira para formação de pastagem depende de vários fatores como clima, solo, ídices pluviométricos, etc...Considerando que você esteja ciente desta informações, as 3 opções são de alta produção de matéria seca/ha, porém as 2 primeiras são forragens melhoradas e bastante consagradas. Mombaça e tifton possuem hábitos de crescimento diferentes, portanto requerem manejos diferentes. No entanto nas mesmas condições, tifton pode ter uma capacidade de suporte superior ao mombaça.
Recomendo que procure uma assistência técnica competente para que obtenha informações  e experiências regionais. Ambos serão uma boa escolha.

Mateus Morales Calve

Cajobi - São Paulo - Estudante
publicado em 21/03/2012

Bruno,
Qual a média de taxa de lotação que se consegue com o Mombaça em piquete rotacionado, adubado e irrigado?!

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 21/03/2012

Mateus,

Com o passar do tempo, o mombaça quando submetido a manejo adequado (solos com boa fertilidade, com correção de acidez, etc) tende a aumentar a capacidade suporte, podendo chegar até 15 UA/ha no verão. Comumente se encontram áreas de pastejo rotacionado de mombaçacom lotação de 10 UA/ha no verão. Já ouvi relatos de lotações acima das que mencionei.

Fred Costa Pinto

Itapicuru - Bahia - Produção de gado de corte
publicado em 29/03/2012

Caro Bruno,em 2000 plantei capim Brachiaria em um pasto cujo solo é areia.Agora vou ter que plantar novamente e o vendedor me indicou o capim Mombaça. Seria adequado este capim para este tipo de solo ? Grato

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 29/03/2012

Fred,

O campim mombaça é muito exigente quanto a fertilidade de solo (N, P, K e micronutrientes)  e correção de acidez, além de tudo requer um manejo adequado. Pelo que vc relatou quanto ao solo que possui fica difícil opinar sem ver a realidade... provavelmente este solo seja muito carente em alguns nutrientes. Mas parta do principio de uma boa análise de solo a companhado de um profissional capacitado e experiente no assunto.  Tome muito cuidado com promessas milagrosas que nos bombardeiam frequentemente.

Giovana Furtado

Alegrete - Rio Grande do Sul - Estudante
publicado em 14/06/2012

precisava saber a Duração do ciclo de produção e a Época de produção da mombaça, obg

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 14/06/2012

Giovana,

Talvez eu não tenha entendido bem sua dúvida, mas veja se na resposta ficou claro.

Por se tratar de uma forrageira de clima tropical, o mombaça é uma espécie perene, portanto produz o ano todo. No entanto quando as temperaturas mínimas atingem 15 graus em média, sua produção de matéria seca reduz para30 a 40% da produção observada no verão. Para a nossa região o ciclo de pastejo deste capim é de 28 dias (27 de descanso e 1 de pastejo) em média. Como seu estado localiza-se na zona temperada, produções de matéria seca compatíveis com a nossa região, não serão obtidas na mesma proporção.

Rafael Marques da Silva faria

Luziânia - Goiás - Produção de leite (de vaca)
publicado em 03/12/2012

boa terde bruno, tenho uma area de 10ha que vou irrigar e plantar mombaça, para um manejo correto gostaria d saber quantos piquetes eu divido e qual a lotação de animais. Por exemplo se eu dividir em 28 piquetes para ter um descanso adequado quantos animais posso criar?

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 03/12/2012

Rafael,

Primeiramente, gostaria de dizer que o que escrevo aqui são apenas algumas noções de técnicas e experiências profissionais, NÃO dispensando a presença de um bom profissional para cada realidade de cada produtor.
Como você já definiu o capim e área a ser plantados, certamente está ciente de que o mombaça é uma forragem de alta exigência nutricional e manejo adequados. Além disso, com se trata de uma área de 10 ha, deve-se ter um sistema de irrigação bem dimensionado para que não haja desperdício de água e consiga retornar o capital investido da melhor forma possível.
Em áreas menores de mombaça, de 01 a 05 ha, temos conseguido lotações de 08 a 13 UA / ha no verão com divisões de 27 a 28 piquetes e descanso de 01 dia.
Em Luziânia, provavelmente este ciclo de pastejo poderá ser até mais curto, 25 a 26 dias, dependendo da temperatura da região.

Beatriz Almeida'

Almenara - Minas Gerais - Pesquisa/ensino
publicado em 10/12/2012

Bruno,
Faço curso técnico em Zootecnia em um Instituto Federal. Passaram-nos uma pesquisa sobre planejamento das necessidades de adubação e correção do solo  para a cultura do Capim Mombaça. Você poderia me apresentar dicas para que eu possa fazer um bom trabalho?
Obrigada!

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 10/12/2012

Beatriz,

Talvez lendo as respostas das perguntas anteriores, vc já tenha alguma base para seu trabalho.
Partindo-se do ponto de que o mombaça é uma gramínea de alta produtividade de matéria seca (MS), toda atenção é necessária para o tipo de solo, assim como sua fertilidade, e região onde esta pastagem será introduzida.
Como se trata de uma gramínea de crescimento cespitoso (touceiras) e rápido, é recomendável se planejar um período de  pastejo curto (01 a 02 dias) e perído de descanso de 24 a 27 dias, dependendo dos fatores de produção.
A necessidade de calagem e adubação é baseada na análise de solo representativa de toda a área da pastagem.

Rafael Marques da Silva faria

Luziânia - Goiás - Produção de leite (de vaca)
publicado em 10/12/2012

Obrigado bruno. Com certeza tenho q procurar um técnico aqui da região mas tá difícil de encontrar. A empresa que está orando a irrigação não faz essa acessória. Tenho algumas dúvidas. A produtividade do mombaca é de 20-28t ms/ha/ano, qual seria a produtividade por rebrota? Também seria nessa faixa, tendo as condições de solo ideais? Para gado de leite vc indicaria outra gramínea? E qual seria as consequências de um subpastejo? Desde já agradeço a atenção.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 13/12/2012

Rafael,

É difícil dizer qual a produtividade por rebrota, devido á sazonalidade de produção do capim ao longo do ano. O mombaça é uma ótima gramínea para produção de leite, assim como o Tanzânia, Tifton 85, Jiggs, dentre outras... O importante é entender o hábido de crescimento de cada espécie para o refinamento do manejo.
O subpastejo teria como consequência a sobre de forragem, prejudicando o consumo no próximo pastejo, devido ao alongamento das hastes das plantas.

Otavio Pires de Lacerda Neto

Patos - Paraiba - Produção de gado de corte
publicado em 27/12/2012

Olá estou iniciando o plantio de 10ha irrigado de pastagem, estou pensando no mombaça ou tifton 85, qual vc mim recomendaria minha região é tropical msm na Paraíba, verão os 12 meses do ano e temperatura mínima de 25 graus, dividindo a área em 26 piquetes para ter o descanso de aproximadamente 1 1/2 de pastagens e 27 de descanso, qual a quantidade de bovino q deve fazer a rotatividade?? Agradeço

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 27/12/2012

Otavio,

Como se trata de um projeto de área considerável e irrigado, suponho que esteja sendo acompanhado por um técnico capacitado. Ambos os capins citados são excelentes propostas para se trabalhar em sua região, e com alta capacidade de resposta quando irrigados. Apesar de o tifton 85 possibilitar maiores taxas de lotação, é mais exigente quanto ao manejo (crescimento rizomatoso/estolonífero) , não admitindo erros... Já o mombaça com hábito de crescimento cespitoso (touceiras) possui manejo mais fácil que o tifton, porém não merece descuido. Se a proposta de trabalhar com estas forragens adubadas e irrigadas, procure projetar o módulo de pastejo para 01 a 03 dias de ocupação, pois são capins com alta capacidade e velocidade de rebrota. Desta forma, os animais não consumirão os novos perfilhos recém emiditos.

milson passos

Sento Sé - Bahia - Produção de leite (de vaca)
publicado em 02/01/2013

. boa tarde bruno ,eu moro no norte da Bahia  as margem do rio são francisco ,e quero faze plantio do capim Mombaça , são 3 ha irrigada com aspersor ,quero divide  em 6 piquetes e gostaria de saber quantas vacas posso colocar  de uma só vez  nesse piquete , considerando o descanso de 28 dias ? os piquetes vão fica 5 mil metros quadrados.
desde já agradeço .

juliano

São Borja - Rio Grande do Sul - Produção de gado de corte
publicado em 11/01/2013

Caro Bruno,

Não sei se estou no local correto para fazer meu questionamento, mas acredito que vc possa me dar alguma informação.

Estou em busca de uma cultivar perene que tenha boa produtividade e que aceite a sobresemeadura com plantadeira de plantio direto para as forrageiras de inverno (aveia e azevém). Estou pensando em uma destas:  mombaça, massai ou o capim vaqueiro. qual na sua opinião tem mais condições de se adaptar às minhas condiões, e qual leguminosa seria recomendável para consorciação.

Obs:  NÃO vou irrigar e tenho a ocorrencia de geadas no inverno.

Meu solo tem média fertilidade, mas pretendo fazer adubação.

O pasto será utilizado para recria de bezerros de corte.

Att: Juliano

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 11/01/2013

Juliano,

Qual a temperatura média no verão? e no inverno? média de precipitação pluviométrica?
Qual a área total de pastagem? os bezerros receberão qual tipo de suplementação?
A mão de obra está apta a manejar pastagem corretamente?

Com estas respostas fica um pouco mais fácil responder.

juliano

São Borja - Rio Grande do Sul - Produção de gado de corte
publicado em 14/01/2013

Quero começar com 10 ha.

mas minha área hoje de milheto são aprox. 190ha

milton martins

Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Produção de leite
publicado em 28/01/2013

Ola Bruno.

Li todos os comentarios e gostei MUITO. Mas, não encontrei a resposta que queria.
Tenho 2.2 ha plantados com Monbaça  divididos em 26 piquetes em área adubada e irrigada e noto apos o pastejo, alguns espaços vazio entre touceras  de + ou - 1 mt.
minha pergunta.Posso replantar touceras retiradas de outra área disponiveis e, em
que distancia  minima entre elas?

Obrigado!

Milton   
Barra /  Rio de Janeiro

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 28/01/2013

Milton,

O hábito de crescimento cespitoso (touceiras) do capim mombaça nos da esta impressão de que falta capim para ocupar estas áreas entre as touceiras. Mas fique despreocupado, pois isto faz parte da fisiologia de crecimento desta espécie. Quando as touceiras atingem o crescimento indicado para a entrada do gado nos piquetes (90 cm), observe que estas áreas ficam sombreadas pelas folhas do capim, impossibilitando o desenvolvimento de outras plantas.

Em pastagens de mombaça bem manejadas e adubadas, a tendência é de que a coroa das touceiras (transição entre o solo e o inicio da planta) va aumentando seu diâmetro, devido á emissão de novos perfilhos basais.

RafaelAraujo

Manhuaçu - Minas Gerais - cafeicultura
publicado em 02/02/2013

Rafael Araujo - Manhuaçu Minas  Gerais

ola Bruno, moro em manhuaçu a 850 metros altitude,  temperatura média anual em torno de 21 °C, com variações entre 15 °C (média das mínimas) e 27 °C (média das máximas) clima tropical .
quero iniciar a criaçao de gado leiteiro em uma area de 3,5 ha dividida em 28 piquetes irrigados com +ou- 1200 metros quadrados cada . gostaria de saber se o mombaça se daria bem com uma inclinaçao de 50 graus em alguns piquetes e projetando um solo fertil e bem cuidado, quantas vacas suportaria cada piquete ?

desde ja agradeço .

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 02/02/2013

Rafael,

Quanto ás características de altituide, clima e tipo de solo, não seria limitante para o bom desenvolvimento do mombaça. Acredito que o problema neste caso seria a inclinação do terreno, sendo que o plantio do mombaça, via sementes, seria dificultada mas não impossível.

Talvez, na presença de um técnico, seria mais interessante a tomada de decisão de qual gramínea plantar. Neste caso específico, as gramíneas do gênero Cynodon (tifton 85, estrela, coast cross ou jiggs) seriam ótimas opções.

Quanto a taxa de lotação, em condições ideais, pode-se alcançar de 10 a 15 UA/ha.

Marcus Mol

Viçosa - Minas Gerais - Produtor Rural
publicado em 15/02/2013

Bruno,
Plantei o mombaça em 10ha irrigado, ainda não consegui montar o pivô e fazer os piquetes. O capim cresceu muito, gostaria de ensilar... poderia me indicar um equipamento apropriado, gostaria de confinar os animais (corte) no inverno.
Marcus Mol
Viçosa MG

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 15/02/2013

Marcus,

Desconheço algum equipamento específico para ensilagem de capim. Resta utilizar os equipamentos que tempos para ensilagem de milho, sorgo, etc.

Gabriel Cardozo de Almeida Lara

João Monlevade - Minas Gerais - Consultoria/extensão
publicado em 16/02/2013

Bruno, bom dia! Tenho utilizado nos meus clientes as plataformas de corte da JF adaptadas nas ensiladeiras de milho com bons resultados.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 16/02/2013

Bom dia Gabriel! Obrigado pela recomendação! Já conferi o site da JF as plataformas existentes.

Marcus, consulte o site da JF Máquinas Agrícolas e veja as plataformas.

Fernando

Laranja da Terra - Espírito Santo - Produção de leite (de vaca)
publicado em 21/02/2013

como controlar as hastes da mombaça, em qual altura posso cortar elas? pois a vaca só come as folhas

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 21/02/2013

Fernando,

Qual o tamanho de seu módulo de mombaça? Em quantos piquetes está didivido? Quantos animais estão pastejando esta área e qual o peso médio deles? É feita adubação e quanis as dosagens?

Sem estes detalhes fica difícil responder.

Fernando

Laranja da Terra - Espírito Santo - Produção de leite (de vaca)
publicado em 21/02/2013

Tenho 10 piquetes no tamanho de 20x25, no qual estão pastando 5 vacas, peso médio é de 350kg, foi a primeira pastagem delas, aí quando eu tirei alas observei que elas deixaram muitas hastes, comendo apenas a mombaça menor, ouvi falar que o ideal é cortar as hastes com uma roçadeira, para que novas folhas saem, mas não sei a altura

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 21/02/2013

Fernando,

Pelo que vejo, você não foi orientado corretamente ao planejar sua divisão e piquetes. O capim mombaça possui um perído de cresciento de aproximadamente 24 a 28 dias, até que atinja a altura de 90 cm, sendo esta a ideal para a entrada doa animais nos piquetes. Dependendo do clima, precipitação pluviométrica, níveis de adubação, tipo de solo, etc este período poderá ser maior ou menor.
Considerando sua área de 0,5 ha ou 5000 m2 (10 x 20 x 25), sugiro que redimensione sua área em 28 piquetes do mesmo tamanho e inicie o pastejo com 01 dia de ocupação. Desta forma, vc conseguirá dominar mais o manejo do capim.
Neste primeiro pastejo, você observou o alongamento das hastes devido a demora em iniciar o pastejo.
A altura de entrada no piquete deve ser de 90 cm e saída de 30 - 35 cm aproximadamente. Esta área de 0,5 ha suportaria 05 unidades animais (450 Kg peso vivo) quando bem manejada e com solo corrigido.

Fernando

Laranja da Terra - Espírito Santo - Produção de leite (de vaca)
publicado em 21/02/2013

mas as hastes que já estão presentes nos piquetes, posso cortalas com roçadeira, e vc sabe qual altura cortar?
Outra pergunta, qual o tamanho ideal do piquete para 5 vacas?

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 21/02/2013

Fernando,

Após passar as vacas nos piquetes, roce á 30 cm do solo.
Divida a área total em 28 piquetes. Ficarão com aproximadamente com 170 m2, descontando-se a área ocupada pelos corredores de acesso.

Fernando

Laranja da Terra - Espírito Santo - Produção de leite (de vaca)
publicado em 26/02/2013

Muito obrigado, vou colocar fotos da propriedade, aí vc dá uma olhada, então o ideal para 5 vacas são piquetes de 10x17 = 170m2, correto?

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 26/02/2013

Fernando,

Estas medidas que passei, não são "receita de bolo", podem variar muito de propriedade para propriedade. Como havia dito, tudo depende dos fatores de produção.

mario wilson

Contagem - Minas Gerais - Produção de leite
publicado em 27/02/2013

Mári Wilson - Contagem-MG.
Bruno;
Tenho uma àrea de 09ht capim mombaça irrigado.
A àrea fica na parte plana da propriedade, e está dividida em 33 piquetes de 2.700mt, separados por cerca elétrica.
Estou tendo problemas com a pouca produção de massa.
Não está suportando a rotação para 45 vacas um dia por piquete. Isso no periodo chuvoso. Fiz a correção com 4 mil Kg. Cálcário e faço a manutenção mensal com 80kg. de ureia agrícola, por piquete de 2.700mt.  A aplicação da ureia e feita mensalmente, assim que as vacas saem dos piquetes.  A altura do capim, não esta chegando a barriga das vacas. O que posso fazer para melhorar a produção deste capim?
Obrigado. Mário.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 27/02/2013

Mário,

Sua propriedade é acompanhada por algum técnico? ou alguma empresa de consultoria?
É feita análise de solo anualmente? Esta é a primeira correção com calcário? Quais os níveis de fósforo e potássio? e quanto aos micronutrientes?'
É bom lembrar que em sistemas irrigados, caso a reposição de nutrientes não seja muito bem planejada e feita, a própria irrigação pode se tornar o vilão da história, exaurindo as reservas do solo.

mario wilson

Contagem - Minas Gerais - Produção de leite
publicado em 28/02/2013

A propriedade não é acompanhada ainda por um técnico. Foi a 1ª correção c/ calcário.
Foi feito análise do solo, com os seguintes resultados:  
Ind. Amostra  CaC12 -  H20     H+Ai    AI3+     Ca2+    Mg2+    P       K      SB
                              NS       5,3       4,18     0,58     1,02      0,62     1,9    51     1,77
                               
                                         T         t         m        V .
                                         5,95    2,35    2,35    29,73
Se poder me ajudar na correção correta do solo, ficarei agradeciudo.

Forte abraço.  Mário.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 28/02/2013

Mário,

Você esqueceu de colocar as unidades (mg/dm3, mmolc, etc...) de todos valores, sem isto não há como calcular nada.
Meu intiuto aqui não é fornecer diagnósticos e interpretações de análises de solo via comentários... mas pelo que vejo sua situação é delicada e exige urgentemente a presença de um técnico ou equipe profissional.
Jamais inicie um projeto de pastejo irrigado sem antes deixar seu solo em perfeitas condições de fertilidade.
Pelo que vi, o solo possui baixíssimos níveis de alguns elementos e bastante ácido.
Fica o alerta, espero ter contribuído.

Marcos Roberto Cavalcante

João Pessoa - Paraiba - Produção de leite
publicado em 19/03/2013

Bruno boa tarde.
Tenho uma propriedade de 50 ha na cidade de Aroeiras-PB, a Região está bastante castigada com a seca, mas graças a Deus as coisas estão mudando, pretendo plantar o capim mombaça em 01 ha, não para pastagem apenas para silagem perguntas:
1° Após toda a correção adequada do solo também posso utilizar o proprio esterco do curral para nutrir o capim mombaça?
2° Após o plantio quantos dias, em condições naturais o campim mombaça está pronto para ser utilizado pelo gado?
3° Nos Periodos mais secos, para manter apenas o capim e afim de econimizar água posso irrigar apenas duas vezes na semana?
marcosmezenga@uol.com.br

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 19/03/2013

Marcos,

1) Sim, pode utilizar o esterco.
2) Nas condições onde mais atuo (São Paulo) o ciclo deste capim varia de 24 a 28 dias, conforme as condições de fertilidade, tipo de solo, indice pluviométrico, temperatura, etc...
3) em relação á irrigação, depende de muitos cálculos para te responder em poucas palavras. O melhor é realizar um projeto de irrigação técnico e economicamente viável.

juber guido maciel filho

Inhapim - Minas Gerais - Assistência Técnica Pecuária
publicado em 03/04/2013

Excelente foto Bruno ! Resido em Inhapim-MG e a maioria dos produtores da região possuem mombaça para alimentação das vacas. No momento alguns produtores que atendo estão trabalhando em média com 10 UA/ha.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 03/04/2013

Obrigado Juber!

Na minha região também obtemos esta média de 10 UA/ha, sendo que em alguns casos já observei 13 UA/ha no período de verão. Sempre é bom lembrar que estas lotações ocorrem em solos rigorosamente corrigidos e bem manejados ao longo de alguns anos de trabalho.

FÁBIO NATAL FERNANDES DE CASTRO

Mimoso de Goiás - Goiás - Produção de leite
publicado em 03/04/2013

Bruno, bom dia, meu nome é Fábio Natal Fernandes de Castro, tenho uma pequena propriedade em Mimoso de Goiás - GO, e estou querendo iniciar uma pequena produção leiteira, sou totalmente inesperiente neste assunto, e pretendo utilizar o sitema de pastejo rotacionado, substituindo o brachiara pelo capim mombaça, em uma área de 4ha, porém tenho algumas dúvidas:
1 - Se nessa área de 4ha eu posso fazer 32 piquetes de 32m x32m = 1.024,00m²? o que daria uma área de 51,20m² por vaca, considerando que serão 20 vacas girolando a ocupar o espaço;
2 - Em quanto tempo eu teria que recompor o solo com adubação/nutrientes?
3 - Se a utilização de cerca elétrica é mais viável?
4 - E se além do pastejo eu tenho que oferecer às vacas algum outro tipo alimentação, tipo ração?   

Por enquento é isso.
Desde já agradeço-o pela atenção que me será dispensada.
Fábio Natal Fernandes de Castro - Faz. Oco - Mimoso de Goiás - GO  (legaltda@hotmail.com)

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 03/04/2013

Fábio,

Muitos questionamentos têm sido feitos por produtores a respeito de técnicas utilizadas em pecuária leiteira. Gostaria de responder a todas perguntas feitas, porém existem algumas que JAMAIS poderão ser respondidas aqui, pois podem servir como "receita de bolo" a outros produtores desinformados que transportarão estas informações para outras propriedades, levando ao insucesso de determinada técnica.
Quanto ás pergundas 1 e 2 recomendo que tenha um bom técnico ao seu lado para que façam o planejamento forrageiro, bem como as correções de solo.
Quanto á pergunta 3, a resposta é sim, a cerca elétrica é a forma mais barata e viável para divisão de áreas de pastejo.
Quanto á pergunta 4, a resposta é depende! Forrageiras tropicais (Mombaça, braquinária, Tanzânia, cameroon, tifton, estrela, etc) quando muito bem produzidas e manejadas têm capacidade de fornecer nutrientes para produções de 10 a 14 litros/vaca/dia, desde que estes animais tenham potencial para isso. Se seu objetivo é produzir além disso, é necessário o uso de concentrado (ração).

FÁBIO NATAL FERNANDES DE CASTRO

Mimoso de Goiás - Goiás - Produção de leite
publicado em 09/04/2013

Sou-lhes muito grato pela resposta bastante satisfatória.

Fábio Natal Fernande de Castro - Mimoso de Goiás - GO.

fabricio ghil frieber

Eunápolis - Bahia - Produção de leite
publicado em 12/04/2013

boa tarde.
Sou produtor rural na cidade de Itagimirim, extremo sul da Bahia, tenho na propriedade uma área de 10ha, com capim MG4, dividida em piquetes, para vacas leiteiras, gostaria de introduzir o capim mombaça nesta área, é possível???? Em semeadura?? ou em mudas?? (se existe esta hipótese) a área é corrigida conforme análise de solo. Obrigado desde já.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 12/04/2013

Fabricio,

É possível a substituição do capim MG4 pelo mombaça, desde que seguidos todas as etapas de um bom plantio. O mombaça se propaga por sementes, o que facilita muito seu plantio.
Mas antes de tomar esta decisão procure dominar bem o manejo da gramínea já existente (MG4), onde ainda você poderá obter ganhos em produtividade e com menor custo não necessitando de uma nova implantação de pastagem. É bom lembrar que o mombaça é uma gramínea muito exigente em fertilidade e manejo, não admitindo erros.

ARAUJO

Caculé - Bahia - Produção de leite
publicado em 13/09/2013

Sr. Bruno.
Sou leigo no assunto. Tenho uma pequena propriedade de pouco mais de 1ha, no entanto estou montando uma parte com pomar e plantação de hortaliça, e estou reservando pouco mais de 1/2 para criação de vacas gersey leiteiras. Minha estou pensando em efetuar a plantação de 1200 mudas de palma forrageira no sistema adessando + 200m² de anapier e 200m² de cana para formação de complemento (silos/feno) no periodo das chuvas. Sendo assim resta de area livre para capim 3.700m² que pretendo dividir em 28 piquentes e mais ou menos 130m² cada. Já mandei efetuar analise de solo para correção, ja tombei a terra, tenho água suficiente para irrigar toda propriedade, estou no sertão da Bahia, com clima médio acima de 22ºC. As perguntas são: O MOMBAÇA É MINHA MELHOR OPÇÃO? O TEMPO DE PASTAGEM NOS PIQUETES DEVERÁ SE DE 1 DIA CORRETO? TENHO QUE MOLHAR O CAPIM TODO DIA? TENHO QUE ADUBAR CADA PIQUETE ASSIM QUE AS VACAS TERMINAREM A PASTAGEM? COM QUE TIPO DE ADUBO? ESSE ESPAÇO DA PRA MANTER 6 VACAS, SENDO PELO MENOS 4 EM LACTAÇÃO? PRECISO COMPLEMENTAR A ALIMENTAÇÃO COM CONCENTRADO E OU OUTROS? AS VACAS DEVEM FICAR O DIA TODO NO PIQUENTE OU APENAS NA PARTE DA MANHÃ? ficaria muito grato em obter essas respostas.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 13/09/2013

Araújo,

Como você mesmo disse, por ser leito no assunto acredito que está no caminho certo ao consultar informações importantíssimas para iniciar a atividade. No entanto não posso lhe ajudar tanto em tão poucas palavras escritas. Recomendo que procure um projeto de assistência técnica da sua região que juntamente com um técnico competente e comprometido, possam desta forma planejar passo a passo o início da atividade.
NÃO TENTE SE AVENTURAR SOMENTE OBTENDO INFORMAÇÕES pela internet ou pessoas que não são verdadeiras conhecedoras do assunto.

Vai aqui o meu conselho! Espero ter ajudado.

Luiz Antonio da Silva

Volta Redonda - Rio de Janeiro - Produção de leite
publicado em 10/11/2013

Bruno,bom dia! Aprendi muito com a leitura dos comentários anteriores. Parabéns pelas dicas!
1- Qual é a consequência de se consorciar Mombaça com Tifton 85, buscando-se preencher o vazio entre as touceiras?
2-  Normalmente com quantos dias poderemos visualizar o capim germinado, após a semeadura do Mombaça?
(embora tenha semeado a lanço há 15 dias atrás, somente choveu à 6 dias. Ainda não vi sinal das plantinhas).
Atte: Luiz Antonio

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 10/11/2013

Luiz,

Não se deve consorciar 2 gramíneas no mesmo módulo de pastagem, pois os animais optarão preferencialmente por alguma delas, levando a um processo de degradaçao da mesma e prevalecendo a segunda. Além disso são gramíneas com ciclo e hábito de crescimento diferentes, dentre outros fatores.

Após a semeadura do mombaça, uma semana após já é possível presenciar a germinação das sementes. No entanto, como no seu caso faltou chuva, é possível um atraso na germinação, ou até mesmo a ausência da germinação devido a erros no plantio (enterrio excessivo das sementes, qualidade inferior das sementes, etc)

Patricia Lino

Tesouro - Mato Grosso - Consultoria/extensão rural
publicado em 19/11/2013

Bom dia Bruno,
gostaria de uma informação sua
preciso saber qual o ciclo de perfilhamento do mombaça na minha região,
no sul do Mato Grosso.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 19/11/2013

Patricia,

Como não atuo aí na sua região, terei dificuldade em lhe auxiliar com precisão. Mas o ciclo dependerá dos fatores fertilidade, precipitação pluviométrica, temperatura e luminosidade. Procure alguém que já tenha experiência prática por aí, tanto produtores quanto técnicos.
Mas não deve ser tão diferente daqui, aliás acredito que o ciclo seja menor do que os 26 a 28 dias.

leandro

Cunha - São Paulo - Distribuição de alimentos (carnes, lácteos, café)
publicado em 03/12/2013

Olá Bruno, sou o Leandro de Cunha-São Paulo minha propriedade está há 1350m altitude e na minha região tenho sério problema com geada quero saber se a mombaça resiste a geada, sendo que a média da temperatura anual aqui é de 12 a 15 graus.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 03/12/2013

Leandro,

O mombaça não resiste a fortes geadas, podendo comprometer seu sistema de produção. Na sua região melhores respostas seriam obtidas com forrageiras subtropicais, como o Tifton 85, Jiggs, Coast Cross, ou seja, alguma pertencente á família dos Cynodon.

ANDRESA CRISTINA SOUZA BATISTA

Sacramento - Minas Gerais - Produção de leite
publicado em 04/07/2014

Bruno, estamos implantando piquetes rotacionados e irrigados de mombaça são 28 piquetes em 2ha.
a nossa bomba é um pouco mais potente do que foi pedido no projeto, onde pelo projeto eu ligaria 20 aspersores apenas, porem por conta dessa potencia pra mim trabalhar apenas com 20 aspersores eu teria que fechar um pouco o registro de água forçando assim a bomba. Em teste que realizamos para ver quanto ela poderia irrigar conseguimos que fosse 60 aspersores ou seja 10 piquetes, pra vazão que foi regulado provavelmente ficaria aguando por 3 horas. o que gostaria de mais informação é como vou controlar a umidade da terra uma vez que triplicou a quantidade irrigada para não forçar a bomba e nem desperdiçar energia elétrica. Me passa seu email que envio o meu projeto.
Obrigada

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 04/07/2014

Andresa,

Não há como responder suas dúvidas sem verificar pessoalmente á área, projeto, etc... Acredito que tenha sido orientada por algum técnico ou empresa neste projeto de irrigação...Esta pessoa seria a melhor para esclarecer suas dúvidas.
Segue meu email caso queira entrar em contato.

bvnadruz@ig.com.br

Luiz Ferreira

Recife - Pernambuco - Produção de leite
publicado em 04/07/2014

Bruno muito bom seus comentários ,estou começando plantar o monbaça em bonito -PE em 02 há chove bem na região e um micro clima temperatura entre 18 a 25 graus ,tenho nesta propriedade pangola ,pangolao e braquiairia decunbens plantados ,várias nascentes estou começando agora a criação de gado de leite girolando ,tenho uma área total de 12ha ,vou plantar cana 01 há ,capim de corte elefante ou cameron 01 há ,milho ou sorgo 01 há ,estou consultando um técnico agrícola e visitando fazendas de gado de leite ,fiz análise de solo estou esperando o resultado ,meu email lulaferreira @terra.com.br abraço e obrigado pelas dicas aguardo notícias .

sehn

São João do Oeste - Santa Catarina - Produção de leite
publicado em 16/07/2014

Olá Bruno.
Sou do oeste catarinense, sendo que aqui, a temperatura anual varia muito: geadas á temperaturas altíssimas no verão. Estamos com dúvida referente a qual variedade de pastagem perene a ser adotada para bovinocultura leiteira. Algumas variedade estão sendo desenvolvidas por aqui: Aries, Jiggs, Tifton, Mombaça, Aruana, Pietã. Qual seria mais aconselhável?
Desde já agradeço.

Bruno V. Nadruz

Ribeirão Preto - São Paulo - Consultoria/extensão
publicado em 16/07/2014

Sehn,

Em um primeiro momento, qualquer forragem ou pastagem que vc já possua na sua propriedade será a melhor a ser trabalhada e intensificada, bastando atender os requisitos para um bom manejo e fertilidade de solo... Num segundo momento de obtenção do máximo desta forragem, você poderia optar pela mudança para uma pastagem mais produtiva.
Em minha região, temos trabalhado mais com o Mombaça, Tífton, estrela e iniciando algumas propriedades com jiggs, obtendo taxas de lotação no verão de 13 a 15 UA/ha.

Recomendo que procure um acompanhamento técnico para a melhor escolha.

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes

Enviar comentário

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade