Autor

Mensagem

Fernando J. F. da Silva

Método Voisin


Enviado em 05/10/2002

Caro Ederson, todos nós sabemos que o sistema intensivo de pastejo rotacionado adubado é uma técnologia de produção subsequente e aperfeiçoada do patejo Vousin. Gostaria de saber sua opinião sobre os principais questionamentos que se faz para essa técnologia de produção: Como se tem uma alta sustentabilidade da fertilidade do solo apenas pela reciclagem de nutrientes? Quais os tipos de capim que se podem utilizar nesse sistema? Como implantar esse sistema em solos de baixa fertilidade sem a utilização de fertilizantes para manutenção? Um abraço!

Ederson Antunes

Enviado em 06/10/2002

Caro Fernando: Nao sei exatamente qual a sua formacao (se Eng.-Agr., Med. Vet, produtor ou outro)uma vez que voce nao se apresentou. Tambem nao sei qual o seu conhecimento especifico sobre Pastoreio Voisin. Dessa forma, vou ater-me a explicar um pouco o que e Pastoreio Voisin. Andre Voisin foi um bioquimico frances que no pos guerra na Europa, implantou experimentos utilizando a rotacao de pastagens. Antes dele muitos outros pesquisadores tentaram utilizar a rotacao, mas cometiam erros que os impediam de obter sucesso. O que Andre Voisin fez foi sistematizar determinados principios (chamados de Leis do Pastoreio Voisin)que sao a base de qualquer sistema Racional de uso das pastagens. Sendo assim, em sua homenagem chamamos de Pastoreio Voisin. Nao acho justo que com simples alteracoes passe-se a chamar o sistema de " Rotacionado". E como se mudassemos o nome Pasteurizacao (Nome dado ao processo determinado por Louis Pasteur). Dessa forma, qualquer metodo que siga os principios estabelecidos por Andre Voisin e que respeite a Fisiologia dos Pastos deveria-se chamar Pastoreio Voisin. Todos sabemos que o produtor rural vive hoje uma grande crise. Descapitalizado e sem dinheiro para investir, nao tem nenhuma chance de iniciar um processo produtivo baseado em alta carga de insumos de elevado valor financeiro. Tendo o produtor poucos recursos, vejo como fundamental que divida a pastagem em quantos piquetes forem necessarios para manter a regularidade da oferta de massa verde (variavel com o local, clima, precipitacao e tipo de forrageira utilizada). Tem-se que salientar que a visao de quem trabalha com Pastoreio Voisin e que o solo nao e apanas um substrato em que pomos os nutrientes que faltam. O solo e um organismo composto de seres vivos (macro e micro seres) que executam brilhantemente uma reciclagem de nutrientes, disponibilizando para a rizosfera da planta nutrientes antes indisponiveis. Portanto devemos sempre levar em conta que as acoes que efetuamos no solo devem ser o menos agressivas possiveis a esses organismos. A adubacao utilizando adubos quimicos soluveis e extremamente prejudicial a vida do solo, devendo assim preferencialmente nao ser utilizada (podemos definir esse metodo como Manejo Agroecologico). Ja tive oportunidade de trabalhar com Pastoreio Voisin em solos de baixa fertilidade (05 ppm de Fosforo, Acidez elevada), e mesmo assim com utilizacao da rotacao pelo Pastoreio Voisin conseguimos dobrar a carga animal, mantendo a producao individual em niveis satisfatorios. Independe que tipo de pasto utiliza-se (depende da adaptabilidade ao ambietnte da regiao). Qualquer pasto pode ser manejado pelo Pastoreio Voisin, adequando-se a carga animal e a relacao entre demanda e oferta de forragem. Sigo os passos dos seguintes profissionais, exemplos de sucesso no emprego do Pastoerio Voisin no Brasil: Humberto Sorio, consultor e professor na UPF-RS; Nilo Ferreira Romero, Eng.-Agr. pioneiro do Pastoreio Voisin no Brasil; Jurandir Melado, consultor e professor da UFMT; Abdom Schimitt, professor na UFSC; entre muitos outros. Obrigado pela oportunidade de explicar melhor o sistema Voisin. Um abraco. Eng.-Agr. Ederson Antunes

Responder ao tópico:

10.000 caracteres restantes

Enviar mensagem

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade