Você está em: Fórum > Sistemas de Produção

Autor

Mensagem

MIchel Guedes Campos

Laticinio x Produtores


Enviado em 02/04/2009

Bom dia,
quero parabeniza-los pelo excelente portal do leite, com otimas informações.
Sou consultor e estou desenvolvendo um trabalho para um laticínio aqui
da região, de porte pequeno, e temos um problema muito sério sobre a não
fidelização dos produtores de leite, nosso fornecedor, devido ao grande
número de laticínios na região.
Gostaria de saber se tem uma forma de fidelizar esses fornecedores para
entrega do leite, ou senão , entender como funciona em outros mercados.

Obrigado.

Guilherme Alves de Mello Franco

Enviado em 24/04/2009

Prezado Michel: basta fazer contratos com os produtores, desde que assegure um preço apreciável, eis que a lei da oferta e da procura é que reza neste ramo de negócios. Se tiver bom atendimento (pagamento em dia) e preço pelo produto, ninguém vai querer debandar para o concorrente.
Um abraço,


GUILHERME ALVES DE MELLO FRANCO
FAZENDA SESMARIA -OLARIA - MG
CINQUENTA ANOS PRODUZINDO QUALIDADE
SELEÇÃO DE GADO HOLANDÊS
SELEÇÃO DE GADO JERSEY
FILIADA À ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DE GADO HOLANDÊS DE MINAS GERAIS (AFIXO: S.E.S.G.A.)
FILIADA À ASSOCIAÇÃO DOS CRIADORES DEGADO JERSEY DE MINAS GERAIS (AFIXO: SESMARIA)
REBANHOS CEM PORCENTO REGISTRADOS

HOLANDÊS:A RAÇA QUE MAIS PRODUZ LEITE NO MUNDO!!!
HOLANDÊS DA SESMARIA: VOCÊ AINDA VAI TER UM!!!

JERSEY: UM LEITE MUITO SÓLIDO!!!
JERSEY DA ESMARIA: ASOLIDEZ DO SEU LEITE!!!

Catia Cilene Vieira Minho

Enviado em 05/04/2010

De qualquer forma como disse o colega acima é preciso que o produtor se sinta bem entregando o seu leite para o estabelecimento, uma ótima maneira de fazer isso é dar assistência de perto aos produtores, conversando com eles na propriedade, oferecendo técnicos quando precisarem, "dando" a ração pois, quando existe uma boa negociação entre as agropecuárias e o proprietário de agronegócio esse pode conseguir um belo desconto na compra da ração para o gado dando ao produtor por determinado preço pago em leite. É fundamental, que o produtor se sinta seguro é claro com pagamentos em dia, mas é primordial que ele se sinta parte da equipe do laticínio também, e isso só se faz indo de porta em porta e conversando. É um trabalho complicado quando se tem vários produtores mas que pode fazer a diferença.

marcelo erthal pires

Enviado em 01/10/2010

Meus Caros parceiros Produtores, os laticínios, nos acham uns "LIXOS", entre eles nos despresam, nos produtores para os benefíciadores do leite somos as escorria do mundo. Desta forma comece a tratar os Produtores sérios, com o devido respeito, pois são estes que ajudam a cololcar a comida em Vossas . Meu Caro Michel Guedes Campos, o cão não constuma morder à mão que o alimenta ! Estou certo ? Vá e pergunte aos produtores o que eles acham ? um abraço marcelo

Airton Mochko

Enviado em 12/04/2012

Meu nome é airton mochko, e sou um pequeno comerciante aqui em são Felipe do oeste em Rondônia.

Meu contato é por um fato muito simples, que ocorre aqui em Rondônia com relação aos produtores de leite em todo o estado.
Os produtores de leite e de outras culturas estão abandonados no que se refere a assistência técnica, ou seja, a EMATER que deveria fazer algo, só faz política para o governo e mais nada, além de distribuir semente de feijão.

Em janeiro de 2008 implantamos o projeto balde cheio aqui em são Felipe e em pimenta Bueno, através de uma iniciativa privada, e desde então nem a prefeitura de são Felipe apóia nada em relação a assistência técnica aos produtores.

Em dezembro de 2008 foi aprovado a criação do conseleite aqui em Rondônia, em dezembro de 2009 foi criado o conseleite no estado, eleito o presidente e tudo mais, mas de lá pra cá não houve progresso algum em relação a melhora nessa relação produtor e laticínios.

Sempre fui um defensor de que o produtor tem que ter assistência técnica no seu município de produção, e isto foi tentado inclusive em audiência com o governador do estado em março de 2011, dia em que apresentamos o projeto balde cheio da Embrapa pecuária sudeste de são Carlos em são Paulo ao governador.

Acontece que o governo do estado anterior ao atual, criou através do então secretário de agricultura, no arranjo produtivo local de leite, uma contribuição de 1% do faturamento bruto dos laticínios para o governo em troca de isenção de tributos para novas plantas, e desde então os laticionios fazem o que querem no estado, a EMATER, que sempre foi usada como cabo eleitoral pelo governo, não muda nada, não faz nada e não deixa o produtor mais a mão ainda porque seus técnicos trabalham como cabo eleitoral do governo, disperdiçando dinheiro que é dos produtores, e o conseleite não funciona porque o governo tem o rabo preso aos laticinios do estado.

Em outubro de 2011 foi feito aqui em são Felipe do oeste, um seminário sobre o projeto balde cheio, já que este está presente no estado, e não pode progredir porque não existe apoio para dar assistência aos produtores de leite.

E nesse evento estava presente o presidente da fundação banco do Brasil, a qual já presta apoio a outros produtores de leite em outros estados, tem interesse em fazer o mesmo aqui em Rondônia, mas até agora não anda nada.

outro ponto extremamente importante, e que a meu ver tem implicações na saúde da população, é a qualidade do leite produzida, porque o produtor que tem um sistema de rotação de pastagens, trata-a como se fosse uma cultura, tem ordenha e cuidados na produção de leite, esse leite coletado vai junto com outros tipos de leite que não tem controle algum, muito menos higiene.

precisamos de ajuda, para o governo de rondonia tenha vergonha na cara e faça algo como implantar assistência técnica efetiva aos produtores, e para isso já existe uma estrutura prontinha para fazer isso que é a EMATER com todo seu equipamento, é só capacitar os técnicos em instituições como a embrapa pecuária sudeste de são carlos-sp e partir para o trabalho, vejo dessa maneira porque é um caminho fácil de executar se as autoridades de rondonia tivessem boa vontade, outro caminho é, não temos escolha senão aceitar o que os laticionios impõe aos produtoresavalizados pelo governo do estado.

Atenciosamente

Airton mochko



Responder ao tópico:

10.000 caracteres restantes

Enviar mensagem

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade