Autor

Mensagem

Antonio Adalberto Kaupert Junior

"Brachiaria híbrida cv. MULATO II"


Enviado em 17/06/2008

Prezado leitor.

A "Brachiaria híbrida cv. MULATO II" é a terceira geração de cruzamentos entre Brachiarias, realizados pelo CIAT (Centro Internacional de Agricultura Tropical - www.ciat.cgiar.org), com sede em Cali, Colômbia, que se iniciaram em 1988, dentro de seu Programa de Forragens Tropicais.

CARACTERÍSTICAS DIFERENCIAIS

· Ampla adaptação edafoclimática
· Tolerância ao frio, geadas e queimadas
· Resistência a cigarrinhas-das-pastagens e à maioria das espécies de lagartas
· Resistência a solos ácidos, com respostas a partir de pH = 4,2 - 4,5 e com Alumínio tóxico
· Resistência a longos períodos de secas
· Resistência a altas temperaturas com alta umidade relativa
· Resistência a pisoteio e pragas
· Respostas em solos com fertilidade a partir de média-baixa
· Maior persistência e melhor eficiência, com menor estacionalidade
· Maior densidade e volume de massa foliar
· Maior qualidade nutricional
· Maior consumo animal - melhor palatabilidade, herança da heterose nos cruzamentos com a "Brachiaria ruziziensis" (uma de suas progenitoras), considerada a de melhor palatabilidade entre as espécies do gênero Brachiaria.

MORFOLOGIA

· Maior profundidade das raízes (chegando a cerca de 1,30-1,50m)
· Maior ramificação do sistema radicular
· Resistência a longos períodos de seca, capacidade de transferência, para a parte aérea, de umidade e de nutrientes encontrados em profundidades não antes alcançadas pelas demais cultivares
· Resistência a queimadas, frio e geadas fortes, devido ao posicionamento "sub" basal da gema da planta, com coroa radical
· Restrição para utilização em zonas de má drenagem ou de encharcamento prolongado
· Susceptível ao fungo "Rhizoctonia solani".
· Maior número de perfilhos, um dos principais responsáveis pelo alto índice de massa foliar
· Maior densidade e volume de massa foliar
· Crescimento cespitoso (entouceirado) e decumbente, produzindo uma massa foliar mais espessa, distribuída por toda a extensão da altura das plantas, e também estolonífero, preenchendo os espaços vazios
· Excelente relação folha/talo, pelo maior número de perfilhos, com mais folhas e menos talos em cada perfilho
· Folhas e Talos pubescentes (aveludados), altamente palatáveis e muito macios
· Proteção da planta contra o calor e frio excessivos
· Ingestão pelos animais sem causar ferimentos ou cortes no sistema digestivo
· Crescimento vigoroso com rápida cobertura e maior velocidade de rebrote
· Uma única floração, e tardia, proporcionando maior e melhor aproveitamento do pasto, mesmo em condições adversas
· Maior qualidade nutricional
· Maior teor de PB (Proteína Bruta)
· Maior teor de minerais
· Menor teor de fibras
· Melhor digestibilidade

TECNOLOGIA DAS SEMENTES

Produzidas e comercializadas mundialmente, com exclusividade, pelo Grupo Papalotla (www.grupopapalotla.com), proporcionando o máximo aproveitamento do potencial de cada semente.

· Utilização de SEMENTES PURAS
· Escarificação, proporcionando a quebra da dormência das sementes
· Tratamento Especial SpeedyGerm® (exclusividade Papalotla)
· Maior velocidade de germinação
· Maior uniformidade na germinação
· Melhor índice de germinação
· Semente Peletizada (incrustada) com a mais avançada tecnologia
· Maior facilidade de semeadura
· Maior proteção de cada semente contra adversidades
· Maior proteção ao operador
· Possibilidade de adição de micronutrientes, inseticidas e fungicidas

PLANTIO

Para melhor aproveitar o ótimo rendimento de cada semente, o plantio deve ser realizado com a maior precisão possível, podendo ser realizado através de semeadoras a lanço, em linha, com matracas ou até mesmo manualmente.

Taxa de plantio: a partir de 5 kg/ha, respeitadas as condições mínimas favoráveis de plantio

Semeadura a lanço

· Sementes puras (deixando apenas 1 abertura na espalhadeira, regulando-a e retirando o misturador inferior, que pode danificar o pellet)
· Sementes em mistura com um lastro, que pode ser Superfostato Simples ou Superfosfato Triplo, têm a vantagem de acrescentar Fósforo no plantio; ou então com outro produto que tenha uma densidade similar à da semente incrustada (peletizada)

Plantio em linha

· Regular para a taxa ideal de plantio
· Observar a profundidade máxima de plantio, que é de 2 cm
· Observar sempre que a engrenagem da plantadora não esteja danificando o pellet durante o plantio
· Após a semeadura é recomendada a realização de uma compactação, o que sempre facilitará uma melhor emergência das plântulas
· A fertilização com Nitrogênio e Potássio é recomendada para a fase da cobertura +/- 45 dias após o plantio
· A fertilização periódica de manutenção é recomendada pelo menos uma vez ao ano, entre o final da época das secas e o início das chuvas, com, por exemplo, com 50 a 100 kg/ha de Nitrogênio e 50 kg/ha de Fósforo. Procurar a orientação de um agrônomo para a realização da análise de solo e para a recomendação da adubação específica.

IMPORTANTE: Não é recomendada sua semeadura solos encharcados, em áreas sujeitas a longos períodos de inundação ou com má drenagem.

MANEJO

Excelente para pastejo rotacionado intensivo, corte, produção de feno (fardos ou rolos), de silagem e de pré-secado (Silopack), proporcionando:

· Maior produtividade de carne e de leite (por animal, por área e durante maior período)
· Melhor qualidade de leite produzido a pasto, com maior teor de sólidos

O primeiro pastejo deve ser iniciado com o pasto a partir de 60-70 cm de altura (leve ou com bezerros jovens).

Os demais pastejos devem ser iniciados com o pasto até o máximo de 80-90 cm de altura, aproveitando a melhor qualidade nutricional das folhas.

O gado deve ser retirado do piquete quando a altura do pasto estiver em não menos de 25 cm. Isto permitirá que o rebrote tenha maior velocidade.

Este procedimento permite uma otimização do pastejo (diminuição do intervalo de pastejo entre os piquetes e diminuição do tempo de pastejo em cada piquete), oferecendo ao rebanho a melhor qualidade de forragem (pontas de folhas), durante o máximo de tempo possível, maximizando o ganho de peso e/ou maximizando a produção e a qualidade do leite produzido a pasto.

Produto protegido no Brasil pela Lei de Proteção de Cultivares, no SNPC (Serviço Nacional de Proteção de Cultivares) do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) com o certificado no 00735 de 6 de Janeiro de 2006

PIRATARIA É CRIME! DENUNCIE!

O MULATO II e foi apresentado ao público brasileiro no Agrishow de Ribeirão Preto em 2006 e no Show Rural Coopavel de 2006.
As sementes do MULATO II já estão sendo produzidas no Brasil exclusivamente pelo Grupo Papalotla, e comercializadas EXCLUSIVAMENTE através de seus representantes autorizados.

Para quem desejar saber maiores detalhes técnicos e informativos podemos enviar um rico material por email.

AO ADQUIRIR SUAS SEMENTES DE MULATO II RECOMENDAMOS TODO O CUIDADO. Procure-nos para saber com segurança sobre a originalidade de sua semente. Teremos o máximo prazer em atendê-lo.

ANTONIO A. KAUPERT JR.
Diretor Grupo Papalotla BRASIL
Av. Jânio da Silva Quadros, 415
13070-098 Campinas, SP Brasil
Tel/Fax: +55 (19) 3242-9060
Cel.:+55 (19) 9779-7138
email: akaupert@grupopapalotla.com
www.grupopapalotla.com
MSN: aakaup@msn.com
SKYPE: aakaup

Antonio Adalberto Kaupert Junior

Enviado em 07/07/2008

Em continuação, segue abaixo um quadro resumo do importante trabalho comparativo de PERFORMANCE DE PRODUÇÃO DE LEITE A PASTO (SEM SUPLEMENTAÇÃO), realizado em Huimanguillo, Tabasco, México, durante 3 anos (2004, 2005 e 2006), coordenado pelo INIFAP (Instituto de Investigaciones Forestales y Agro Pecuarias do México), utilizando "Brachiaria brizantha+decumbens", "Brachiaria híbrida cv. Mulato", e "Brachiaria híbrida cv. MULATO II". O cenário e base da comparação reflete o perfil da grande maioria dos produtores de leite mexicanos.

Neste importante trabalho foi possível observar as três vantagens mais importantes da utilização do "Mulato" e principalmente do "MULATO II" sobre as Brachiarias brizantha e decumbens:

1) significativo aumento de produtividade média de leite POR ANIMAL durante todos os três anos

2) significativo aumento de produtividade de leite POR ÁREA, demonstrado basicamente pela MAIOR TAXA DE LOTAÇÃO MÉDIA durante todos os três anos, de uma forma estável e consistente

3) ESTABILIDADE na manutenção da alta produção média de LEITE A PASTO durante todos os 3 anos

Brachiaria híbrida cv. MULATO II
Ano 2004 2005 2006 MÉDIA 3 ANOS
Cabeças/ha 4,0 4,0 4,0 4,0
Litros/vaca/dia 10,9 12,3 11,1 11,4
Litros/ha/dia 43,6 49,2 44,3 45,7
Litros/ha/ano 15.914 17.959 16.135 16.669

Brachiaria híbrida cv. MULATO
Ano 2004 2005 2006 MÉDIA 3 ANOS
Cabeças/ha 4,0 4,0 4,0 4,0
Litros/vaca/dia 9,7 10,3 10,6 10,2
Litros/ha/dia 38,8 41,1 42,6 40,8
Litros/ha/ano 14.162 14.991 15.547 14.900

Brizantha/Decumbens
Ano 2004 2005 2006 MÉDIA 3 ANOS
Cabeças/ha 0,9 1,3 1,4 1,1
Litros/vaca/dia 8,5 9,3 8,5 8,9
Litros/ha/dia 7,1 12,3 11,9 9,7
Litros/ha/ano 2.798 4.474 3.872 3.636

Cleyton

Enviado em 24/05/2013

Boa noite, meu nome é Cleyton, sou da região Nordeste de Pernambuco (Agreste), estou pesquisando uma pastagem que seja de ótima qualidade em sistema rotacionado para novilhas, tive contatos com algumas empresas e me falaram muito bem sobre o MULATO II, e realmente estou entusiasmado com a variedade em meio a pesquisa feita, se vcs poderem passar mais informações mais precisas sobre a viabilidade na região ficarei grato.

Jose Ribeiro de Carvalho

Enviado em 07/02/2014

Boa tarde gostei da espricaçao sobre o mulato dois gostaria que falacem da quatidade de semente qor hectare massa seca e proteina .Obrigado

Antonio Adalberto Kaupert Junior

Enviado em 25/02/2014

Desde 2010 a Brachiaria híbrida cv. MULATO II é uma exclusividade da Dow AgroSciences e passou a se chamar CONVERT HD364. As informações estão no link http://www.forrageirasdow.com.br/convert-hd364-caracteristicas.asp.
Entre em contato com a Dow através do telefone 0800 7722492 e saiba quem é o representante de vendas que atende a sua região.

Responder ao tópico:

10.000 caracteres restantes

Enviar mensagem

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade