Fechar
Receba nossa newsletter

É só se cadastrar! Você recebe em primeira mão os links para todo o conteúdo publicado, além de outras novidades, diretamente em seu e-mail. E é de graça.

Você está em: Cadeia do leite > Giro Lácteo

Bactéria láctea aumenta a imunidade

postado em 11/01/2001

Comente!!!
Aumentar tamanho do texto Diminuir tamanho do texto Imprimir conteúdo da página

 

Bactérias presentes em certos produtos lácteos podem aumentar a capacidade do corpo de lutar contra doenças, segundo indica novas pesquisas.

Foi determinado que a Bifidobacterium lactis HN019 aumenta a atividade de 2 tipos de células do sistema imune em adultos com boa saúde, segundo indica publicação feita no European Journal of Clinical Nutrition.

"Esses resultados abrem a possibilidade de que a B. Lactis possa ser incorporada em produtos lácteos, com propriedades de promover a imunidade, que podem oferecer benefícios significativos para a saúde humana", disse B.L.Chiang, que trabalha no National Taiwan University em Taipei, Taiwan.

Mas não é só isso. Os cientistas informaram que algumas cepas de bactérias produtoras de ácido lático contidas em alguns produtos lácteos fermentados, como o queijo e o iogurte, podem ajudar na digestão, diminuir o colesterol e prevenir infecções intestinais, segundo informa o Reuters Health.

O estudo contou com a participação de 50 pessoas saudáveis, de idade entre 41 e 81 anos. Inicialmente, o grupo consumiu leite desnatado não contendo B. Lactis. Então, depois de 3 semanas, os participantes do projeto ingeriram o probiótico presente no leite desnatado ou no leite que já estava com a lactose quebrada previamente. Depois de mais 3 semanas, os participantes voltaram a consumir leite desnatado sem o probiótico.

Os indivíduos não apresentaram nenhuma mudança no funcionamento das células do sistema imunológico enquanto beberam o leite desnatado sem probiótico. Entretanto, quando consumiram a versão contendo o probiótico, a atividade de algumas células do sistema imune aumentou, um fenômeno que foi mais pronunciado naqueles que ingeriram o leite com a lactose modificada.

Apesar desses resultados dos estudos, os pesquisadores disseram que ainda não foi determinado se o consumo de B. Lactis pode ajudar no combate a infecções ou proporcionar outros impactos no sistema imunológico.

Essas descobertas dos cientistas não são achados isolados sobre os benefícios dos probióticos. Um estudo divulgado em maio do ano passado mostrou que crianças que consomem iogurtes e outros produtos lácteos fermentados lidam melhor com alergias alimentares, têm um aumento no sistema imunológico, além de uma melhoria no balanço das bactérias do trato intestinal.

A empresa francesa Danone também beneficiou-se com o fato de os consumidores acreditarem nos efeitos dos probióticos, tendo anunciado em setembro do ano passado que 75% do aumento das vendas da empresa foram devido ao iogurte de beber Actimel.

Obs: o MilkPoint publica as matérias do site www.dairynetwork.com mediante autorização da empresa VerticalNet, Inc., proprietária do respectivo site.

fonte: Gerry Clark, Dairy Network, por Equipe MilkPoint

Avalie esse conteúdo: (e seja o primeiro a avaliar!)

Envie seu comentário:

3000 caracteres restantes


Enviar comentário
Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

Quer receber os próximos comentários desse artigo em seu e-mail?

Receber os próximos comentários em meu e-mail

Copyright © 2000 - 2014 AgriPoint Consultoria Ltda. - Todos os direitos reservados

O conteúdo deste site não pode ser copiado, reproduzido ou transmitido sem o consentimento expresso da AgriPoint.

Consulte nossa Política de privacidade